27 de setembro de 2021

Curiosidades sobre os espelhos: como são feitos?

espelhos

Os espelhos são itens bastante versáteis e estão muito presentes no nosso dia a dia. Saiba algumas curiosidades e aprenda a usá-los na decoração.

Todos nós usamos espelhos de todas as formas e tamanhos em nosso dia a dia. A história desses objetos começa na antiguidade, mas é a partir do século XIX que eles ficam acessíveis e começam a ser aplicados para atividades diversas e também como peças importantes na decoração de casas.

Este post do Blog da Arbo traz para você várias curiosidades sobre o surgimento e o desenvolvimento dos espelhos. Você também saberá como eles são fabricados atualmente e suas diversas aplicações como objetos de decoração. Confira!

Como surgiram os espelhos?

Os primeiros relatos de utilização de superfícies capazes de refletir imagens são de aproximadamente 6 mil anos antes de Cristo. Na região de Anatólia (atual Turquia), os habitantes usavam pedras de origem vulcânica. Já foram descobertos objetos semelhantes e da mesma época em regiões do continente americano.

Em 3.000 a.C, na região conhecida como Suméria, hoje conhecida como Iraque, eram usadas placas de bronze polidas com areia, mas a imagem não era tão nítida. O mesmo material era aplicado na China. Por volta de 2.000 a.C, a civilização egípcia fazia espelhos com cobre polido.

As civilizações grega e romana da antiguidade foram responsáveis por levar o objeto para todas as regiões do continente europeu, onde os espelhos já eram amplamente utilizados até o fim da Idade Média. A evolução dos materiais até o século XIII já permitia fazer espelhos com metal polido e ligas de prata e bronze, mas eles eram caríssimos. 

A partir do século XIV, artesãos da cidade italiana de Veneza conseguiram dar um salto de qualidade na produção de espelhos. Eles usavam uma mistura de mercúrio e estanho para formar uma camada refletora por cima de placas de vidro. Contudo, além do custo elevado, o efeito do mercúrio sobre a saúde era um grande problema. 

A história dos espelhos só se aproximou dos materiais utilizados atualmente no século XIX, quando foram descobertos métodos de produção que dispensavam o mercúrio e usavam prata química. O alemão Justus von Liebig descobriu a composição dos espelhos atuais em 1835, os quais foram popularizados e se tornaram muito acessíveis durante a Revolução Industrial. 

Como é feito um espelho?

como são feitos os espelhos
Espelhos de qualidade refletem até 90% da luz que incide sobre eles.

Os espelhos são compostos por três camadas. A principal delas é a do meio, feita com uma superfície de metal polido. A parte traseira do espelho tem uma camada escura, geralmente pintada com tinta preta, responsável por absorver a luz que vem de trás do espelho. Enquanto isso, a parte frontal é um vidro que protege a placa metálica.

Um bom espelho é capaz de refletir até 90% dos raios de luz que incidem sobre ele. O processo de fabricação começa com a limpeza e o polimento do vidro. Em seguida, ele recebe a camada de metal, geralmente prata. Por fim, é aplicada a camada de tinta da parte traseira. 

Como usar espelhos na decoração?

Os espelhos estão entre os itens mais versáteis para os estilos de decoração. Além de serem ornamentados com molduras, eles contribuem para deixar os ambientes mais iluminados ao refletir a iluminação natural. Além disso, peças grandes passam a sensação de amplitude aos cômodos. 

Espelhos decorativos nas salas

Além de seu apelo estético, os espelhos conferem sofisticação, elegância e conforto à sala de estar. A principal indicação para esses cômodos é apostar nos modelos retangulares, especialmente na posição horizontal. Na maioria dos projetos decorativos, as peças ficam posicionadas em cima de móveis, como aparadores e racks. 

Não se esqueça de que os espelhos retangulares também podem ser utilizados na posição vertical. Nesse caso, contudo, você deve avaliar se deve instalar a peça em toda a extensão da parede ou se o resultado ficará exagerado.

Ainda sobre as salas, caso você deseje conferir uma atmosfera mais moderna aos cômodos, aposte em modelos ovais ou redondos. Aqui, entretanto, é necessário ficar atento ao tamanho da peça. 

Espelhos no banheiro

espelho decorativo para o banheiro
A criatividade no uso do espelho pode deixar sua casa com um visual sofisticado.

Os espelhos são itens obrigatórios nos banheiros. Isso porque os moradores dependem da peça para realizar algumas atividades diárias, como passar maquiagem, escovar os dentes, entre outras. 

Apesar de ser bastante funcional nos banheiros, o espelho pode conter um apelo estético, ou seja, contribuir diretamente com a decoração do ambiente. Se você deseja investir em uma peça única, a principal indicação são os modelos ovais ou redondos.

Entretanto, esse cômodo permite a instalação de espelhos com armários embutidos, o que confere ainda mais funcionalidade às peças. Outra possibilidade são os espelhos com prateleiras embutidas.

Não se esqueça de avaliar a localização do espelho no banheiro, já que a peça precisa de iluminação para ser funcional. Caso o local escolhido não seja favorecido pela luz natural, aposte em luzes embutidas nas peças.

Espelhos decorativos nos quartos

Os quartos são cômodos caracterizados pelo conforto e pela intimidade. Desse modo, os espelhos devem ser escolhidos de acordo com esses objetivos. Assim, é imprescindível que os moradores escolham os modelos e os locais de instalação com muito cuidado.

Para quartos pequenos, a principal indicação é investir em espelhos decorativos retangulares, que conferem a sensação de amplitude ao ambiente. Contudo, se o espaço for maior, é possível investir em alternativas ovais ou redondas.

No caso do quarto, eles não precisam, necessariamente, estar posicionados nas paredes. Isso porque existem peças que podem ser instaladas em cômodas ou até mesmo no interior de guarda-roupas. Nesse caso, o principal propósito do espelho não é decorativo, mas sim funcional, já que serve para os moradores se maquiarem, colocarem lentes de contato, entre outros.

Principais tipos de espelhos decorativos

tipos de espelhos para decoração
Espelhos ajudam a dar a sensação de amplitude em cômodos menores.

Se você deseja inserir os espelhos decorativos em seu imóvel, é importante conhecer os principais modelos. A escolha depende não somente do estilo decorativo dos cômodos, mas também de suas necessidades e de seus objetivos.

Espelhos retangulares

Os espelhos de formato retangular são os mais comuns quando o assunto é decoração. Esse modelo pode ser inserido em todos os cômodos da casa, como nas salas e nos banheiros. 

A boa notícia sobre os espelhos decorativos retangulares são suas infinitas possibilidades de molduras, que garantem estilos variados que se adaptam à decoração de seu imóvel com facilidade.

É possível posicionar o espelho retangular tanto na horizontal quanto na vertical. No caso de posições horizontais, a principal indicação é instalar o espelho em cima de um móvel, como um rack ou um aparador. Essa é uma boa dica para as salas de jantar e para as salas de estar.

Já no caso de posições verticais, o espelho pode ocupar apenas uma parte da parede ou toda sua extensão – do chão até o teto. Essa possibilidade está presente, principalmente, em quartos.

Espelhos decorativos bisotados

O termo bisotado se refere aos trabalhos realizados na borda dos espelhos. Nesse caso, não há moldura, uma vez que a composição é feita com o próprio material da peça. 

Na técnica bisotê, a moldura possui um efeito chanfrado, que confere elegância e sofisticação ao espelho. O espelho bisotado também pode ser chamado de facetado.

Espelhos lapidados

Os espelhos lapidados também são um tipo de peça que não possui moldura. Nesse caso, o espelho é cortado e passa por um processo de lapidação, como o próprio nome sugere.

A técnica garante que as bordas fiquem regulares e, com isso, evita acidentes com possíveis cortes.

Espelhos bronze

Os espelhos do tipo bronze são a principal indicação para quem deseja fugir do convencional. Isso porque as peças, na maioria dos casos, são pratas.

Os espelhos desse modelo são realmente da cor bronze – e não apenas suas molduras. Mais do que conferir novidade à decoração, o estilo é capaz de proporcionar uma sensação de conforto e de aconchego mais marcante aos ambientes.

Por essas características, os espelhos bronze costumam ser instalados em cômodos mais intimistas, como os quartos e os escritórios.

Espelhos decorativos vitorianos

Os espelhos vitorianos, também conhecidos como barrocos, têm como principal característica a riqueza de detalhes em suas molduras. Marcadas pelo requinte, as peças são utilizadas em cômodos que prezam pela elegância e pela sofisticação.

Esses itens podem ser considerados “pesados” para a decoração e, por isso, os demais itens do ambiente devem ser leves e simples. Tente não misturar muitas cores e texturas para que a decoração não fique carregada de informações desnecessárias.

Espelhos ovais

O espelho oval – que também pode ser redondo – é considerado bem tradicional. Apesar dessa característica, são modernos e, por isso, indicados para ambientes que seguem tendências contemporâneas, como o minimalismo.

Um dos principais cuidados que os moradores devem ter com relação a eles é referente ao tamanho. A peça, na maioria dos casos, parece maior do que realmente é e, por isso, pode comprometer os espaços do cômodo, especialmente se este possuir uma área modesta.

Os espelhos ovais ou redondos podem ser utilizados em diversos cômodos, como nas salas, no hall de entrada e no banheiro.

Atualmente, eles estão presentes em imóveis e em cômodos que prezam pela sofisticação e pela elegância. A principal característica das peças é a riqueza de detalhes na moldura, que é elaborada a partir do mesmo material do espelho.

Mesmo que os espelhos decorativos venezianos remetam à decoração clássica, é possível inseri-los em ambientes de outros estilos, como o rústico. Contudo, seu uso não é utilizado em ambientes minimalistas, que prezam pela escassez de detalhes e pela ideia de que “menos é mais”.

E aí, gostou do conteúdo? O Blog da Arbo tem tudo que você precisa saber para cuidar bem do seu lar. Continue conosco e confira nossas dicas de decoração DIY, com ideias simples para deixar sua casa mais bonita.

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

Decoração de escritório: veja ideias

A pandemia tornou o home office uma verdadeira tendência. Assim, pensar em uma boa decoração de escritório é essencial para garantir mais conforto e mais produtividade A pandemia de covid-19 mudou a rotina de pessoas ao redor de todo o mundo. No Brasil não foi diferente. Para diminuir a circulação e transmissão do coronavírus, entidades […]

área comum do condomínio

Como usar a área comum no condomínio?

O uso da área comum no condomínio pode se tornar uma dor de cabeça quando as regras não são claras. Veja os problemas mais comuns e como evitá-los! Uma das melhores partes de morar num condomínio é poder aproveitar as áreas comuns, especialmente as de lazer! Mas como nós as dividimos com vizinhos, é preciso […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *