27 de janeiro de 2022

Como ter um bom relacionamento com o vizinho?

vizinho

Manter um bom relacionamento com o vizinho é essencial para se ter qualidade de vida. Pensando nisso, nós da Arbo separamos algumas dicas para você!

É comum o relato de pessoas que dizem ter problemas com pelo menos um dos moradores que moram em sua vizinhança. Se você já teve problemas com algum vizinho, sabe o quão desgastante essa situação pode ser e você sabe também que muitas vezes o bom relacionamento não depende apenas de você.

Levando isso em consideração, nós preparamos esse artigo, em que iremos dar algumas dicas para você exercitar e desenvolver uma boa relação com a vizinhança. Não importa se você mora em um prédio, condomínio ou em uma casa, temos certeza que essas dicas serão valiosas para você:

Vantagens de ter um bom relacionamento com o vizinho

Antes de darmos as dicas de como você pode manter uma relação saudável com os seus vizinhos, iremos te mostrar algumas vantagens e benefícios disso tudo. Você vai ver porque deve investir nesse bom relacionamento. 

vizinho

Saúde mental

Não é segredo pra ninguém que estamos vivendo tempos de sobrecarga mental em nossa sociedade. Diversas pessoas estão esgotadas e com certeza, ao chegar em casa, elas não precisam de mais problemas para resolver. Ainda mais durante o período de pandemia, em que várias famílias ficaram em casa 24 horas por dia. 

Por isso, investir em uma relação boa com o vizinho pode te trazer benefícios, ou melhor, evitar problemas para sua saúde mental. Na verdade, uma boa relação pode até resultar em confiança, companheirismo e gentileza, trazendo diversas outras vantagens.

Ajudas de última hora

Como dissemos, uma boa relação com o vizinho pode resultar em uma troca de vantagens entre eles. Por exemplo, a famosa situação de não ter ninguém para cuidar do seu gato ou cachorro enquanto você faz uma viagem, seja à trabalho ou para curtir a vida. 

O vizinho pode ser fundamental para fazer esse tipo de favor, já que ele é a pessoa mais próxima geograficamente. Se você não possui família na mesma cidade em que mora, talvez essa seja a melhor solução para uma situação desse tipo.

Ou ainda, se você precisa de uma ajuda com o carro que emperrou, lembre-se do vizinho, ou dos vizinhos se você quiser uma ajuda extra. Para o caso de morar em uma rua, lembre-se que você pode manter uma relação boa com o vizinho de ambos os lados, da frente e também da parte de trás de sua casa. Já se você mora em um prédio, essa relação pode ser estendida aos moradores do mesmo andar, além do andar superior e inferior. 

Senso de comunidade

Por fim, se você quer desenvolver mais que uma boa relação, uma ótima opção é transformar a vizinhança em uma verdadeira comunidade, em que problemas podem ser solucionados através do diálogo. 

Uma comunidade consegue, além de tomar decisões conjuntas, construir uma série de boas relações que podem significar a construção de algo maior, e principalmente, a existência de solidariedade entre os vizinhos. Isso é muito importante em nossa sociedade, já que cada vez o individualismo toma conta das pessoas. 

Agora que você viu as principais vantagens de ser manter uma boa relação com a vizinhança, iremos te mostrar os tipos de vizinhos indesejados. Se você identificar seu vizinho como alguns deles, não deixe de tomar as atitudes que iremos te mostrar a seguir. 

Tipos de vizinhos indesejados

1- O festeiro

Com certeza muitos de nós já tivemos algum problema com um vizinho festeiro. Esse tipo de vizinho pode ter qualquer idade, entretanto, muitas pessoas costumam relacionar um vizinho festeiro à um universitário, o que não necessariamente é a realidade.

O vizinho festeiro muitas das vezes não avisa o dia e o horário em que irá fazer barulho, o que pode resultar em uma sobrecarga de estresse em você, principalmente pelo fato de que as festas são colocadas em prática, na maioria das vezes, à noite. 

barulho

Você deve se lembrar, que o excesso de barulho até às 10 horas da noite é passível de multa, mas não adianta nada ameaçar seu vizinho. A melhor atitude para se tomar, é sempre tentar dialogar com seu vizinho. 

2 – O amante das obras

Outro problema muito comum é quando temos um vizinho que está passando por uma reforma. Claro, essa pode ser uma situação necessária para a casa de seu vizinho, entretanto, existem aquelas pessoas que sempre estão mexendo em alguma coisa, o que pode resultar em um acúmulo de estresse para você.

O ideal é sempre combinar horários com o vizinho, caso você também precise fazer uma reforma. Pelo simples fato de deixar avisado e até mesmo tentar ter um pouco de empatia, já poderia deixar o problema um pouco menor. 

3 – O dono dos PETs

Essa situação também está entre as mais comuns em relação às discussões de vizinhos. Gatos costumam ser mais quietos, entretanto, alguns cachorros podem ser um verdadeiro problema em relação ao barulho. É claro que não é culpa dos bichinhos, mas muitas vezes o dono pode tomar alguma atitude, como o adestramento. 

Cuidado ao reclamar com esse tipo de vizinho, já que, ao reclamar dos animais, isso pode se igualar como se você estivesse reclamando de crianças para o dono. Mande uma carta com um tom mais cortês, explique seu ponto de vista e nunca seja mal educado. 

4 – O vizinho “desligadão”

Sabe aquele vizinho que nunca percebe algo de errado na rua, ou que, no caso de um condomínio, deixa luzes e portas abertas? Muitas pessoas têm esse tipo de vizinho morando ao lado e, por isso, precisam ficar atentas.

A melhor solução é sempre ficar lembrando o vizinho sobre as atitudes que ele precisa tomar, já que muitas das vezes essas situações acontecem por conta da personalidade dele e não por maldade. 

Como viver em harmonia com os vizinhos?

Agora que você já viu as principais vantagens de ter uma boa relação com o vizinho e também os tipos de vizinhos que podem gerar algum tipo de problema, nós vamos te dar algumas dicas para viver em harmonia.

Antes de tudo, lembre-se que uma situação nunca deve ser resolvida através da violência ou da força. Se você estiver bravo ou magoado, espere essa sensação passar para tomar uma atitude. Você pode escrever uma carta ao vizinho se expressando quando estiver tudo bem. 

vizinho

Dialogue

O diálogo é a chave para a maioria dos problemas que acontecem entre vizinhos. Quando você dialoga, e ouve o outro lado da história, você consegue compreender o que levou o seu vizinho a tomar algumas atitudes. Isso pode ser essencial para se construir uma boa relação.

Muitas pessoas não aprendem da primeira vez, e isso requer mais diálogo ainda, por isso sempre esteja em contato com o vizinho, entenda o lado dele mas também exponha o seu para que ambos cheguem a um comum acordo. 

Educação

Se você optar por resolver as desavenças com seu vizinho através do diálogo, nunca seja mal educado ou rude. Isso pode acabar deixando o problema maior ainda, já que o vizinho também poderá ficar ofendido. 

Por isso, em uma conversa seja sempre cordial e diplomático. Mais uma vez, entenda as dores do seu vizinho e coloque as suas, sempre de uma maneira educada. Talvez assim as coisas tendam a se resolver e a relação possa ser construída.

Tenha empatia

Por fim, se você optar pelo diálogo e for educado em uma conversa com seu vizinho, lembre-se sempre de ter empatia. Se colocar no lugar do outro é fundamental para a resolução dos problemas, isso porque muitas coisas e motivos de brigas ficam nas entrelinhas.

Quando você se propõe a entender o lado do outro e ter um pouco de empatia, isso faz com que o vizinho também tenha empatia por você. É uma via de mão dupla que pode resultar em um bom relacionamento e na resolução dos problemas. 

O que você achou deste conteúdo?

A relação entre vizinhos é comumente associada a desentendimentos e brigas, mas, através dessa leitura, esperamos que você consiga lidar melhor com este tipo de situação e possa construir uma vida harmoniosa com sua vizinhança. 

E aí, esse texto foi valioso para você de alguma forma? Não se esqueça de deixar nos comentários qual dica você mais gostou e se já passou por uma situação ruim com seu vizinho. Lembre-se das dicas desse post para a resolução de problemas e coloque-as em prática!

Postagens relacionadas

alugar-apartamento

O que você precisa saber antes de alugar apartamento

Alugar apartamento é um passo importante na vida de muitas pessoas. Para que a experiência seja a melhor possível, é importante estar informado e preparado para resolver alguns problemas A compra ou o aluguel de um imóvel é uma decisão importante na vida de muitos brasileiros. Seja pela constituição de uma família ou pela conquista […]

dicas de como organizar o quarto

Como organizar o quarto de forma simples: veja dicas

Se você tem dificuldades em manter um cômodo arrumado, precisa conferir algumas orientações sobre como organizar o quarto, um dos ambientes mais íntimos de um imóvel A bagunça é algo que atrapalha a nossa rotina. Além de dificultar na hora de encontrar o que precisamos, ela também pode causar estresse e ansiedade – sentimentos que […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *