12 de maio de 2022

Como economizar energia no condomínio?

energia no condomínio

Gastar menos energia no condomínio dá um alívio no bolso e ainda ajuda a preservar o meio ambiente. Veja várias dicas que você pode aplicar agora!

O consumo energético excessivo é uma das principais preocupações mundiais da atualidade. Todos os países estão buscando alternativas para o uso sustentável dos recursos naturais. Além disso, pensando mais no nosso dia a dia, por que não pensar em soluções que reduzem o uso de energia no condomínio e ainda pesam menos no bolso?

Neste post do Blog da Arbo, você vai ver os benefícios de investir em boas práticas no consumo de energia elétrica. Além disso, listamos várias possíveis soluções para o seu condomínio e dicas que cada morador pode adotar para tornar tudo ainda mais fácil e barato para todos. Confira!

Por que é importante economizar energia no condomínio?

Valorização do imóvel

Economizar energia no condomínio reduz os impactos ao meio ambiente, pois promove o melhor aproveitamento dos recursos naturais. Sendo essa uma demanda crescente no mundo todo, as práticas sustentáveis valorizam o empreendimento em termos de aluguel e revenda.

Redução de custos no condomínio

O condomínio inteiro pode economizar muito dinheiro com certas soluções energéticas, como o uso de painéis que convertem radiação solar em energia elétrica. As lâmpadas de LED também ajudam a reduzir significativamente os custos.

Melhoraria na qualidade de vida dos moradores

Um condomínio equipado com diversas soluções sustentáveis transforma a qualidade de vida dos moradores. O ambiente até incentiva a alteração de certos hábitos prejudiciais, contribuindo para melhorar a saúde de toda a família. E esse benefício para obem-estar não se limita ao aspecto físico. A parte emocional e mental também é muito favorecida. 

Educação ambiental

A educação ambiental se torna algo natural em um condomínio sustentável. Boas práticas para economizar luz ou água, por exemplo, acabam virando o padrão de comportamento de todos. Nesse contexto, é muito mais fácil ensinar às crianças desde cedo a zelar pelo ambiente.

Dicas para economizar energia

como economizar energia elétrica

Ajuste da rede hidráulica

Os condomínios usam uma bomba hidráulica para fazer com que água suba até os apartamentos e isso consome energia. Isso significa que consumir menos água também reduz o trabalho da bomba, diminuindo o consumo de energia.

Uma das maiores fontes de desperdício de água é a descarga dos vasos sanitários. Em condomínios sustentáveis, uma solução para isso é a adoção de sistemas que reutilizam água da chuva nos banheiros e em outros pontos, como a irrigação do jardim. Eles funcionam a partir de caixas que armazenam a água da chuva e possibilitam que ela seja tratada antes do uso.

Uso dos elevadores

Além dos gastos mais frequentes com manutenção, elevadores antigos demandam energia no condomínio. Os modelos mais recentes já foram pensados para consumir menos energia, então é interessante estudar a possibilidade de uma troca.

Vale destacar que, tanto para elevadores antigos quanto para os novos, a manutenção preventiva é essencial para evitar a sobrecarga nos motores, algo que eleva o consumo e ainda é um risco à segurança dos moradores. Fatores como lubrificação, tensão das correias e alinhamento do motor devem ser revisados periodicamente.

Ainda há aspectos relacionados à maneira como usamos o equipamento. Sempre respeite o número máximo de passageiros indicado na cabine para evitar acidentes e a sobrecarga do sistema.

Pinte as paredes com cores claras

Ao realizar reformas no condomínio, evite pintar com cores escuras as paredes dos halls dos elevadores, escadas e corredores, pois elas exigirão lâmpadas mais fortes, com maior consumo de energia elétrica.

Por esse motivo, é possível que ao pintar um ambiente de cores claras, você estará economizando na conta de energia elétrica.

Cuide do sistema de iluminação

Substituir luminárias antigas por modelos mais eficientes vai trazer uma grande economia de energia no condomínio. Prefira lâmpadas fáceis de limpar e luminárias que as deixem mais expostas para poder usar modelos com potência mais baixa..

Na garagem, o sistema de iluminação tem que ser projetado para iluminar mais as áreas de circulação de veículos, não os boxes. Quando o local permitir, pode ser boa ideia estabelecer uma alternância entre as luminárias – se uma está acesa, a outra fica apagada.

Em pontos com baixo fluxo de pessoas, instalar sensores de iluminação fará com que as luzes só se acendam quando necessário. Há sensores de calor, de presença, e os que são ativados conforme a luz natural diminui. Também existem temporizadores que deixam as luzes acesas por cerca de um minuto.

Instale geradores de energia

Existe um horário de pico, em que o fornecimento de energia elétrica fica mais caro, entre 18h e 21h. Se houver um gerador de energia no condomínio, ele pode dar conta de parte do consumo nesse horário, resultando em um alívio nos custos.

Como os moradores podem colaborar?

dicas para economizar energia em casa

Aproveitar a iluminação natural

Tem algumas regrinhas básicas que todo mundo já conhece, como apagar as luzes do cômodo quando ele não está sendo usado. Contudo, é importante também aproveitar ao máximo a luz do sol. Por isso, é interessante usar cortinas translúcidas, que deixam a iluminação entrar sem afetar a privacidade.

Os espelhos também são grandes aliados na iluminação de ambientes, pois refletem a luz que vem de fora. Até a posição dos móveis interfere na forma como a iluminação natural se distribui pelo local.

Adotar cores claras nos ambientes

As cores aplicadas na decoração também devem ser escolhidas com cuidado. Ambientes com muitos tons escuros nos incentivam a acender as luzes, portanto, quem quer economizar energia deve priorizar cores claras, tanto para a pintura das paredes quanto para os revestimentos.

Trocar as lâmpadas

As luminárias também são itens que enriquecem a decoração da casa e, quando utilizadas com inteligência, ajudam a economizar energia. Para começar, troque as lâmpadas incandescentes pelas versões de LED. Mesmo sendo mais caras, elas duram muito mais e cortam o consumo energético pela metade.

Tomar banhos mais rápidos

O chuveiro elétrico só perde para o ar condicionado na lista de equipamentos que mais consomem energia. Por isso, o tempo de banho tem que diminuir. Além disso, manter a chave do chuveiro na posição “verão” pode reduzir o consumo em até 30%. Outro ponto importante é importante manter a fiação do chuveiro em boas condições e limpar o chuveiro de vez em quando para desbloquear os orifícios entupidos.

Tirar eletrônicos da tomada

Muita gente acaba pegando o hábito de deixar vários aparelhos plugados na tomada, mesmo que não estejam sendo usados — o chamado modo stand by. O que poucos sabem é que isso acaba somando um grande gasto de energia ao longo do tempo. Por isso, é melhor desconectar a tomada quando um equipamento não estiver em uso.

Usar melhor a geladeira

O gasto de energia da geladeira vem do esforço necessário para manter seu interior em temperaturas mais baixas que as do exterior. Portanto, quanto menos vezes você abrir a porta dela, menor será o consumo de energia. Também é importante garantir que as borrachas de vedação estejam funcionando direito, pois são elas que impedem a entrada de ar quente no equipamento.

Quem puder deixar a geladeira longe de fontes de calor e a cerca de 15 centímetros das paredes também perceberá alguma diferença no consumo. Além disso, evite colocar a comida ainda quente na geladeira, pois isso demandará maior esforço.

Reduzir o uso do ferro elétrico

O ferro elétrico pode até não ser um dos equipamentos que mais consome energia, mas ainda é possível utilizá-lo de forma mais consciente. Pendurar as roupas bem esticadas no varal, evitará que elas fiquem muito amarrotadas e vai facilitar sua vida na hora de passar.

Também é interessante dar preferência a tecidos como viscose e poliéster, que não precisam ser passados. E para deixar a tarefa mais prática e econômica, separe as roupas que precisam ser passadas antes de ligar o ferro.

Modernizar os eletrodomésticos

Essa dica vale para a casa toda. Trocar equipamentos antigos pelos modelos mais recentes pode parecer caro em um primeiro olhar, mas traz um benefício significativo no longo prazo. Hoje já há uma grande variedade de itens para montar uma casa inteligente e o investimento feito neles é recuperado ao longo do tempo.

Com as informações deste artigo, você será capaz de identificar os pontos que geram desperdício de energia no condomínio e propor melhorias. Além disso, pode adotar e recomendar aos vizinhos algumas pequenas mudanças de hábito que vão trazer resultados surpreendentes em termos de eficiência energética.

Quer receber mais dicas toda semana? Se inscreva gratuitamente na nossa newsletter e receba em primeira mão uma série de conteúdos exclusivos do Blog da Arbo sobre vários temas relacionados a imóveis. É só preencher o formulário abaixo.

Receba nossos novos conteúdos por e-mail!


Cadastre-se na newsletter semanal do Blog da Arbo, com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

Manutenção de ar condicionado: confira 5 dicas

Você sabe quando e como realizar a manutenção de ar condicionado? Nesse texto você confere dicas para não errar no processo e para deixar o aparelho em perfeito funcionamento O bom funcionamento de um imóvel depende de pequenos fatores. Isso significa que, para a perfeita harmonia, todos os equipamentos devem funcionar corretamente. Para isso, é […]

como organizar a geladeira

Como organizar a geladeira?

A bagunça está te incomodando? Veja como organizar a geladeira para tornar seu dia a dia na cozinha mais prático e conservar melhor os alimentos! Ao abrir a porta da geladeira você  fica admirado com a organização dos alimentos ou você tem dificuldade de encontrar o que precisa e prefere sair correndo? Se você não […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *