12 de novembro de 2021

Energia solar residencial: saiba por que investir no projeto

energia-solar-residencial

Já se perguntou se a energia solar residencial vale a pena? Muitas pessoas ficam em dúvida se compensa instalar um sistema fotovoltaico em seu imóvel, por isso, continue a leitura!

A história da energia solar no Brasil ainda é muito recente! Foi só na década de 2000, que a tecnologia começou a se espalhar pelas casas e empresas. Mas se a história no país é curta, o potencial de crescimento, pelo contrário, é muito alto!

As condições climáticas brasileiras são ótimas muito propícias para a instalação de um sistema de energia solar. Uma moradia que conta com energia solar residencial, atualmente, pode economizar até 95% da sua conta de luz!  

Aumento na demanda e facilidade na aquisição 

Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o Brasil possui mais de 456 mil casas equipadas com sistema de geração de energia solar residencial. No total, são mais de 602 mil. São  8,3 mil empregos e R$1,4 bilhão em investimentos, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar). E esse número tende a crescer, já que a instalação de placas solares está cada vez mais fácil, ainda mais com alternativas de financiamento.

Com os aumentos constantes na conta de luz, a tarifa de energia elétrica na bandeira vermelha desde junho, e a crise hídrica no país, a busca por formas alternativas de energia, com foco em fontes sustentáveis e baratas, cresce cada vez mais. E entre elas está a energia solar! 

Em setembro de 2021, o Plenário do Senado aprovou um projeto de lei que segue para análise da Câmara dos Deputados. Ele incentiva a energia solar residencial por meio do financiamento imobiliário. Se aprovado, o projeto vai permitir incluir o custo da compra e instalação de um sistema solar junto ao financiamento do imóvel, pelo Sistema Financeiro da Habitação (SFH). 

Como funciona a energia solar residencial?

Mas, como funciona a energia solar? Basicamente, há dois modelos: o Sistema Off Grid e o Sistema On Grid. 

Agora, vamos falar sobre cada um deles? Veja abaixo!

Sistema off grid

O Sistema Off Grid é conhecido como sistema isolado ou autônomo de geração de energia elétrica por meio do sol. Esta opção não é conectada à rede elétrica. A energia é utilizada diretamente em algum aparelho. Por isso, o sistema é mais usado em locais de difícil acesso, onde a rede elétrica não chega.

Essa energia solar residencial também pode ser armazenada em baterias para garantir o fornecimento em dias de chuva, durante a noite, ou quando a incidência dos raios solares não for suficiente.

Sistema on grid

O Sistema On Grid é formado por painéis solares fotovoltaicos, inversor e medidor bidirecional. É a opção mais buscada e usada, já que é conectada diretamente à rede elétrica. Se houver excedente de energia (maior geração do que consumo), a energia será enviada à rede de distribuição, o que vai gerar desconto pro morador.  Já se a quantidade de energia solar não for suficiente para abastecer a necessidade da casa, a rede elétrica entra em ação com o fornecimento normal.

Principais benefícios da energia solar residencial

Energia mais sustentável 

Enquanto as fontes de energia não-renováveis podem estar se esgotando em um futuro próximo, a energia solar residencial não carrega esse risco, já que ela é renovável e não provém de recursos esgotáveis. 

Isso é muito positivo para as perspectivas futuras do mercado desse setor. Com isso, ela se torna um investimento mais seguro no mercado de energia elétrica!

Sem danos ao meio ambiente

No ano de 2021, o perigo do aquecimento global e das mudanças climáticas está mais sólido do que nunca. Por isso é essencial a busca por diminuir os impactos humanos ao meio ambiente o máximo que for possível.

Assim, a energia solar residencial é destaque quando o assunto é  geração de energia limpa. Isso significa que ela não gera impactos negativos no meio ambiente, sendo uma fonte de energia sustentável. Por esse motivo, para ter um estilo de vida mais amigável à natureza, a energia fotovoltaica é uma ótima escolha!

Conta de luz mais barata

A conta de luz é um peso constante e cada vez maior no orçamento de grande parte dos brasileiros, concorda? Por isso, muitas pessoas buscam caminhos para reduzir esse gasto, e uma das melhores maneiras de fazer isso a longo prazo é usando a energia solar residencial.

Mas como essa forma de energia pode ajudar a economizar? A gente te explica: com o sistema, a conta de luz do local reduz em até 90% do preço original. Uma  economia significativa. E esse é um investimento muito promissor: a longo prazo, a economia paga a instalação dos painéis solares. Também existem diversas outras formas de economizar energia em nossas casas.

E agora você deve estar se perguntando: é muito caro instalar energia solar? Continue a leitura e tire suas dúvidas sobre isso!

Valor da instalação da energia solar residencial

O custo do projeto depende do seu consumo energético, mas como dizemos, esse sistema é, antes de tudo, um investimento.

Mesmo que o projeto tenha um investimento maior – para imóveis residenciais que gastem até R$400,00 reais com energia, o investimento é de em torno de R$30.000,00. Se você não possui a quantia necessária para começar, 

Existem linhas de financiamento que podem te ajudar no  projeto de sistema fotovoltaico. Esse valor é pago parcelado, e a quantia,  normalmente, é menor que a economia mensal que você vai ter com o sistema fotovoltaico. Isso quer dizer que o sistema sai praticamente de graça!

E o melhor: após a quitação do financiamento (em média 5 anos após a instalação), você terá mais 20 anos para, literalmente, ganhar dinheiro com o sol!

Hoje, a energia solar residencial é bem mais rentável do que muitos outros investimentos. Interessante, não é? Existem diversos condomínios utilizando a energia solar para levar mais economia e sustentabilidades aos moradores.

O espaço físico é um problema?

Qualquer imóvel pode ter um sistema solar, desde que tenha espaço físico suficiente, para a colocação das placas fotovoltaicas, seja no telhado ou em qualquer outra área. As placas fotovoltaicas são colocadas sobre uma estrutura metálica, geralmente de alumínio. Após a fixação, é instalado o inversor, que depois é conectado ao sistema na rede elétrica. 

Caso o imóvel tenha acesso à rede elétrica, é feito contato com a distribuidora que realiza a troca do medidor para um bidirecional, com o objetivo de medir a energia injetada na rede da companhia elétrica. Depois de instalado o gerador de energia, o morador já pode imediatamente usufruir da energia dos créditos produzidos.

Ficou mais claro como funciona o projeto de energia solar residencial? Aqui no Blog da Arbo você sempre fica muito bem informado!

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

área-gourmet

Área gourmet: saiba como inseri-la no apartamento

Todo mundo já sonhou em ter um espaço para relaxar e chamar os amigos de vez em quando. Se você está pensando em decorar sua área gourmet para se tornar uma ambiente mais agradável, acompanhe essas dicas.  A área gourmet tem se tornado um espaço indispensável nas casas brasileiras, já que a necessidade de ter […]

tomada inteligente

Tomada inteligente: saiba o que é e como funciona

Quer levar todas as vantagens do mundo conectado para dentro de casa? Conheça os benefícios da tomada inteligente!  A automação residencial é uma das principais tendências tecnológicas para os próximos anos. A cada dia surgem novos dispositivos para facilitar o dia a dia, como a tomada inteligente. Esse e outros gadgets baseados no conceito de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *