23 de julho de 2021

Entenda o que é e como fazer benchmarking

fazer benchmarking

Fazer benchmarking é só copiar o que o concorrente fez de bom? Confira este artigo do Blog da Arbo e veja que não é bem assim!

Você já deve ter ouvido por aí que “nada se cria, tudo se transforma”. De fato, é muito raro que algo seja criado 100% do zero. Mesmo quando se fala em inovação, muitas das novidades que surgem no mercado são versões aprimoradas de algo que já existia. Saber fazer benchmarking é um dos segredos por trás dessas soluções.

Neste post do Blog da Arbo, vamos apresentar uma visão introdutória sobre o conceito de benchmarking e como aplicá-lo. Você verá que, quando bem implementado, esse tipo de processo traz uma série de benefícios para seu negócio e é fundamental para a melhoria contínua dos processos internos. Confira!

O que é benchmarking?

O termo benchmarking é derivado da palavra “benchmark”, que significa “referência”. Aplicada aos negócios, ele se refere ao ato de analisar de forma profunda as estratégias e ações aplicadas por uma empresa ou algum de seus setores para poder replicá-la ou até aprimorá-la.

Esse tipo de levantamento pode trazer diferenciais importantes para seu negócio, como melhorias em processos internos. A partir de insights resultantes de dados que vêm de fontes diversas, é possível medir os resultados de ações implementadas por concorrentes e comparar com o que você tem feito.

Com isso, os gestores conseguem visualizar um caminho a ser seguido, otimizar a gestão de custos e evitar o desperdício de tempo com tarefas que não agregam valor à experiência do cliente.

As formas de fazer benchmarking podem ser classificadas como:

Competitivo

Nesse modelo, o objetivo é ter os concorrentes como parâmetro e, a partir disso, verificar qual é a posição da sua empresa na disputa pelos consumidores. 

Genérico

Aplicado para entender o funcionamento de empresas que têm processos semelhantes aos seus, mesmo que sejam de outro mercado ou ofereçam produtos diferentes dos seus. 

Funcional

Aqui, a busca é por elementos que possam ser aplicados em qualquer empresa. Geralmente, o controle financeiro é um dos principais focos desse tipo de análise. 

Cooperação

Há situações em que duas empresas fazem parcerias para troca de experiências. Nesse caso, uma organização com bons resultados em determinada atividade transmite sua expertise para outra em troca de conhecimentos sobre outro tipo de atividade.

Interno

Vale destacar que o benchmarking não se aplica apenas a análise externa. É possível utilizá-lo dentro da própria empresa, fazendo com que um setor absorva fluxos de trabalho e ferramentas que têm sido úteis em outro. Mais do que conhecer a concorrência, fazer benchmarking ajuda a empresa a obter informações sobre si mesma.

Vantagens de aplicar o benchmarking

vantagens de fazer benchmarking
Um bom benchmarking faz com que a empresa saiba mais sobre o mercado e sobre si mesma.

As vantagens de aplicar o benchmarking são as seguintes::

Identificar pontos de melhoria

Ao observar como os concorrentes realizam determinados processos, sua empresa consegue mapear as melhores práticas do mercado. Dessa forma, a comparação faz com que os gestores enxerguem pontos problemáticos em seus fluxos de trabalho e atuem para corrigi-los. 

Captar ideias de empresas experientes

É claro que não existe uma fórmula perfeita que funcionará em todas as empresas, afinal, cada uma delas está inserida em um contexto repleto de especificidades. Por isso mesmo, um dos mantras da administração é “tudo depende”. Mesmo assim, as experiências de negócios líderes de mercado são valiosas. 

Entender as tendências do mercado

Ao comparar as estratégias adotadas por várias empresas do seu segmento, é possível identificar alguns aspectos que se repetem, tanto em termos de ações inovadoras quanto de problemas recorrentes. Esses pontos indicam tendências que podem ditar os rumos do setor em um futuro próximo.

Desenvolver estratégias para o futuro

Todas as vantagens listadas anteriormente nos trazem a este último ponto. Entender as movimentações do mercado e os pontos críticos que impactam a concorrência e os clientes é fundamental para traçar suas próprias estratégias. Dessa forma, é possível antecipar problemas para mitigá-los ou se preparar para implementar novas soluções que estão prestes a cair no gosto do consumidor.

Como fazer benchmarking?

Fazer benchmarking não é uma tarefa para ser feita de forma pontual. É necessário estabelecer alguma periodicidade para análise, já que as condições de mercado estão sempre se transformando. Veja algumas ações básicas para o benchmarking em seu negócio.

Identifique seus concorrentes

É interessante escolher até 3 concorrentes para fazer o monitoramento. Dê preferência aos que são líderes de mercado, que certamente fazem algo que os torna diferenciados, e aos que competem diretamente com você. Assim, você terá uma visão abrangente sobre o que sua empresa pode absorver e o que a distância dos competidores.

Defina os aspectos a serem analisados

O benchmarking deve ser feito com base em indicadores de desempenho que façam sentido para o setor que está em análise. Esse ponto é importante porque as métricas de casa área são diferentes. 

Se você pretende compreender como o concorrente trabalha sua estratégia de marketing, por exemplo, será necessário mapear os canais de comunicação que ele utiliza, que tipo de conteúdo é desenvolvido para eles e os resultados que eles obtêm na interação com o consumidor. 

Colete dados

Dependendo do aspecto a ser analisado, haverá diferentes possibilidades para coletar dados. Muitas vezes, as respostas que você procura estão em estudos e relatórios publicados por órgãos que representam sua área de atuação, instituições como o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) ou o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), entre outros.

Também é possível assimilar muita informação relevante em blog posts, e-books e relatórios divulgados pelas próprias empresas. 

Estar em contato com outros profissionais da sua área em eventos, conferências, feiras e meetups traz boas oportunidades para fazer networking e absorver conhecimentos de gente que pode ter vivido as mesmas dificuldades que você. 

Compare pontos fortes e fracos

O momento da comparação entre práticas adotadas e resultados obtidos é onde os gestores conseguem identificar os pontos fortes e fracos de sua empresa em relação ao mercado. A partir daí, é mais fácil encontrar um direcionamento para a elaboração de estratégias capazes de alavancar o desempenho organizacional.

Erros a serem evitados

O principal cuidado ao se fazer benchmarking é não tentar realizar uma cópia exata do que as outras empresas estão aplicando. Como já mencionamos, cada negócio tem seu próprio contexto. Fatores como a quantidade de funcionários, o orçamento e a própria maneira como setores diferentes interagem entre si, demandam ajustes.

Também cabe ressaltar que, ao tentar apenas copiar o que o outro faz ao invés de adaptar, sua marca corre o risco de perder sua identidade, aquilo que a torna realmente diferente. É necessário, portanto, ter consciência sobre a realidade do seu negócio. 

Outro ponto fundamental é que a análise deve ser feita somente a partir de dados obtidos legalmente. E eles só podem ser utilizados para fins de aprendizado e aperfeiçoamento, nunca para prejudicar os concorrentes. 

Tendo atenção a esses pontos, o processo de benchmarking certamente será bastante produtivo. Todo o aprendizado adquirido encoraja as organizações a enfrentarem suas próprias limitações e se concentrarem na busca de elementos que elevem seu potencial competitivo. 

Agora você já tem uma visão geral sobre o assunto para fazer benchmarking na sua empresa. Que tal receber outros conteúdos sobre gestão imobiliária de forma gratuita no seu email? Preencha o formulário abaixo e cadastre-se na newsletter semanal do Blog da Arbo, que aborda todos os assuntos relacionados à gestão imobiliária.

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

loading…

Postagens relacionadas

Saiba como calcular o valor do aluguel ideal

Em muitos casos, a locação de um imóvel se apresenta como a melhor opção. Assim, é importante que você saiba como calcular o valor do aluguel ideal para sua realidade Morar em um bom imóvel é o sonho de muitos brasileiros. Para isso, é necessário avaliar diversas questões, como: a localização da casa ou do […]

investir no setor imobiliário

Setor imobiliário: descubra como investir em 2021

O setor imobiliário teve um desempenho surpreendente em 2020 e promete mais para o futuro. Veja aqui o básico que você precisa saber para investir nesse mercado! O setor imobiliário segue como uma das principais oportunidades de investimento para 2021. Isso se deve a uma série de aspectos, como a segurança oferecida aos investidores e […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *