27 de setembro de 2021

Cidades inteligentes: o que são?

cidades inteligentes brasil e mundo

As cidades inteligentes são fruto da transformação digital e já são uma realidade em muitos países. Neste texto você vai conhecer o conceito e descobrir o que é necessário para que uma cidade seja considerada smart

Com o avanço da transformação digital, um dos temas mais recorrentes e atuais é a criação das cidades inteligentes pelo mundo. Definir o que é uma smart city não é uma tarefa muito fácil, pois não há apenas um critério para avaliar os municípios, uma vez que dentro desse conceito estão inseridas muitas características. 

Quando o assunto é um mundo do futuro e o tema cidades inteligentes entra em debate, ainda é comum que, no imaginário de muitas pessoas, a imagem da Orbit City, a cidade dos Jetsons surja.

Com prédios no estilo Googie (um movimento da arquitetura futurista), a série mostra como a tecnologia presente nos apartamentos, nas casas, nas escolas e nos escritórios poderia moldar a vida das pessoas em um novo tempo.

É verdade que ainda faltam algumas décadas para 2062, mas o que o momento atual indica é que, ao invés de edifícios suspensos e carros voadores como na Orbit City, as cidades do futuro serão centradas na conexão entre estruturas e habitantes.

O avanço de tecnologias têm impulsionado o surgimento das cidades inteligentes e você vai saber tudo sobre isso a partir de agora! Veja o que você vai conferir nesse texto:

Afinal, o que são cidades inteligentes?

No passado, era comum um modelo de desenvolvimento alinhado apenas à ideia de avanço, que não conferia tanta importância às consequências. Em outras palavras, a infraestrutura era criada de forma pouco responsável e sem visão de futuro, deixando em segundo plano tanto o meio ambiente quanto as pessoas.

Cidades inteligentes representam um conceito inovador de planejamento e de governança de municípios. A ideia é ter soluções para centros urbanos que envolvam conexão, interatividade, otimização de recursos, sustentabilidade, entre outras demandas.

cidades inteligentes conceito
As cidades inteligentes representam um conceito inovador de planejamento de municípios

O objetivo é melhorar, principalmente, a qualidade de vida e a infraestrutura geral, com mais investimento em capital humano e TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação). 

O conceito representa também uma evolução da IoT (Internet das Coisas) e é uma tentativa de melhoria da qualidade de vida e da infraestrutura urbana, além do aumento de eficiência e do desenvolvimento tecnológico.

Então, nesse caso, é necessário pensar nas pessoas como “cidadãos inteligentes”, que interagem por meio de aplicativos com as necessidades e as demandas urbanas e conseguem extrair informações relevantes sobre mobilidade, sustentabilidade e muito mais.

Vantagens das cidades inteligentes

As cidades inteligentes oferecem uma série de benefícios para aumentar a qualidade de vida das pessoas que habitam os espaços. 

Conforme mencionado no início do texto, há uma preocupação muito maior com o meio ambiente nesses modelos de município, que também visam diminuir o custo de vida dos moradores, bem como aprimorar os serviços públicos e tornar a comunicação entre os habitantes muito mais fácil.

Quando planejada de uma forma estratégica, as cidades inteligentes apresentam vantagens capazes de atrair investimentos externos para ajudar no crescimento de sua economia e melhorar ainda mais a vida de seus habitantes. 

cidades inteligentes vantagens moradores
As cidades inteligentes apresentam diversas vantagens para seus moradores

Afinal, quem não quer morar e trabalhar em um espaço que entende as necessidades e oferece soluções inovadoras? Para que você compreenda todos os benefícios de uma smart city, confira a lista:

Transparência na informação

Uma cidade que verdadeiramente se preocupa com seu desenvolvimento valoriza a participação ativa da população. Isso faz com que a transparência de informações seja muito maior e, consequentemente, que a governança seja mais eficiente.

Acessibilidade 

A acessibilidade ainda é algo muito distante em vários locais que frequentamos, não é mesmo?! Em um projeto de cidade inteligente, os espaços públicos passam a ser planejados de acordo com as necessidades dos habitantes, visando a facilidade de acesso a serviços básicos e à socialização.

Segurança e trânsito

A segurança ganha o suporte da tecnologia e a ajuda dos moradores, o que simplifica a identificação de novas ocorrências e a resposta rápida em casos de emergência. 

Já o  trânsito passa a ter auxílio de sistemas que compartilham informações em tempo real, ajudando a população a fugir de congestionamentos, por exemplo, e a ter acesso a um serviço de transporte público de mais qualidade.

Responsabilidade ambiental 

Em uma smart city a preocupação ambiental vai além do propósito de só conscientizar as pessoas sobre o consumo, uma vez que o projeto procura, de fato diminuir, a poluição e a contaminação dos recursos naturais, de forma mais ativa, fazendo com o que o problema siga para um caminho de solução.

Saúde

As cidades inteligentes também têm o setor da saúde como prioridade e, com a ajuda da tecnologia, os serviços relacionados são mais eficientes, facilitando o acompanhamento de pacientes e proporcionando um atendimento com mais rapidez e qualidade.

Apoio à cultura e à educação 

O fomento à criatividade, à cultura e o apoio à aprendizagem permite que todos tenham acesso às novas tecnologias, que o empreendedorismo se desenvolva e que novos talentos sejam atraídos à cidade, cooperando para o seu crescimento. 

Todos esses aspectos e muitos outros são essenciais para que a população se envolva com a identidade do município, o que gera o sentimento de pertencimento e ajuda a divulgar o patrimônio histórico e cultural.

cidades inteligentes países
Também conhecidas como smart cities, as cidades inteligentes estão presentes em diversos países do mundo

Por que o mundo precisa de smart cities?

É necessário absorver o crescimento da população no planeta — o que fica ainda mais claro nas grandes cidades. Estima-se que, atualmente (2021), em torno de 50% da população mundial se concentre nos maiores centros urbanos.

Para os próximos anos, a previsão é que, naturalmente, esse índice passe dos 70%. Os números não seriam tão alarmantes se o tamanho das grandes cidades não fosse tão pequeno em relação ao restante do planeta (em torno de 2%).

Com esses fatos fica fácil constatar uma série de problemas, como superpovoamento, engarrafamentos quilométricos, acesso difícil a serviços de saúde, entre outras dificuldades.

O problema fica ainda mais grave quando se consideram as necessidades básicas, como a água e a energia disponível nas grandes metrópoles — só para citar alguns dos principais desafios dos governantes em gerir o boom populacional.

A tecnologia digital permite uma análise mais profunda e assertiva de problemas, definindo padrões com mais facilidade. Além disso, há mais possibilidades de propor mudanças com agilidade e menor custo.

Singapura é uma das cidades inteligentes mais importantes do mundo

Exemplos de smart cities no mundo

Várias cidades pelo mundo já estão adotando ideias e tecnologias que integram este conceito de smart city. Conheça algumas: 

Singapura 

Segundo o Smart Cities Index de 2020, Singapura é a cidade que melhor integra o conceito de Smart Cities graças às soluções inteligentes que tem em funcionamento, como: o controle de tráfego, de táxis autónomos, um sistema de videovigilância inteligente e a plataforma de saúde Smart Health TeleRehab, que permite o acompanhamento dos pacientes em terapia de recuperação à distância.

Songdo

Songdo é uma cidade da Coreia do Sul e é considerada uma “aerotrópole”. Essa expressão serve para designar cidades planejadas, que são desenvolvidas em torno de um aeroporto. 

O projeto teve início em 2003 e se potencializou em 2009, a partir de um programa de estímulos a investimentos do governo local. A população atual da cidade é de cerca de 100 mil habitantes.

Belo Horizonte

Na cidade mineira, a Cemig (Companhia Energética de Minas Gerais) monitora em torno de 12 mil unidades consumidoras de energia por meio de um sistema que mede e fatura da energia, de forma digital. Também a empresa CPFL Energia usa tecnologia de smart grid para aferir dados na capital de Minas Gerais.

Curitiba é uma das cidades inteligentes do Brasil, assim como São Paulo e Belo Horizonte

Curitiba

A consultoria Urban Systems considerou a cidade de Curitiba a mais inteligente do país em 2018. O campo de mobilidade urbana foi um dos principais critérios para a escolha. A cidade prioriza e incentiva o uso de modais públicos desde os anos 80.

São Paulo

A capital paulista é considerada a mais inteligente de acordo com o levantamento e os critérios da Universidade de Navarra, na Espanha. A prefeitura disponibiliza informações sobre a posição dos ônibus e o tempo até o destino.

Outros exemplos

Helsínquia e Zurique são, também, exemplos da boa aplicação das tecnologias ao serviço da população. 

Quanto às cidades portuguesas, são também várias as que estão a apostar neste conceito, como Aveiro, Penela, Águeda, Viseu, Leiria e Torres Vedras. Nestes municípios o destaque é a aposta no 5G, além da promoção dos veículos elétricos, as tecnologias para turismo ou as aplicações de interação com os cidadãos.

Se você deseja saber mais sobre o assunto desse texto, o que acha de assistir ao vídeo Ponto de Encontro – Cidades Inteligentes, publicado no canal da PUC – Campinas, no YouTube? Confira o material na íntegra:

Gostou de saber um pouco mais sobre as cidades inteligentes ? Então fique por dentro de mais informações importantes como essas aqui no Blog da Arbo!

Você pode, também, se inscrever em nossa newsletter gratuita para receber os melhores conteúdos diretamente em seu e-mail. Para isso, basta preencher o formulário abaixo.

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

simulador-de-financiamento-de-imoveis

Simulador de financiamento de imóveis: como calcular

O simulador de financiamento de imóveis é um dos passos mais importantes para quem deseja contratar esse serviço. Quer saber como o cálculo é feito? Confira no texto a seguir.  Comprar um imóvel é sempre um momento que exige muito planejamento. Ainda mais se a modalidade escolhida para adquirir o bem for o financiamento. Isso […]

Decoração com plantas: como escolher as melhores?

Renovar os cômodos de um imóvel pode ser uma tarefa complexa. Contudo, o processo pode ficar mais simples se o morador aplicar plantas na decoração A decoração com plantas é uma excelente opção para quem deseja renovar os cômodos da casa ou do apartamento. Isso porque, além de conferirem uma boa estética aos ambientes, as […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *