27 de setembro de 2021

Orçamento de mudança: como se preparar?

Quer se mudar para um novo imóvel? Então é preciso estar atento ao orçamento de mudança. Veja dicas para evitar problemas e transtornos inesperados

A mudança para um novo imóvel é um processo complexo que, quando não realizado com planejamento e com organização, pode envolver muitos problemas e imprevistos. Dessa forma, para não ter transtornos financeiros, é importante estar atento ao orçamento de mudança.

Organizar as finanças para o processo é essencial não somente para o sucesso da mudança, mas também para a permanência futura no imóvel. Desse modo, esse texto irá te auxiliar com o passo a passo para o planejamento da mudança, bem como com dicas para não enfrentar problemas durante o processo. Continue a leitura!

Orçamento de mudança: como organizar?

Se você está de mudança para um novo imóvel, precisa considerar não somente os gastos com o transporte de seus pertences, mas também o investimento que será realizado na casa ou no apartamento.

Isso significa que, independentemente do imóvel ser comprado ou alugado, você deve verificar quais serão os custos de manutenção do local. Esse cálculo envolve, portanto, variáveis como: contas de energia elétrica e de água, taxa de administração do condomínio, mensalidade do aluguel ou parcela do financiamento, entre outras.

Desse modo, é importante planejar e organizar o orçamento de mudança. Abaixo você confere algumas dicas para não errar no procedimento.

Descubra os valores que entram e que saem do orçamento

O primeiro passo para organizar o orçamento de mudança é verificar quais são os gastos e quais são os ganhos mensais. Nesse ponto, é importante considerar as variáveis que irão estar presentes em seu orçamento após a mudança.

Se você vai alugar um imóvel pela primeira vez, por exemplo, não deve se esquecer de incluir o valor do aluguel como um gasto em seu orçamento. O mesmo deve ser feito se você planeja financiar um imóvel.

Nessa etapa, você irá verificar se os valores são, realmente, viáveis e se você poderá arcar com os custos com o passar dos meses. 

Caso o imóvel fique em um condomínio fechado, é necessário considerar os valores destinados à taxa de administração condominial, que é cobrada mensalmente. Além disso, não se esqueça de fazer uma estimativa de valores relacionados às faturas de serviços essenciais, como energia elétrica, água e internet.

Não se esqueça, também, de considerar o valor do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), que será de sua responsabilidade tanto na compra quanto na locação de um imóvel. 

Por fim, verifique quais serão os custos relacionados à mudança. Se você vai contratar uma empresa especializada, faça orçamentos para poder prever quanto será investido. 

Nesse ponto, é importante considerar que buscar um valor mais baixo não é interessante, uma vez que a transportadora deve apresentar requisitos básicos para garantir a segurança de seus pertences. Para saber como escolher a empresa ideal, clique aqui.

Tenha disciplina

A disciplina financeira é um dos pontos principais quando o assunto é orçamento de mudança. Isso porque de nada adianta verificar os ganhos e os gastos mensais se você não sabe lidar com seus recursos.

É importante ressaltar que a disciplina é fundamental não somente após a mudança para o novo imóvel, mas também no período que antecede o processo. Isso porque a economia de dinheiro pode ser definitiva para a solução de problemas futuros. 

Para manter a organização, estabeleça limites para suas compras. Se você considera que gasta muito com roupas, por exemplo, determine um valor máximo para a despesa mensal. Além disso, não se esqueça de anotar todas as despesas em uma planilha ou em uma agenda.

Apontar as informações financeiras em um local pode te auxiliar a identificar as áreas de maiores gastos e, também, a buscar soluções para ter mais disciplina e, com isso, mais economia no final do mês.

Não gaste mais do que ganha

Essa é a principal regra do orçamento da mudança: não gaste mais do que você ganha. Isso porque, caso isso ocorra, você poderá ter inúmeros problemas com suas novas contas, especialmente se não possuir uma reserva financeira.

O Brasil e o mundo vivem um momento de instabilidade econômica, especialmente devido à pandemia de covid-19, e, por isso, você deve ter controle de seus gastos para não adquirir dívidas.

Lembre-se de que, no caso do aluguel de uma casa ou de um apartamento, a inadimplência pode causar seu despejo do imóvel. Já no caso do financiamento, a instituição financeira responsável pelo crédito – banco ou fintech – tem o direito de tomar o bem caso você não realize o pagamento das parcelas corretamente.

É comum que muitas pessoas gastem mais do que ganham e, desse modo, contratem os limites do cartão de crédito e/ou do cheque especial. Evite essa situação ao máximo, já que a cobrança de juros pode te comprometer por um longo período de tempo.

orçamento-de-mudança

Tenha uma reserva financeira

Por fim, mas não menos importante, você deve elaborar uma reserva financeira. Com a disciplina citada em um dos tópicos acima, você poderá, além de quitar suas dívidas mensais, economizar um valor para montar uma espécie de fundo de emergência.

Esse passo é importante porque garante que você terá recursos para pagar por gastos imprevistos, como a manutenção do sistema hidráulico do imóvel, por exemplo. 

A reserva financeira, contudo, não deve começar a ser organizada somente após a mudança. A indicação é que você economize ao máximo meses antes de se mudar para sua nova casa ou para seu novo apartamento. Isso porque o dinheiro guardado pode te ajudar a investir em móveis ou a pagar pelo serviço de transporte da mudança, por exemplo. 

Para descobrir mais sobre como organizar o orçamento da mudança, assista ao vídeo Mudança de casa: passo a passo para organizar as finanças, publicado no canal Finanças Femininas, no YouTube:

Passo a passo da mudança

As dicas acima devem te ajudar a organizar um bom orçamento de mudança. Entretanto, para que tudo aconteça conforme o previsto, é importante seguir um passo a passo.

Aposte na elaboração de listas

O inventário é um passo fundamental no processo de mudança de imóvel. Nele, você deve anotar todos os pertences que vão sair da casa ou do apartamento antigo e que devem chegar ao novo local.

Nesse passo, aposte na elaboração de listas e mais listas. Você pode enumerar os itens em aplicativo de smartphone ou em uma folha de papel. Uma boa indicação é separar as listas de pertences de acordo com os cômodos. 

Planeje a mudança com antecedência

A pressa é um fator extremamente prejudicial quando o assunto é mudança de imóvel. Isso porque o processo é complexo e, caso não haja planejamento, pode trazer problemas e imprevistos aos moradores.

Desse modo, a principal dica é que você organize sua mudança com o máximo de antecedência possível. A indicação é que esse processo comece, pelo menos, dois meses antes da mudança de fato.

No caso de apartamentos, verifique as regras do condomínio

Se você vai se mudar para um apartamento, precisa ficar atento às regras do condomínio quanto às mudanças. Isso significa que você deve, sobretudo, estar atento aos dias e aos horários que estão disponíveis para o processo.

Após avaliar essas questões com o síndico do condomínio, você deve entrar em contato com a empresa de mudança – caso vá contratar uma – para comunicar as datas disponíveis.

orçamento-de-mudança

Acompanhe o trabalho dos profissionais

Se você optou por contratar os serviços de uma empresa especializada em mudança, terá mais tempo para verificar questões relacionadas ao desenvolvimento do processo. Assim, é importante estar atento ao trabalho dos profissionais responsáveis.

Mesmo que a função esteja delegada a terceiros, os pertences são seus e você deve zelar pela sua segurança. Assim, você deve estar presente para fornecer orientações aos profissionais e, também, para acompanhar a qualidade do serviço.

Organize seu novo imóvel

Por fim, mas não menos importante, é chegado o momento de organizar seu novo imóvel. Esse momento é importante, pois pode ser o início de uma nova decoração, por exemplo.

Desse modo, não tenha pressa e tente organizar cada cômodo de acordo com sua personalidade e com seus gostos.

O que você achou desse conteúdo?

Agora que você já sabe organizar seu orçamento de mudança, chegou o momento de nos contar sua opinião sobre esse conteúdo. O que você achou das dicas para planejar suas finanças? E qual sua opinião sobre o passo a passo para não errar na mudança? Deixe suas impressões na caixa de comentários abaixo e, caso deseje, aponte sugestões, elogios e críticas construtivas.

Se você quer conferir artigos semelhantes, continue a navegar pelo Blog da Arbo. Aqui você encontra diversos conteúdos sobre mudança, como dicas para organizar a casa, os principais erros do processo e como evitá-los e muito mais. Para conferir tudo sobre mudanças, clique aqui e acesse o artigo na íntegra.

Conheça, também, a Central de Ajuda da Arbo, que reúne diversos conteúdos que podem te ajudar em dúvidas do dia a dia. Lá você encontra, por exemplo, o passo a passo para emitir a segunda via de faturas de energia elétrica, de água e até mesmo do IPTU.

Não se esqueça de visitar o Portal da Arbo para encontrar o imóvel ideal para você e para sua família. O site reúne milhares de casas e de apartamentos, que podem ser pesquisados por meio de filtros de busca especializados. Acesse!

Postagens relacionadas

Aluguel atrasado

Aluguel atrasado? Veja o que fazer

Está com aluguel atrasado e não sabe o que fazer? Confira como resolver esse problema neste texto do Blog da Arbo  Infelizmente, no Brasil, as crises econômicas dificultam a vida de muitos brasileiros na pagarem as contas básicas e o aluguel, por exemplo. Esse é um problema relativamente comum e que não tem jeito simples […]

morar em cidade grande

Morar em cidade grande: vantagens e desvantagens

Será que vale a pena morar em uma cidade grande? Veja alguns pontos positivos e negativos para quem vive nos principais centros urbanos! Morar em cidade grande já foi o sonho de muita gente que enxergava a possibilidade de ter uma vida melhor. Essa expectativa mudou bastante ao longo das últimas décadas e as novas […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *