13 de maio de 2022

O que são fundos imobiliários? Saiba tudo

O-que-são-fundos-imobiliários

Se você está pensando em investir em imóveis, precisa conhecer o que são os fundos imobiliários. Confira o texto do Blog da Arbo sobre o assunto 

O investimento em imóveis cresce a cada ano no Brasil. O motivo para isso são diversos. Mas, entre os principais está a conhecida estabilidade deste mercado, que não costuma sofrer em meio a crises financeiras globais. Essa característica torna o investimento em imóveis uma ótima opção a longo prazo para investimento de todos os tipos. Quer entender que são fundos imobiliários? Confira a seguir.

Em 2021, por exemplo, as expectativas para o setor são altas. 

A Cbic (Câmara Brasileira da Indústria da Construção )projeta um crescimento entre 5% e 10% do mercado imobiliário neste ano em comparação com a alta registrada em 2020. 

Os especialistas explicam esse número por conta de alguns motivos: a diminuição da taxa Selic (Sistema Especial de Liquidação e de Custódia) e o lançamento do novo programa do governo federal, o Casa Verde e Amarela.

O-que-são-fundos-imobiliários

Atualmente, a taxa Selic está em 2% ao ano, sendo a menor taxa da história do país. O Comitê de Política Monetária (Copom) e o Banco Central (BC) reduziram essas taxas justamente para tentar frear a recessão no mercado imobiliário.

Por conta desse cenário favorável, aumentam muito o número de investimentos que optam pelo caminho dos imóveis no país. Mas, antes de começar a investir, é fundamental buscar conhecimento sobre alguns fatores desse mercado. 

Então, se esse é o seu caso, continue lendo esse texto. Nele, vamos te explicar alguns pontos importantes para você se informar antes de começar a investir. 

Confira abaixo: 

Fundos imobiliários: o que é? 

Fundo imobiliário é uma comunhão de recursos destinados à aplicação em empreendimentos imobiliários. É a principal maneira que um investidor tem de investir os seus recursos no mercado. 

Os fundos imobiliários funcionam como uma espécie de “condomínio” de investidores, que se reúnem para aplicar os seus ganhos em conjunto no mercado imobiliário. 

Existem diversas dinâmicas dentro dos fundos imobiliários. Por isso, é essencial que você conheça as principais e possa escolher qual a ideal para as suas finanças. A mais tradicional é a que o montante de dinheiro acumulado no fundo seja utilizado na construção ou na aquisição de imóveis, que, em seguida, serão locados ou arrendados. 

O que as administradoras ou empresas responsáveis por esse fundo fazem é dividir o patrimônio total desses fundos em cotas. Essas partes sim são vendidas para os investidores interessados em adquiri-las.

Esses investidores, ao contrário dos donos dos fundos, não exercem nenhum direito sobre os empreendimentos. Mas, por outro lado, não possuem nenhuma obrigação legal sobre o mesmo. 

Como funcionam? 

O-que-são-fundos-imobiliários

Para entender exatamente como funcionam os fundos imobiliários, você precisa estar familiarizado com alguns conceitos prévios. Abaixo listamos alguns deles para você: 

Ticker

Da mesma forma que as ações de empresas abertas na bolsa, as cotas de fundos imobiliários são identificadas no pregão por um código também chamado de ticker. Esse código é traduzido por quatro letras maiúsculas, seguidas do número 11 (XXXX11). 

Portfólio 

No mercado imobiliário, existe uma série de empreendimentos nos quais os fundos podem investir. São prédios residenciais, comerciais, shopping centers, entre outros. Cada fundo vai escolher, a partir de uma estratégia, o tipo de empreendimento que representa o nível de risco menor e o potencial de retorno maior para seus investidores. 

Cotas

A exemplo de outros tipos de investimentos, o patrimônio total dos investidores mobiliários é dividido em cotas. E são justamente essas  cotas que o investidor adquire ao aplicar em uma dessas carteiras. 

As principais cotas dos FI são negociadas na bolsa de valores, a exemplo de cotas de ações das empresas. Mas, com algumas diferenças durante o processo. No caso das cotas imobiliárias, a negociação ocorre diretamente entre os investidores, o que torna o processo mais complicado. Na prática, isso significa que é possível que seja mais difícil se desfazer das cotas, por exemplo. Pois a liquidez tende a ser maior. 

Valor mínimo

o investidor que estiver interessado nos fundos imobiliários podem investir a partir de uma única cota. Na prática, torna possível que, com quantias inferiores a R$ 100, já seja possível começar a aplicar nessa modalidade. Mas, lembre-se: todo o tipo de investimento deve ser feito com planejamento. Pode ser mais vantajoso aumentar o seu capital inicial, já que o retorno desse investimento será proporcional ao quanto o investidor injetou de dinheiro na cota. 

Custos

No geral, os investidores de fundos imobiliários estão sujeitos a dois tipos de custos diferentes: os serviços de administração e gestão dos fundos e o custo de negociação das cotas. Já que, para realiazar qualquer tipo de negociação na bolsa, é preciso pagar taxa de corretagem à corretora que intermediar as operações. .

Rendimentos

Os rendimentos nos fundos imobiliários podem vir de diversas maneiras. A mais conhecida e vantajosa dela é a distribuição periódica de valores. Por lei, eles são obrigados a distribuir rendimentos, no mínimo, uma vez por semestre. Mas, muitos administradores de FI decidem realizar pagamentos mensais aos seus investidores. Fazendo, assim, desse tipo de investimento, uma fonte fixa de tenda. 

Mas, é importante ressaltar que esse volume de rendimentos depende da política de investimento do fundo. É possível você se informar e em alguns casos até negociar esse detalhe. 

Muitas vezes, os rendimentos periódicos são superiores até mesmo que os indicadores de referência do mercado mais comuns. Contudo, é sempre bom relembrar que todos os tipos de investimentos tem algum tipo de risco. E, por isso, também podem haver perdas no meio do caminho. Como exemplo de um risco dos investimentos em fundos imobiliários podemos citar um  fundo que tenha renda alugando imóveis. No caso desses imóveis foram desocupados e nenhuma outra pessoa alugar no lugar, haverá um impacto sobre o rendimento distribuído.

Quais são os tipos de fundo imobiliários disponíveis no mercado? 

Existem alguns tipos diferentes de fundos imobiliários no mercado. Confira abaixo os principais deles. 

Fundos de tijolo (ou de renda)

São aqueles fundos que realizam estratégias para investir em ativos reais. Ou seja, em imóveis que já estão construídos. Neste caso, o mais comum é que esses fundos ganhem com aluguéis destes imóveis. Apesar de parecer uma categoria homogênea, esse tipo de fundo imobiliário pode apresentar diferenças importantes entre si. Já que, alguns podem optar por aplicar em vários empreendimentos diferentes. Em compensação, outros se concentram em um só imóvel. Também existem variações em relação ao tipo, porte e finalidade dos empreendimentos escolhidos. 

Fundos de papel (ou de recebíveis)

Já os chamados fundo de papel, compram títulos ligados ao mercado imobiliário e não de imóveis em si. Na prática, esse tipo de fundo atuam em sistemas como os valores mobiliários (como ações), letras de crédito imobiliário (LCI), certificados de recebíveis imobiliários (CRI), letras hipotecárias (LH), cotas de outros fundos imobiliários, certificados de potencial adicional de construção (CEPAC), cotas de certos tipos de fundos de investimento em direitos creditórios (FIDC).

Fundos híbridos: 

E, por último mas não menos importantes, também existem os fundos híbridos. Esses, como o próprio nome sugere, misturam, na mesma carteira, papéis do segmento imobiliário e investimentos reais. Pode ser uma boa opção para quem deseja diversificar os seus rendimentos, sem sair do mercado imobiliário. 

Se você gostou das nossas informações sobre os fundos imobiliários, vai querer ler também esse texto no Blog da Arbo. Nele, você irá aprender quais são as formas de investimento, bem como algumas dicas que irão te direcionar nesse momento. É uma espécie de guia para quem deseja começar e ainda não sabe como. 

Para complementar o conteúdo do nosso texto, você pode também assistir ao vídeo abaixo. 

Gostou do conteúdo sobre o que são fundos imobiliários? 

Nesse texto você pôde conferir informações importantes sobre o mercado imobiliário e como começar o seu investimento nele. Deixe nos comentários mais ideias de textos para a gente trazer para você. 

Você pode também aproveitar os demais textos no Blog da Arbo sobre esse assunto. 

Além disso, no Blog, você pode ler também informações e dicas sobre vários temas relacionados a imóveis e ao mercado imobiliário.

Afinal, é essencial que você esteja por dentro do mercado imobiliário e todas as suas novidades.

Para conhecer um pouco mais sobre a Arbo, acesse nosso site. Por lá, você tem todas as informações sobre a nossa empresa e como atuamos há anos no mercado imobiliário com centenas de clientes no Brasil inteiro. 

Conheça a Central de Ajuda da Arbo, que pode te auxiliar em diversas situações do dia a dia, como a emissão da segunda via de faturas, a troca de titularidade de contas e muito mais.

E, caso você ainda não conheça, visite o Portal da Arbo, que reúne os melhores imóveis nas principais cidades do Brasil.

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *