27 de janeiro de 2022

Saiba como começar a montar sua casa inteligente

como montar uma casa inteligente

As casas inteligentes estão entre as principais tendências da tecnologia na atualidade. Saiba o que fazer para automatizar sua residência. 

A popularização do acesso à internet na última década trouxe novas soluções para deixar nossas casas sempre conectadas e ajudar nas rotinas diárias. Montar uma casa inteligente está ficando cada vez mais fácil e barato. Vários recursos que pareciam coisa de filme já são realidade em muitas residências.

Neste artigo, nosso objetivo é apresentar tudo que você precisa saber antes de começar a implementar recursos de automação residencial na sua casa. Você verá como montar a estrutura básica para uma casa inteligente e várias sugestões de equipamentos que prometem deixar seu dia a dia mais prático. Confira!

O que é uma casa inteligente

Uma casa inteligente é aquela que utiliza recursos de automação que se comunicam por meio de uma rede. Assim, os equipamentos compartilham informações entre si e tem um alto grau de interação com os moradores, que podem dar comandos de voz ou acionar dispositivos remotamente.

O objetivo de uma casa conectada é oferecer conforto e segurança aos ocupantes, que passam a ter muitas ferramentas que facilitam a gestão do imóvel. Além disso, o investimento em dispositivos inteligentes pode representar uma boa economia de dinheiro ao longo do tempo.

Como planejar uma casa inteligente

casa inteligente

Antes de qualquer coisa, a casa inteligente precisa de uma conexão de internet estável. Atualmente, um plano de 15 mega já é suficiente para começar a instalar equipamentos inteligentes. Porém, o avanço da tecnologia pode demandar maior tráfego de dados no futuro, o que exigiria velocidades maiores. 

O primeiro item para estruturar sua rede doméstica é o roteador. Esse é o equipamento responsável por distribuir o sinal de internet pela casa. O ideal é que ele fique posicionado em um ponto central da residência para que essa distribuição seja igualitária. Porém, casas maiores podem precisar de repetidores em alguns cômodos para manter a força do sinal.

A complexidade da rede doméstica dependerá do nível de automação que você quiser implementar na sua casa inteligente. O mais básico permite controlar equipamentos isoladamente com conexões wi-fi e bluetooth. Assim, você utiliza seu celular para tarefas como ligar e desligar, lâmpadas, TVs, aparelhos de som e outros dispositivos conectados.

O comando desses equipamentos pode ser centralizado com a ajuda de assistentes virtuais como a Alexa, da Amazon, e o Google Home. Esses sistemas permitem instalar dispositivos controlados por voz e que se comunicam com os outros aparelhos da casa. Também existem equipamentos chamados hubs, que atuam como controladores remotos universais. Um hub infravermelho ou wi-fi é capaz de enviar comandos para vários aparelhos. 

Essa estrutura permite que um comando de voz para o assistente virtual seja transmitido via wi-fi, passando por roteadores e hubs para acionar recursos eletrônicos em qualquer lugar. Mas é claro que você não precisa automatizar a casa inteira ao mesmo tempo. Por uma questão de custos, é até recomendável fazer isso aos poucos. Além disso, vai ser bem divertido observar a evolução do processo até que a casa toda esteja conectada.

Equipamentos para casa inteligente

casa inteligente

A variedade de equipamentos para casa inteligente no mercado aumenta ano após ano. Conforme essa tecnologia avança e se torna mais popular, os preços vão ficando cada vez mais acessíveis. Veja algumas opções que você pode adicionar ao seu lar conectado.

Assistente virtual

Os assistentes virtuais ganharam muito espaço nos últimos anos e muita gente já está de olho neles. Já disponíveis nos smartphones há alguns anos, esses sistemas foram parar em pequenas caixas de som que podem ser instaladas facilmente em qualquer cantinho com uma tomada. 

Os modelos mais famosos são os da linha Amazon Echo, que vem com a assistente virtual Alexa. Disponíveis em vários tamanhos e em versões com e sem tela, esses equipamentos ganham novas funções a cada dia. Por meio das chamadas skills, o usuário pode utilizar fluxos de automação personalizados e combinar vários dispositivos inteligentes.

Entre as várias funcionalidades, a Alexa é capaz de tocar músicas e notícias, controlar as luzes da casa, salvar listas de compras e lembrar você sobre um compromisso. Também é possível fazer chamadas de áudio ou vídeo com outros dispositivos Echo. Além dessas funcionalidades, as caixas de som da Amazon têm uma qualidade de áudio surpreendente. 

O Google tem seu próprio sistema de assistente virtual, aquele que é acionado nos smartphones Android com o comando “Ok, Google”. A empresa já vende seus próprios alto-falantes, conhecidos como Google Nest Mini. 

As funções básicas do Nest Mini são similares às da Alexa. O equipamento também é ideal para se conectar com outros dispositivos do Google, como o ChromeCast, e televisores com o sistema AndroidTV.   

Controle universal

O controle universal é um dos tipos de hub que mencionamos anteriormente. Neste caso, um hub infravermelho é conectado à rede e converte os comandos para dispositivos que não tem conectividade wi-fi. 

A lista de hubs infravermelhos mais conhecidos inclui o Broadlink RM Mini 3. Alguns desses aparelhos vêm com aplicativos para quem não quer investir em um alto-falante e prefere dar os comandos pelo celular. 

Robôs de limpeza

Os aspiradores de pó inteligentes são pequenos robôs que circulam pelos cômodos da casa fazendo a limpeza enquanto você se dedica a outras atividades. É possível programar o funcionamento do aparelho para horários específicos e dar comandos de voz via Alexa ou Google Assistente. Os modelos mais caros são capazes de mapear a casa para evitar acidentes e voltam sozinhos para a base quando precisam recarregar a bateria. 

Luzes e interruptores inteligentes

A iluminação da sua casa inteligente vai ficar mais prática e criativa com as lâmpadas inteligentes. Esses dispositivos têm leds que permitem escolher vários tons diferentes. Assim, um ambiente pode ficar com luzes azuis, vermelhas, roxas, etc. Você pode acionar as lâmpadas e trocar as cores com comandos de voz ou pelo smartphone.

Para instalar, não tem muito segredo. É só colocá-la no mesmo bocal onde vão as lâmpadas comuns e adicioná-la em sua rede doméstica via wi-fi. Depois disso, ninguém terá mais desculpa para esquecer uma lâmpada acesa. Além de ser uma opção de decoração barata, a lâmpada inteligente ajuda a economizar energia. No Brasil, as marcas Positivo e Xiaomi estão entre as mais procuradas.

Se você prefere manter as lâmpadas convencionais, também pode optar pelos interruptores inteligentes. Eles permitiram ligar e desligar as luzes remotamente. A instalação é mais complexa, pois é necessário conectar o interruptor à fiação da casa. Alguns dispositivos desse tipo permitem controlar mais de uma lâmpada de forma independente.

Eletrodomésticos inteligentes

Aqui entramos em um campo que ainda não foi muito explorado. Os eletrodomésticos inteligentes ainda não são vistos por aí com tanta frequência quanto os dispositivos que citamos antes. Os preços ainda são salgados, mas alguns deles podem ser encontrados em lojas brasileiras. 

Uma lavadora inteligente, por exemplo, pode ser gerenciada remotamente por meio de aplicativos de celular. O software permite criar ciclos de lavagens personalizados e monitorar uma lavagem em tempo real.

Já as geladeiras inteligentes ajudam a gerenciar as compras de casa. Graças a câmeras instaladas por dentro, os usuários podem ver se a geladeira está ficando vazia por meio de um aplicativo. Alguns modelos vêm com grandes telas de toque na porta que tem seus próprios apps, com agenda, previsão do tempo e até TV. 

Tomadas inteligentes

As tomadas inteligentes são uma alternativa mais barata para quem não quer gastar com os eletrodomésticos inteligentes. Trata-se de um adaptador de tomada com conexão wi-fi que permite ligar e desligar aparelhos à distância e monitorar o consumo de energia deles. É possível ligar ou desligar ventiladores com um comando de voz, por exemplo.

Fechaduras eletrônicas

As fechaduras inteligentes utilizam biometria para acabar com o drama de quem esquece a chave e fica trancado para fora de casa. Alguns modelos também usam cartões, algo semelhante ao que vemos em hotéis. Esses dispositivos precisam estar conectados a uma fonte de energia para funcionar e podem vir com alarmes de segurança integrados.

Câmeras e sensores

Os últimos itens da nossa lista se conectam com as fechaduras eletrônicas para formar um belo sistema de segurança residencial. As imagens das câmeras podem ser acompanhadas em tempo real pelo smartphone. Já os sensores podem ser instalados em pontos estratégicos para detectar o movimento de pessoas ou a abertura de portas.

E aí, o que achou deste conteúdo?

Agora você já tem bastante conhecimento para começar o planejamento da sua casa inteligente. Para saber ainda mais, fique de olho no Blog da Arbo, pois vamos trazer muito mais conteúdos como esse. Aproveite para conhecer 5 tecnologias que estarão nas casas do futuro

Visite também a Central de Ajuda da Arbo sempre que tiver dúvidas sobre algum procedimento corriqueiro, como tirar a segunda via de uma conta de água ou luz.

E se você está em busca de imóveis para comprar ou alugar, seu lugar é o Portal Arbo. Nossa ferramenta de buscas mostra as melhores opções em centenas de municípios e deixa sua procura bem mais ágil. 

Postagens relacionadas

apartamento-duplex

O que é um apartamento duplex?

Em meio a tantas ofertas de imóveis que existem por aí, é normal se sentir perdido filtrando opções seguras, confortáveis, silenciosas, na hora de escolher um bom lugar para viver, não é mesmo? Sabia que um apartamento duplex pode ser o lar dos seus sonhos e reunir tudo em um lugar só? Isso mesmo! Esse […]

sala-minimalista

Sala minimalista: saiba como aplicar a decoração

Quer renovar os cômodos de seu imóvel e pensa em algo simples, mas moderno? Então a sala minimalista é uma opção que você precisa conhecer Decorar com pouco é o princípio básico do estilo minimalista. A tendência é bastante comum entre os brasileiros, já que preza pela organização e pela funcionalidade dos ambientes. Por isso, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *