18 de setembro de 2021

Quarto minimalista: saiba como montar em seu imóvel

Se você deseja renovar a decoração de seu imóvel, pode optar por um quarto minimalista, que está ligado a um estilo de vida menos consumista

Um quarto minimalista vai muito além de uma tendência. É, sobretudo, parte de um estilo de vida. Isso porque é destinado ao público que prioriza o espaço ao invés de objetos, que prefere formas simples e sem muita informação e que busca ambientes tranquilos e relaxantes. Ou seja, nesse estilo de décor, o importante é criar um ambiente leve e sem excesso de itens decorativos. 

De acordo com a designer de interiores Malu Goraieb, o estilo surgiu depois da Segunda Guerra, quando as pessoas começaram a priorizar apenas os itens essenciais nos ambientes após perderem quase ou tudo o que tinham de bens materiais. “Uma frase bem característica desse movimento é O Menos é Mais”, acrescenta. Por si só, essa frase combina, e muito, com o planejamento e construção desse quarto. 

Se você aprecia esse estilo e quer ter um quarto assim, continue lendo e aproveite as dicas!

Móveis funcionais 

A decoração minimalista não possui exagero na quantidade de móveis, ou seja, são usados apenas o mobiliário essencial e que traga funcionalidade ao ambiente. Para a designer de interiores, optar por materiais que remetem ao natural, como linho, couro e madeira, proporciona a sensação de conforto visual e físico. 

“Não recomendo nada que obstrua a passagem ou pese o ambiente. Dê preferência aos armários fechados, poucas ou nenhuma prateleira aberta para que não haja acúmulo de objetos e portas com sistema de click ou de correr. Sempre opte por peças que tenham função, linhas retas e formas simples”, destaca.

Cama como destaque do ambiente

A cama também é um móvel que deve ser um foco na criação dessa décor. Isso porque, segundo Goraieb, é nela que será o ponto de relaxamento após um dia longo de trabalho. Por isso, a dica essencial é investir em roupas de cama com tecidos confortáveis e que ofereçam maciez ao toque. Além de, claro, evitar a mesclagem de cores vibrantes – já que pode provocar ruído visual para a proposta.

Cores e decoração 

Para a designer, adotar uma paleta de tons neutros e relaxantes, como branco, cinza, nude, azul e verde, ajuda a deixar o cômodo mais elegante, leve e inspirador. “Os minimalistas acreditam que o ambiente deve ser um refúgio, portanto as cores possuem tendências a serem mais básicas”, diz. Dessa forma, não tenha medo de apostar nessas cores para compor todo o ambiente, inclusive nas paredes. 

Isso não quer dizer que o quarto não deverá possuir um ponto de destaque. Goraieb afirma que a atração principal do cômodo pode ser uma peça de design bem escolhida e que evidencie entre outras peças. “Por exemplo: camas com cabeceira e peseira numa peça só pode ficar bacana; um cabideiro assinado vai ser bem útil; um quadro com moldura marcante traz personalidade; uma luminária com luz amarela ajuda a relaxar; mesa de cabeceira pode te auxiliar ou, até mesmo, adicionar uma planta no ambiente!”, recomenda.

E apesar da predominância das cores neutras, ter um espaço minimalista não significa que não seja permitido adicionar algumas texturas ao visual. “Acredito que, se usar tom sobre tom da maneira correta, essa aplicação pode ser bem interessante em almofadas, papéis de parede, molduras e detalhes que devem ser discretos”, opina Goraieb. 

Aposte na iluminação

Para iluminar o local de forma natural, vale apostar em janelas amplas, que permitem a entrada de luz em todo o ambiente. Mas, mesmo que a iluminação principal seja a natural, a designer de interiores não descarta a utilização de spots direcionáveis e plafons. Esses objetos permitem uma luz intimista e são essenciais para aqueles que gostam de ler enquanto estão na cama, em um lugar mais reservado. 

Pisos 

A designer afirma que pisos com cores claras que lembram a madeira natural e sem muita textura se destacam nesse estilo. “Porcelanatos com aparência de madeira, mármore, granito, pedras e ladrilhos são sempre bem-vindos”, ressalta. Essa escolha proporciona leveza, aconchego e conforto ao ambiente e consegue deixá-lo com a sensação de amplitude. 

Prefira qualidade e não quantidade

O minimalismo preza, como você já pode perceber, por pouca quantidade. Então, o ideal é investir na qualidade. Seja nos móveis, na decoração ou na roupa de cama, opte por materiais de qualidade que terão uma durabilidade extensa. 

Organização é fundamental

Se minimalismo significa o mínimo emprego de elementos e recursos, quer dizer que a organização do ambiente deve ser máxima. Portanto, nada de deixar bolsas, sapatos ou outros objetos espalhados. Tudo precisa estar no lugar para que a sensação que esse estilo quer passar seja efetiva.

Você deve se atentar também para o acúmulo de objetos. Se o seu objetivo é manter o quarto “menos é mais” pense na hora de inserir novos itens. O ideal é tirar algum, caso um novo for acrescentado. 

Inspirações de quarto minimalista

Agora vamos ver na prática como todas essas dicas e ideias são aplicadas. Para te inspirar, separamos três quartos minimalistas projetados pela designer de interiores Malu Goraieb. Ambas são suítes que seguem o estilo, porém com propostas diferentes, que se encaixam no perfil de cada cliente.

Nesta suíte minimalista, Goraieb utilizou paleta de cores neutras com branco nas paredes e nas molduras brancas, deixando elas bem discretas. O papel de parede, que remete ao cimento queimado, possui um espelho para dar a sensação de amplitude e disfarçar a coluna.

As peças de design na mesinha de cabeceira e luminária de piso garantem o charme ao ambiente. “É um quarto minimalista com detalhes que trazem conforto”, garante. Já as roupas de cama seguem os tons neutros sem deixar nada a desejar.

Nesta suíte, o casal teve a intenção de mesclar leveza e funcionalidade ao ambiente. A mulher precisava de um espaço para se maquiar e também guardar seus pertences, enquanto o homem gostaria de uma mesa básica para apoiar seu celular e alguns livros.

Por sua vez, a designer optou pela utilização da paleta de cores neutras com tons de cinza e branco. Para a escolha do mobiliário, Goraieb decidiu por utilizar somente o necessário, para tornar o dia-a-dia mais fácil de manter organizado e limpo. A iluminação básica foi um ponto decorativo e discreto. 

Os tons sóbrios foram o ponto alto para a decoração dessa suíte minimalista. As luminárias de teto com perfil de led e spots direcionáveis, com iluminação indireta, proporcionam conforto ao ambiente.

Para completar, este quarto conta com uma cabeceira em madeira e uma mesa suspensa, com frigobar, para dar mais aconchego  e funcionalidade ao espaço. O painel de TV possui textura, mas segue a mesma linha de cores da bancada, assim como o ar-condicionado, que foi adesivado para seguir a mesma proposta. O camarim mantém os tons sóbrios, mas aproveita muito bem o espaço, dando um toque de charme ao ambiente.

Além disso tudo, esta suíte conta com um closet totalmente minimalista, que prioriza o básico: iluminação, lugar para guardar as roupas e um espelho.

Quarto de criança minimalista

E não só de adultos vivem os quartos minimalistas. O estilo pode e deve ser empregado também em quartos infantis. Exemplo é este quarto projetado pela designer de interiores Malu Goraieb. As cores predominantes são o branco e o cinza, mas para não ficar tão monótono e ter uma cara de criança, foi inserida uma textura nas paredes que deixou o ambiente fofo e delicado.  

O ponto alto do quarto infantil são os suaves elementos em madeira. O cabideiro, a decoração e a bandeja em cima da cômoda, assim como os próprios pés do mobiliário todos em madeira no mesmo tom, se contrapõem ao neutro e geram a sensação de conforto. 

Por este outro ângulo, vemos que a cortina do quarto de bebê tem um tom azul que se destaca. Isso prova que os quartos que seguem esse estilo não precisam ter cores exclusivamente monótonas. Pelo contrário, podem, assim como a cor da madeira, se sobressair, mas sem deixar fugir da proposta.

Quem somos nós

Parceiros da Arbo, nós somos a Fratelli House, um grupo que possui duas lojas no mercado mobiliário em Maringá (PR), que tem o objetivo de fornecer qualidade de vida por meio de móveis sofisticados e com design exclusivo. 

Postagens relacionadas

empresa-de-mudança

Empresa de mudança: vale a pena contratar o serviço?

Empresa de mudança presta um serviço essencial para te auxiliar nesta hora com tantos processos envolvidos. Mas, será que essa é mesmo uma contratação essencial? Confira mais detalhes no texto.  Todo o processo que envolve mudar de casa ou apartamento pode ser complexo e turbulento se você não tiver planejamento. Isso porque, é muito comum, […]

Vai mudar de cidade? Confira como não errar na mudança

Mudar de cidade é um desafio. Isso porque, além da mudança imóvel, é necessário enfrentar uma nova rotina em um novo local. Para que o processo seja mais simples, veja algumas dicas Se você vai se mudar de cidade, precisa saber que esse não é um processo fácil. Isso porque você estará inserido em uma […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *