13 de maio de 2022

O que são terrenos virtuais? Vale a pena investir em um?

Terrenos virtuais

O que muita gente ainda não sabe é que o metaverso pode representar a possibilidade de altos lucros por meio do investimento em bens

Quem acompanha as últimas notícias pela internet já deve ter ouvido falar sobre o metaverso, ficou curioso (a) para saber mais sobre isso?  Bom, mas  o que muita gente ainda não sabe é que o metaverso pode representar, em um futuro muito próximo, a possibilidade de altos lucros por meio do investimento em bens como roupas, obras de arte e até mesmo terrenos virtuais. 

Com isso, várias dúvidas ainda cercam o assunto: o que é o metaverso? Como comprar um terreno virtual? É um investimento seguro?  

 Está interessado (a) em saber como isso funciona? Conheça mais sobre o assunto nesse post especial da Arbo sobre o tema!

O que é o metaverso?

O termo metaverso surgiu na década de 1980 na literatura ciberpunk. A ideia surge como a possibilidade de entrar em uma realidade paralela, e vivenciar experiências virtuais muito próximas do real. O conceito se tornou popular no mundo dos games, com jogos cada vez mais realísticos que simulam cenários e experiências reais, mas até então se limitava ao mundo dos jogos.

No começo do século XXI, algumas tentativas de popularizar o metaverso surgiram com o jogo Second Life, uma espécie de realidade virtual em que os usuários podiam criar avatares e interagir com outros visitantes, além de consumir produtos e serviços virtuais. 

Algumas grandes empresas investiram pesado para entrar no jogo, como a BMW, Mercedes-Benz e Adidas, apostando em sua popularização. Mas o Second Life esbarrou em problemas técnicos, como a necessidade de computadores com alta capacidade de processamento e a baixa velocidade da internet na época, e acabou sendo extinto.

Atualmente, a velocidade da internet na maior parte dos países já é suficiente para que os usuários possam fazer parte do metaverso, e os equipamentos como notebooks e smartphones já tem capacidade de navegação neste ambiente sem problemas. O próximo passo para a popularização definitiva do metaverso é a produção de equipamentos como óculos de realidade virtual a preços acessíveis, o que, segundo especialistas, não deve demorar para acontecer.

Universos virtuais 

No metaverso, empresas como a Descentraland, por exemplo, criam verdadeiros universos virtuais, nos quais pessoas reais podem interagir por meio de avatares, e realizar diversos tipos de atividades, como visitar amigos, ir a eventos, museus e até assistir a shows virtuais. 

A proposta é que  a plataforma funcione como uma espécie de mídia social virtual, porém, com um grau de imersão muito maior que as redes sociais atuais. Além disso, atividades profissionais, como reuniões à distância, também podem migrar para lá , já que pessoas de locais totalmente diferentes poderiam se encontrar virtualmente de maneira muito realista.

Ganhos financeiros

As possibilidades de ganhos financeiros no metaverso são variadas, com a comercialização dos chamados NFT (non-fungible token – ou token não-fungível). De forma simplificada, os NFTs são códigos de computador que garantem que um arquivo seja exclusivo, tem propriedades únicas e não existe outro igual a ele. 

Quando você compra um bem virtual, recebe um código NFT que garante que não existe no multiverso nenhum outro produto exatamente igual ao seu. Isso vale para roupas, obras de arte e até itens mais inusitados, como memes e tweets. Em fevereiro de 2021, um meme chamado Nyan cat, que fez sucesso há cerca de dez anos, foi vendido por 590 mil  dólares. Neste universo virtual, um dos negócios que mais tem crescido é a venda de terrenos virtuais.

O que é um terreno virtual?

Assim como outros bens virtuais, um terreno disponível no metaverso possui um NFT. Isso significa que, ao comprá-lo, você recebe um código ou chave de autenticidade que garante que realmente possui esse imóvel no metaverso, e que ele é único e exclusivo. O NFT funcionaria como uma espécie de “escritura virtual”, garantindo que o imóvel pertence ao comprador.

Como todos os ativos disponíveis no metaverso, os terrenos virtuais estão bastante ligados aos jogos e entretenimento. Plataformas disponibilizam a possibilidade de que os jogadores entrem no metaverso e interajam entre si, visitando pontos turísticos, fazendo passeios e claro, consumindo bens e serviços. Ao investir em um  terrenos virtuais, você pode construir uma bela casa, com uma decoração diferenciada e alugá-la para eventos virtuais, como festas e shows.  

É possível também alugar o local para empresas que queiram divulgar suas marcas, como um outdoor virtual. Eles podem também ser utilizados como garantia para empréstimos no metaverso, e a negociação é feita em criptomoedas. O comprador pode ainda adquirir o terreno, e após a sua valorização, revendê-lo por preços bem maiores, assim como ocorre fora do metaverso.

Onde comprar?

Os terrenos virtuais podem ser comprados em plataformas no metaverso. As principais empresas são a The Sandbox, Decentraland, CryptoVoxels e Somnium Space, todas ligadas ao ramo dos jogos e entretenimento.  Apesar de virtuais, a quantidade de terrenos disponíveis é limitada. A ideia é criar um conceito de escassez, para que haja a valorização desses terrenos, um conceito bastante parecido com o que ocorre na venda de terrenos no  “mundo real”.

Pode parecer estranho comprar terrenos virtuais,   mas esse mercado já lucra milhões ao ano. Segundo dados do site DappRadar, somente em dezembro de 2021 foram movimentados cerca de 100 milhões de dólares na comercialização de terrenos virtuais no metaverso. Os especialistas afirmam que esse tipo de bem já é considerado uma categoria de commodities. 

Quanto custa um terreno virtual?

Os valores para compra de um terreno virtual são bem  variáveis. O principal critério para o preço é a localização. Quanto mais perto dos locais onde os frequentadores do metaverso costumam se reunir, ou onde acontecem eventos virtuais, mais caro ele se torna.

Além do Facebook e Microsoft, outras grandes marcas como Samsung, Adidas e até artistas, como o rapper Snoopy Dogg, já começaram a investir em terrenos virtuais e parcerias com plataformas criadoras no metaverso. No final de 2021, a Descentraland anunciou a venda de um terreno virtual por 23 milhões de dólares. Já a The Sandbox negociou a venda de um navio por 4 milhões.

Para quem deseja começar a investir , é possível comprar uma área de 16 metros quadrados na plataforma Descentraland, uma das mais populares do metaverso, por 11,1 mil dólares (cerca de 58 mil reais). Já na empresa The Sandbox, com esse mesmo valor você pode adquirir uma propriedade virtual de 96 metros quadrados. O mercado dos terrenos virtuais atualmente está bastante aquecido, o que pode  aumentar os preços em um futuro próximo. Segundo a revista Fortune, em março de 2021 era possível comprá-los por cerca de mil dólares. 

Como comprar um terreno virtual?

Para comprá-lo   o primeiro passo é adquirir um wallet, uma espécie de carteira em que   você armazena os valores (em criptomoedas) que serão usados  para fazer suas compras. Uma  das  mais conhecidas é a Metamask, mas existem várias outras. 

Para ter acesso a uma carteira, é necessário baixar o app da empresa, e depois adquirir os valores que desejar para futuras compras. Para a compra das criptomoedas, é preciso recorrer a uma corretora especializada, como o Mercado Bitcoin, por exemplo, que fará a troca do dinheiro “real”, para o valor correspondente em criptomoedas. 

Após a compra das criptomoedas, o próximo passo é acessar as plataformas disponíveis no metaverso e escolher seu terreno. É necessário fazer um cadastro, geralmente apenas com seu nome e um endereço de e-mail válido, e vincular sua carteira à plataforma. 

Depois  da negociação, você recebe o NFT correspondente  à sua compra, que fica armazenado em sua carteira. A partir daí, é possível construir uma casa no local e equipá-la com móveis, decorações e obras de arte. O processo para compra será sempre o mesmo, por meio de criptomoedas armazenadas na carteira.

É seguro investir em um terreno virtual?

Apesar de parecer bastante promissor, o investimento em bens virtuais ainda é um campo relativamente novo, e a opinião dos especialistas ainda se divide. 

As principais vantagens deste tipo de investimento são a valorização e a escassez. Caso a plataforma escolhida continue fazendo sucesso e se consolide, os terrenos tendem a ter uma valorização muito grande. Além disso, os espaços são limitados, o que faz com que o comprador realmente possua um imóvel exclusivo. 

Os riscos envolvem a possibilidade desta plataforma não “vingar”, o que pode desvalorizá-los rapidamente. Mas os especialistas concordam que o metaverso não é uma moda passageira, e é possível  se popularizar como uma tecnologia acessível para os próximos anos. 

Na dúvida, vale a regra de investir em valores que não comprometam seu patrimônio, em caso de prejuízo, e, por enquanto, não considerar a compra de terrenos virtuais como única opção de investimento. 

Este conteúdo foi útil? Não deixe de conferir outros posts do mundo imobiliário aqui no nosso blog da Arbo!

Receba nossos novos conteúdos por e-mail!


Cadastre-se na newsletter semanal do Blog da Arbo, com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

balneário-camboriú

Bairros em Balneário Camboriú para investir

Saiba mais sobre bairros para investir em Balneário Camboriú e descubra se este tipo de investimento é rentável. A cidade que já recebeu o título de Miami brasileira é o sonho de muitas pessoas que querem sair da rotina. Balneário Camboriú é famosa nacionalmente como um excelente destino turístico, mas a cidade também é ótima […]

como fazer plano de carreira corretor de imóveis

Corretor de imóveis: como fazer plano de carreira

Se você sonha em ser um corretor de imóveis, deve aprender como fazer plano de carreira. Nesse texto você confere o passo a passo para iniciar na profissão da forma correta Os corretores de imóveis são profissionais essenciais para a economia brasileira. Atualmente, com o mercado imobiliário em ascensão, muitos indivíduos pensam em iniciar na […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *