29 de novembro de 2021

Vai realizar mudança de estado? Veja o passo a passo

mudança-de-estado

Realizar a mudança de um estado para o outro é um grande desafio. Tanto pela distância e pela nova, quanto pelos processos que será necessário enfrentar. Confira neste texto algumas dicas preciosas para quem está nesta situação. 

Muitos podem ser os motivos que fazem uma pessoa escolher fazer mudança de estado. Novo trabalho, constituir uma família em um lugar diferente ou simplesmente recomeçar envolto a uma nova rotina. 

Em todos esses casos saiba que esse não é um processo simples. Pelo contrário, no geral, as pessoas que decidem dar esse passo na vida precisam de algumas semanas para se adaptar completamente a rotina em um novo lugar. 

Por conta disso, essa mudança deve ser algo bem planejado e organizado com antecedência. Para que, quando chegar o dia da mudança em si, você esteja preparado, inclusive, para os eventuais imprevistos que possam acontecer. 

E, talvez o primeiro e mais importante passo para você se organizar é separar esse processo por etapas. Isso mesmo. Quase como uma lista na qual você pode ir riscando itens conforme executa as tarefas. 

Realizar esse processo vai te ajudar a organizar melhor os processos e, principalmente, a não esquecer de nada. Mas, calma, não precisa ir correndo pegar um papel e uma caneta para começar. Antes, leia esse texto do Blog da Arbo que preparamos para que toda essa fase de mudar de estado não seja tão complexa para você. Confira abaixo: 

mudança de estado

Passo a passo: como se organizar para mudar de estado?

Como já explicamos acima, a organização é fundamental para quem deseja mudar de estado. Já que, realizando essa etapa com perfeição, você pode evitar inúmeros problemas futuros, principalmente relacionados às situações financeiras, processos de documentação, a mudança em si e, também, o imóvel que você vai escolher morar neste novo estado. 

Vamos começar (claro) do início: 

Como está a sua situação financeira?

A fase de mudança de uma estado é repleta de gastos. Basicamente para cada passo que você der, precisará colocar a mão no bolso para algo. Por isso, qualquer planejamento de mudança começa com uma boa análise da sua situação financeira atual. Quanto de reserva você tem para essa nova etapa? Como vai se sustentar no novo estado? Como vai fazer a mudança? Essas são apenas alguns questionamentos que você deve fazer para si. 

Por isso, anote todos os seus gastos atuais, bem como os valores que recebe durante o mês, como salários e rendas extras, por exemplo.

Depois que tiver o número dos seus ganhos mensais na cabeça, é hora de subtrair. Pesquisa como é o custo de vida no novo estado. Frequentemente, os estados brasileiros tem variação em relação ao preço de aluguéis, contas básicas (Luz, água e internet), preços de transportes públicos, gasolina, etc. 

É essencial que você chegue preparado para não ser pego de surpresa nesta questão. Nos dias de hoje, com a facilidade da pesquisa pela internet, esse tipo de pesquisa ficou muito mais simples. Bastam alguns minutos no Google para encontrar diversos vídeos, artigos e podcasts sobre o custo de vida em todos os estados brasileiros. 

E, por último, você precisa avaliar quais serão os custos do processo de mudança propriamente dito. Nesse passo você deve avaliar os gastos com o transporte, com a montagem dos móveis e com outras etapas envolvidas.

Faça visitas regulares ao seu novo estado 

É muito provável que você já tenha ido visitar o seu novo estado algumas vezes antes de decidir se mudar para lá. Mas, mesmo assim, é essencial repetir esse processo quantas vezes precisar para tirar todas as suas dúvidas. 

Lembre-se: em uma mudança desse também, não ter certeza é um tanto arriscado. Já que, se as suas expectativas no seu novo lar não forem atingidas, a frustração pode ser muito grande. Por isso, nunca pule essa etapa. 

Claro que, assim como no tópico anterior,  a realização de pesquisas on-line pode ajudar muito neste processo de se mudar de cidade. Mas, a verdade é que, para sentir de verdade o clima, paisagens e estilo de vida no seu novo estado, nada como fazer uma visita presencial. Aproveite para conhecer a infraestrutura do local e avaliar se todas suas necessidades diárias serão atendidas. Veja mais dicas aqui.

Visite bairros, pontos turísticos, transportes públicos, centros comerciais e tudo mais que achar necessário. Dessas visitas, você pode tirar grandes conclusões.

Não se esqueça: antecedência é a chave do sucesso. 

Nós já citamos essa dica aqui, mas sempre vale o aviso: quando o assunto é mudar de estado, a antecedência é a sua melhor amiga. 

O sucesso do seu planejamento dependerá, principalmente, de começar a preparar tudo o quanto antes. Quando estiver com a mão na massa, irá ver quantos detalhes ainda faltam para decidir.  

Você vai levar seus móveis? Vai contratar uma empresa para te ajudar? Tem as malas necessárias para uma mudança tão grande? Esses são apenas alguns questionamentos que você vai ter nessas horas. 

E, por falar em mudanças, vamos aos erros mais comuns que as pessoas cometem nesta hora. 

mudança de estado

Mudança de estado: como organizar? 

Todas as pessoas que já participaram de alguma mudança de casa ou apartamento sabem o quanto o processo é trabalhoso. Mesmo que seja para a mesma cidade.  

Desde arrumar e empacotar os seus pertences, fazer limpeza da casa, contratar empresa responsável até pensar no melhor trajeto e, claro, organizar tudo no novo lar.

Por isso, é muito comum que as pessoas cometam muitos erros nesta hora.

Confira abaixo alguns para você se livrar: 

1 – Fazer tudo por conta própria na mudança de casa

Se você não tem o conhecimento técnico para fazer algumas atividades, como desmontar móveis, fazer pinturas de casas ou apartamentos e fazer o transporte de cargas, pode ser um grande erro fazer sua mudança por conta própria. 

Acredite: muitas pessoas já se deram mal tentando economizar dinheiro na hora da mudança. Isso ocorre porque, como são serviços especializados, executá-los sem ter o conhecimento necessário pode trazer grandes problemas para o seu orçamento no futuro. 

Imagine, por exemplo, você ter que pintar o seu antigo apartamento novamente porque a pintura não ficou da cor esperada. Ou ficar com seu guarda-roupa preso em uma porta e ter que contar com ajuda de profissionais para tirá-lo de lá? Pois é. São situações muito comuns em mudanças e que fazem com que pessoas que querem economizar acabem gastando mais dinheiro do que o necessário. 

Por isso, não se esqueça: caso você não tenha certeza de como realizar um serviço de mudança, conte com a ajuda de profissionais e faça um investimento consciente e seguro. 

2 – Não ficar atento ao método de embalagem 

A maioria das pessoas elege o ato de embalar os pertences como a atividade mais complicada de uma mudança. Isso porque, geralmente, é necessário recolher muitas e muitas caixas de papelão, com tamanhos e formas diferentes, para comportar toda a mudança de casa. 

E, acredite, por mais que você ache que é uma pessoa econômica, com poucos objetos pessoais, vai se surpreender com a quantidade de objetos em seu lar.

Por isso, na hora da embalagem, é importante ficar atento aos detalhes. Não deixe nada para a última hora. Prepare tudo com antecedência para, no momento da mudança de casa, tudo já estar pronto para apenas ser carregado. 

Outro erro muito comum é deixar as caixas muito pesadas. Quem for carregar durante a mudança, seja uma equipe profissional ou você mesmo, pode não conseguir suportar todo o peso de uma caixa imensa. O ideal é dividir o peso em várias caixas menores. Dessa forma, o peso ficará melhor distribuído e não haverá transtornos na hora do carregamento. 

Itens como objetos de decoração, quadros e livros, por exemplo, devem ser organizados em caixas pequenas para que o transporte fique facilmente gerenciável. 

3 – Descuidar da instalação/desinstalação de serviços

Mudanças de casa são sempre uma correria. São muitos detalhes para cuidar, uma nova rotina e atividades diárias. E, justamente por isso, muitas vezes, algumas pessoas se esquecem de fazer algo fundamental: solicitar o desligamento e o ligamento de serviços como água, luz e internet. 

Esse é um processo essencial para evitar transtornos, como chegar o dia da mudança e a sua casa nova não ter luz ou ainda você pagar mais um mês pela luz do imóvel antigo, por exemplo. 

Por isso, sempre se lembre de coordenar o corte dos serviços básicos do imóvel antigo e também a instalação dos mesmos na nova residência.

Além dos serviços essenciais, um dos passos mais importantes na vida de quem está mudando de casa é atualizar o endereço de entrega de faturas de cartões de crédito, celulares, planos de saúde, seguros, entre outros. 

Colocar isso em sua agenda vai evitar que você tenha problemas com atrasos, multas ou suspensão de serviços por falta de pagamento.

4 – Escolher uma empresa de transportes apenas pelo preço

A área de transporte e mudanças ainda é marcada por muita informalidade. Logo, existem muitos prestadores de serviços que cobram um preço mais barato, mas não entregam garantia alguma para você. 

Conforme citado acima, esse é mais um caso daqueles que o barato pode sair caro. Já que, caso ocorra algum acidente, dano ou perda de algum objetivo seu durante o transporte, esses profissionais não garantem o reembolso do seu prejuízo. 

Por isso, é essencial que você procure por empresas que sejam confiáveis, que tenham algum tipo de garantia para caso algum imprevisto ocorra e, principalmente, que contem com uma equipe profissional para te atender. 

Dessa forma, você evita transtornos e realiza sua mudança sem grandes problemas. 

5 – Não fazer o inventário da sua mudança 

Você sabe de cabeça todos os itens que vai transportar na sua mudança de casa? Muito provavelmente não, né?! Por isso, um passo essencial para qualquer pessoa que vai fazer uma mudança é realizar um inventário de todos os itens. 

Um inventário é o procedimento de identificação de todos os bens que você está transportando em sua mudança. Uma espécie de lista mesmo. Ele tem o objetivo de organizar e garantir que tudo que saiu da sua casa antiga vai chegar na nova sem prejuízos para você. 

Esse processo pode ser feito junto com a empresa de transportes ou por conta própria. O importante é que você saiba tudo o que será transportado no caminhão e confira se tudo chegou ao destino final conforme o combinado.

mudança de estado

O que você achou das para mudar de estado? 

Agora que você já organizou tudo, pode curtir cada momento em seu novo lar. Afinal, nada melhor do que começar uma nova vida na casa nova, não é? 

Caso tenha gostado deste material, compartilhe com os seus conhecidos que também vão fazer uma mudança de casa em breve.  Você pode também recomendar outros textos no nosso blog sobre o assunto: Mudança de casa: conheça os 5 erros mais comuns

E se você ainda está no processo de buscar o imóvel ideal para você, encontre diversas opções no Portal da Arbo. Compre ou alugue online e sem burocracia, com todo o suporte que você precisa. 

Postagens relacionadas

comprar ou alugar

Comprar ou alugar: qual é a melhor escolha?

Está na dúvida se vale mais a pena comprar ou alugar um imóvel? Descubra as vantagens de cada alternativa e facilite a tomada de decisão. O dilema entre comprar ou alugar é uma discussão das mais acirradas. De um lado ou de outro, quase todo mundo tem uma boa lista de argumentos para sustentar seu […]

Descubra como a Selic atua no mercado imobiliário

Você já ouviu falar sobre a taxa Selic? É provável que sim. Contudo, você sabe quais são seus efeitos para a economia e para o mercado imobiliário? Descubra nesse texto! A taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) é a taxa básica de juros do Brasil e, por isso, influencia toda a economia do […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *