25 de junho de 2022

Confira 5 dicas para organizar o guarda-roupa

organizar-guarda-roupa

A sensação de conseguir manter tudo no lugar certo é recompensadora, não é? Saiba o que fazer para organizar o guarda-roupa do jeito certo!

Se você chegou a este artigo, provavelmente está com aquela sensação ruim de se esforçar para manter as coisas no lugar e não conseguir. E pode ter certeza de que tem muita gente passando pela mesma coisa, afinal, não é por acaso que os conteúdos sobre organização doméstica são tão procurados. Neste artigo, vamos falar especificamente sobre como organizar o guarda-roupa.

Para isso, listamos cinco dicas para começar a fazer isso agora mesmo. Esperamos que essas orientações básicas te incentivem a descobrir um método que se encaixe tão perfeitamente na sua rotina que pareça algo totalmente natural em pouco tempo. Confira!

  1. Descartar o que não tem utilidade
  2. Criar seu próprio método de organização
  3. Economizar espaço
  4. Usar acessórios para facilitar o processo
  5. Exercitar a autodisciplina

1. Dê um jeito no que não serve mais

O primeiro passo para organizar seu guarda-roupa é identificar o que realmente faz sentido manter. A japonesa Marie Kondo, especialista em organização pessoal que protagonizou o programa “Ordem na Casa”, do Netflix, ficou famosa por sua maneira de selecionar o que deve ou não ser mantido.

Autora do livro “A Mágica da Arrumação”, ela diz que o ponto de partida é pegar um item de cada vez e se perguntar: “Isso me traz alegria?”

A resposta tem que ser rápida para evitar qualquer desculpa esfarrapada, como “ah, mas pode ser que um dia eu precise disso”. Afinal, se você tem alguma coisa guardada há tanto tempo que nem se lembrava da existência dela, a chance de voltar a usá-la é bem pequena. Nesse caso, conforme recomenda Kondo, agradeça ao objeto por ter sido útil um dia e descarte-o.

Talvez o maior mérito da metodologia proposta por Kondo seja nos mostrar como o consumismo nos faz juntar um monte de tranqueiras ao longo do tempo e que isso não faz o menor sentido. Esse também é um dos pensamentos por trás do minimalismo, um estilo de vida que vem ganhando muitos adeptos nos últimos anos.

Baseado em uma corrente filosófica que nos incentiva a identificar e valorizar o que é essencial em todos os aspectos de nossa vida, o minimalismo tem como uma de suas principais práticas o famoso destralhe. Esse é o momento de filtrar qualquer objeto que não seja essencial e dar a ele algum destino. 

Doe para quem realmente precisa

Evidentemente, itens quebrados e que não tem mais condições de uso devem ser jogados fora. Porém, é muito comum acumularmos roupas que podem até não nos servir mais, mas seriam muito úteis para outras pessoas. Procure uma maneira de doá-las e você terá feito algo muito mais valioso do que apenas organizar seu guarda-roupa.

2. Crie um método de organização

Como cada um de nós vive em um contexto diferente, não há um conjunto de regras rígidas sobre o que deve ser descartado e como organizar o que foi mantido. Contudo, há algumas premissas básicas que você pode usar como guias para construir seu próprio método de organização.

Um lugar para cada coisa

Uma premissa que ajuda muito é compreender que cada objeto deve ter um local de armazenamento específico. Isso vai te ajudar a transformar a organização em um hábito, algo que você faz quase por instinto. Isso funciona muito bem, por exemplo, para aquele tipo de pessoa que nunca sabe onde colocou as chaves do carro.

Mas como o assunto aqui é organizar o guarda-roupa, retire tudo que está guardado nele, analise bem o espaço disponível e comece a imaginar a melhor maneira de posicionar cada peça. Isso nos leva à próxima ideia.

Defina prioridades

Considere a sua rotina diária e, com base nela, identifique os itens que são usados com maior frequência e aqueles que você só usa de vez em quando. Os de uso constante precisam ter acesso facilitado, ficando nas prateleiras mais baixas e posicionados mais à frente. 

Os demais devem ir para as prateleiras altas e mais para o fundo. Isso significa que eles serão os primeiros a voltar para o guarda-roupa.

Junte os pares

Agora, já partindo para os itens de uso frequente, é hora de pensar nas roupas que sempre precisam estar juntas. Poucas coisas são mais irritantes do que perder tempo procurando pares de meias que foram jogados de qualquer jeito nas gavetas, não é? Então, dê um jeito de mantê-los sempre unidos.

O mesmo vale para os conjuntos de colchas, lençóis e fronhas. Dobre e guarde todas juntas. As fronhas e o lençol devem ficar dentro da colcha, como se fosse um pacote. 

Agrupe seguindo um critério

Para facilitar na hora de encontrar peças específicas, você pode organizá-las de acordo com algum critério. Seja por cor, por tipo de tecido, por tamanho, o importante é que a organização deixe as coisas mais fáceis.

3. Aprenda a economizar espaço

organizar guarda roupa

Como a tendência é termos casas menores, os móveis seguem pelo mesmo caminho. Então, uma das melhores dicas para organizar o guarda-roupa é encontrar maneiras de aproveitar cada centímetro sem ter que deixar tudo amontoado. 

Roupas bem dobradas

Na hora de dobrar camisetas, comece deixando-as do lado avesso e estique bem para evitar a formação de vincos. Depois, dobre cada lado para dentro para formar um retângulo e dobre a camiseta ao meio, sempre com a gola virada para você. Para finalizar, dobre novamente ao meio deixando a gola para dentro. Se você fez tudo certo, a peça virou um pequeno retângulo.

No caso de shorts e calças, deite as peças sobre uma superfície, deixando as pernas bem esticadas, Depois, dobre a ponta do cós para cima, alinhando com as pernas. Finalize dobrando as pernas em terços, começando pela barra.

As meias também podem ocupar metade do espaço se forem dobradas do jeito certo. Estique as duas e coloque uma em cima da outra em forma de cruz. Em seguida, dobre cada ponta sobre o centro da cruz para formar um quadrado e esconda as pontas soltas nas aberturas que ficam nas laterais. Pronto, chega de perder as meias na gaveta.

Cobertores e toalhas

Deixar os cobertores e edredons dobrados ocupa espaço demais. Se forem peças feitas de tecidos mais finos, experimente organizá-los como um rolo. Isso vai permitir que eles sejam armazenados em um nicho com facilidade. No caso das peças mais grossas, o melhor jeito é guardá-las dobradas mesmo.

O formato de rolos também é perfeito para as toalhas de banho, que são maiores, para as peças pequenas, como toalhas de rosto, dobrar já é o suficiente.

4. Use acessórios para organizar o guarda-roupa

organizar guarda roupa

Outra maneira de economizar espaço na hora de organizar o guarda-roupa é usar acessórios de organização. Você vai encontrar por aí uma infinidade de peças muito úteis, mas vamos destacar aqui apenas algumas delas:

Etiquetas

No começo, quando ainda estamos adquirindo o hábito de usar lugares fixos para guardar cada objeto, pode ser útil marcar as gavetas e nichos do guarda-roupa com etiquetas. Além de te lembrar sobre o método que você definiu, ainda vai ser uma referência para as outras pessoas da casa também seguirem.  

Cabides e ganchos

Dentro do guarda-roupas, os cabides ajudam a conservar as peças que ficam amassadas com facilidade e ainda facilita a localização de uma roupa específica. Fora dele, se você tem alguma roupa usada com muita frequência, como um casaco, pode ser uma boa ideia colocar ganchos em algum lugar da parede ou até atrás de uma porta.

Organizadores

Caixas organizadoras, colmeias para guardar sapatos, divisórias para ajudar na organização das gavetas. Você vai encontrar esse tipo de acessório em vários formatos, cores e tamanhos, portanto, basta escolher os que cabem no seu guarda-roupa e atendem suas necessidades.

5. Exercite a disciplina

Enfim, chegamos à nossa última dica – aquela que talvez seja a mais difícil para muitos de nós. A autodisciplina depende de regras bem definidas, foco e determinação. É necessário ter em mente que o esforço inicial da organização pode até ser trabalhoso, mas vai trazer benefícios lá na frente, como ganho de tempo e conforto.

Pode até ser que o guarda-roupa seja só a primeira etapa de um longo processo para organizar vários aspectos da sua vida. Afinal, as grandes conquistas são alcançadas a partir de pequenas vitórias que acumulamos no nosso dia a dia e nos fazem ser cada vez mais confiantes.

Eventualmente, aquelas velhas falhas que geram desordem podem até tentar voltar, mas identificar esses momentos faz parte do processo. No fim das contas, você verá que a persistência é recompensada com a satisfação de ver um bom resultado e, quando menos esperar, aquilo que era tão complicado terá se tornado um hábito.

Agora que você sabe por onde começar na hora de organizar o guarda roupa, que tal continuar aprendendo outras maneiras de cuidar bem da casa toda? Você pode começar com um post especial do Blog da Arbo com tudo que você precisa saber sobre a manutenção de um portão eletrônico.

Postagens relacionadas

comprar um sobrado

Quais as vantagens de comprar um sobrado?

Esta pensando em comprar um sobrado? Veja aqui os benefícios que esse tipo de imóvel oferece e saiba as etapas do processo de compra! Comprar um sobrado é o sonho de muita gente que quer uma moradia com muito estilo e conforto. Esse tipo de construção é muito valorizada porque amplia o aproveitamento do terreno […]

comprar ou alugar

Comprar ou alugar: qual é a melhor escolha?

Está na dúvida se vale mais a pena comprar ou alugar um imóvel? Descubra as vantagens de cada alternativa e facilite a tomada de decisão. O dilema entre comprar ou alugar é uma discussão das mais acirradas. De um lado ou de outro, quase todo mundo tem uma boa lista de argumentos para sustentar seu […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *