23 de julho de 2021

Como pintar as paredes de sua casa?

como pintar paredes

Com a tendência do “faça você mesmo” em alta, como pintar as paredes de casa por conta própria ao invés de contratar um profissional? Vamos te contar!

Conhecido também com o termo “DIY” ou “do it yourself”, essa ideia tem se sido cada vez mais praticada pelas pessoas, e está se propagando muito e a cada dia mais na internet, principalmente pelos muitos  tutoriais de decoração e design, que ensinam atividades como pintar as paredes, produzir itens decorativos e até móveis com materiais reaproveitados.

Assim, fica bem mais fácil  botar a mão na massa e fazer coisas incríveis dentro de casa. Para quem  não tem interesse em contratar profissionais especializados para reformas, é possível trazer estilo e personalidade para o seu ímovel com poucos recursos, e desenvolvendo habilidades muitas vezes ainda não conhecidas e exploradas. 

E além de descobrir e desenvolver um  novo conhecimento, pintar a casa pode fazer com que você dê um toque de harmonia e estilo todo especial ao seu lar, fazendo com que ele tenha suas características preferidas, ou seja: a sua cara! Com a atenção devida, é possível fazer uma pintura harmônica e profissional.

Se interessou nessa ideia? Então esse post é para você! Com as nossas dicas descubra como pintar as paredes, e transformar o seu lar em um lugar muito mais bacana, sem dores  de cabeça e gastando pouco. Perfeito, né? Confira!

Materiais que você vai precisar 

Antes de mais nada, confira o que você vai precisar para fazer uma pintura básica (geralmente repintura) sobre uma superfície em bom estado:

• Lixas com granulometria de 150 a 180;

• Tinta;

• Rolo de lã de pêlo baixo (anti respingo);

• Trincha (pincel) para pintura de 2 a 2,5 polegadas;

• Bandeja de pintura;

• Fita crepe (de 25 mm ou 50 mm de largura);

• Lona;

• Papel ou plástico para forrar o chão;

• Mexedor de tinta ou algum material no formato de uma régua;

• Chave de fenda para a remoção dos espelhos, tomadas e interruptores;

• Óculos de proteção e luvas de borracha;

• Massa corrida e;

• Espátula.

Organização do espaço 

A preparação do ambiente e superfícies é a parte mais importante do processo de pintura. Por isso, a recomendação de como pintar as paredes na questão de organização do espaço é a seguinte: se você for pintar um ambiente por completo, coloque os móveis no centro do espaço e cubra-os com um lençol ou uma lona. Em seguida, cubra o chão perto das paredes que serão pintadas para evitar respingos no piso. 

Depois, coloque fita crepe nos cantos, rodapés e lugares onde você não quer aplicar tinta. E não se esqueça de remover espelhos, interruptores e tomadas – caso não consiga fazer isso, os isole com fita crepe.

Prepare a parede

Outra dica bem importante de como pintar as paredes, é que não adianta sair aplicando tinta na parede sem prestar atenção se a superfície está em bom estado. Caso contrário, você não vai se orgulhar do resultado. 

Primeiro, verifique se há umidade, mofo ou estufamentos. Se for necessário, faça pequenos ajustes, como raspagem (se houver descamação) e aplique massa corrida (se tiver furos ou depois da raspagem).Mas, se a parede estiver em bom estado, um lixamento prévio é suficiente. 

A limpeza também é importante para que a tinta fique uniforme e sem impurezas. Então, passe um paninho úmido para remover o pó antes de começar.

Para tapar buracos e corrigir imperfeições, aplique um pouco de massa corrida que é mais indicada para ambientes internos e massa acrílica para os externos. Esse processo deve ser feito com o auxílio de uma espátula de aço para remoção dos excessos e aplicação da massa.

Como pintar as paredes igual a um profissional?

Pintar as paredes, ou uma delas, pode ser uma boa solução se você quer mudar a cara da decoração de algum ambiente da sua casa, mas não quer investir muito, e nem passar por uma reforma.

Mas, por não ser um profissional especializado na área de pintura, quando existe uma vontade de pintar as paredes, o primeiro quesito que deve ser observado é a intenção que se quer dar a cada ambiente e a cor de tinta que deverá ser aplicada. 

Em outras palavras, o processo de pintura em si pode ser mais simples do que se imagina. Se tomar todos os cuidados necessários e seguir à risca o nosso passo a passo, o processo pode se tornar fácil e divertido!

E as tintas? Como escolher?

Primeiramente, escolha tintas acrílicas laváveis, caso o ambiente seja interno e tenha paredes de alvenaria. As tintas hidrofílicas são recomendadas para ambientes externos, pois tornam mais fácil a limpeza. Além disso, realize um intervalo de pelo menos quatro horas entre uma demão e outra.

Faça uma mistura de água e tinta o suficiente para apenas um dia de trabalho e dê preferência aos rolos de lã de pêlo baixo, pois estes podem deixar um acabamento mais liso em superfícies que podem exigir orientações diversificadas. 

Portanto, sempre leia bem o rótulo das embalagens e em superfícies de madeira, você pode aplicar um verniz, deixando as frestas aparentes. Lembre-se também que os produtos impermeabilizantes podem evitar que água infiltre nas paredes, deixando a pintura mais durável. 

Não se esqueça disso no momento de comprar as tintas, viu?! 

Como pintar as paredes e fazer o cálculo da área?

Outra dica muito importante para a pintura residencial é calcular a área que será pintada, para determinar o quanto de tinta será preciso. Para isso, basta medir a parede e multiplicar pela altura do pé direito. 

O próximo passo é multiplicar esse resultado pela quantidade de demãos que serão aplicadas. Normalmente se utilizam duas ou três. Porém, a cor da tinta pode dar diferença quando aplicada e quando exibida em catálogo, é interessante adquirir ¼ para testar antes de comprar toda a quantidade. Ok?

Como pintar as paredes manuseando bem o rolo?

pintura de parede com rolo

A aplicação deve ser feita da forma mais homogênea possível. Após molhar o rolo na bandeja, desenhe a letra N, começando de baixo para cima para descarregar a tinta na parede. Em seguida, comece a repassar o rolo paralelamente, de forma vertical, para espalhar a tinta. Assim, você evita o aparecimento de manchas porque a tinta fica bem uniforme. Repita o procedimento até pintar toda a área.

Existe também um outro método de manuseio em blocos, começando com um W em pé. Nessa opção, o morador terá maior controle da quantidade de tinta naquele trecho, quando o W original sumir é hora de esperar secar e partir para outro pedaço da parede. Entendeu?

Ah! E uma orientação legal é que um cabo de vassoura pode funcionar bem como extensor para o rolo, caso o seu pé-direito seja alto. Marcou aí?

Como usar o pincel corretamente?

O pincel vai ser usado somente para cantos e alguns arremates, mas é bom ter cuidado na hora de manuseá-lo para não estragar o trabalho. Ele deve estar levemente inclinado a 30 graus da parede e seguir uma linha reta. Você pode, por exemplo, usar um rolo pequeno depois para tirar a marca das cerdas e causar uma possível aparência de moldura. 

Quantas demãos são necessárias?

No geral, a cobertura total é conseguida com duas ou três demãos. Mas, pode ser que algumas paredes, como as que fazem divisa com áreas externas, precisem de mais uma ou duas. O tempo de secagem varia de acordo com o clima e o tipo de tinta, mas, em geral, para produtos à base d’água (látex ou acrílicas para alvenaria) demora cerca de quatro horas.

Nossa, quanta informação, né? Nesse post, você conferiu o passo-a-passo de como pintar as paredes, evitando sujeiras e obtendo um resultado profissional, sem que para isso seja preciso contratar um especialista. Essas, e muitas outras dicas bem importantes, você sempre encontra aqui no Blog da Arbo!

Cadastre-se na nossa newsletter gratuita para receber outros conteúdos como esse direto no seu email. É só preencher o formulário abaixo.

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

loading…

Postagens relacionadas

5 ideias de paredes decoradas para sua casa ou apartamento

Se você deseja mudar sua casa radicalmente, que tal deixar as paredes decoradas? Veja algumas inspirações e transforme os ambientes Decorar ou mudar a decoração de uma casa ou de um apartamento não é uma tarefa simples. Mesmo que as mudanças sejam pequenas, o morador precisa fazer um esforço para pensar no que deve ser […]

animais em condomínio

Animais em condomínio: quais são as regras?

Está de mudança para um condomínio ou pensando em adotar um pet? Saiba como evitar problemas com animais de estimação nesses ambientes! Ter animais em condomínio pode causar bastante confusão quando não existem regras básicas de convívio. Os bichinhos podem virar motivo de briga entre os vizinhos e tornar o dia a dia bastante turbulento. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *