8 de novembro de 2021

Bioconstrução: veja como ter uma casa ecológica

bioconstrução

Quer saber mais sobre as técnicas de bioconstrução para se ter uma casa ecológica? Então acesse esse artigo!

Todo mundo sabe que construir uma casa não é fácil e que custa muito dinheiro, não é mesmo? Mas, existem alternativas para você ter um lugar para chamar de seu e morar com economia, estilo e em equilíbrio com o meio-ambiente: as casas ecológicas, que são construídas com técnicas de bioconstrução. 

Gostou da ideia, mas não sabe o que é e nem como funciona um processo de bioconstrução? Você está no lugar certo: veja agora as principais informações sobre moradas ecológicas e também dicas de como você pode usar essa incrível técnica para realizar o sonho da sua casa própria! 

O que é bioconstrução?

É uma técnica simples e que pode ser chamada também de morada ecológica. Em geral, a bioconstrução é a aplicação de diferentes técnicas com o objetivo de construir uma casa ou um cômodo qualquer com o uso de materiais de baixo impacto ambiental em todas as etapas do projeto: não apenas para levantar paredes, instalar portas e janelas, mas também para criar sistemas de tratamento de sujeiras e para a rede de água e energia.

Se veio na sua cabeça imagens de casas frágeis, sem segurança e rústicas, é melhor você rever essa ideia: há projetos lindos de casas ecológicas que funcionam com perfeição, como uma casa tradicional! 

Veja aqui como adaptar seu imóvel para ter mais sustentabilidade em seu dia a dia.

Quais são as principais técnicas de bioconstrução?

Entre os materiais e as técnicas mais conhecidas e que são empregados na bioconstrução estão: 

  • Superadobe: um método para construir grandes blocos que servem de base para levantar paredes e muros, e são feitos com terra, saco de ráfia e arame farpado. 
  • Adobe: são também blocos que substituem o concreto, produzidos com argila, areia e palha; e a taipa de pilão, com o uso de terra, madeira e prego. 
  • Solo-cimento: é outra técnica importante da bioconstrução, nela você deve usar argila, cimento e água. Além do ferrocimento: feito com uma malha de vergalhões finos, malha de tela de galinheiro, fio de arame recozido, cimento, areia e água. 
bioconstrução

Ufa! Viu só como são muitas as opções para você começar a pensar na construção da sua casa? Veja dicas de como manter uma decoração sustentável em sua casa.

As vantagens da bioconstrução

Quando alguém escuta a palavra bioconstrução, a primeira coisa que costuma vir à cabeça é que ela traz benefícios apenas para o meio-ambiente, né? Sim, mas não é só isso, tem muito mais!

As casas ecológicas feitas com técnicas de bioconstrução levam um estilo de vida sustentável e econômico. Isso porque este tipo de casa tem formas inteligentes para a produção de energia própria, tratamento de esgoto e reciclagem do lixo. 

Tudo isso ainda pode vir junto com o cultivo de alimentos orgânicos. Já pensou em ter frutas, verduras, hortaliças e ervas aromáticas tão perto e bem fresquinhas, sem veneno e ainda por cima produzidas por você? Um sonho né!?

Mas, calma que ainda tem o principal: as casas de bioconstrução são, sem dúvidas, mais baratas na comparação com imóveis de alvenaria e de madeira. E esse é um benefício e tanto, concorda?

Além disso, todas as moradas ecológicas são feitas com a diminuição da produção de resíduos, menos consumo de energia, além da troca de conhecimentos entre os participantes, já que todo o processo acontece de maneira coletiva. Ou seja, quem participa de um projeto de bioconstrução pode ganhar novos conhecimentos para aplicar e fazer novas casas. Muito incrível, não é mesmo? 

Veja este vídeo do canal Bioconstrução Guaraciaba, dosponível no YouTube, para entender como é o resultado de um projeto de bioconstrução:

Quais são as etapas do projeto?

Um projeto básico de moradia ecológica tem três grandes etapas: o estudo do que pode ser aproveitado no local; o tratamento de resíduos; e o conforto térmico e proteção contra a chuva.

Na primeira fase é importante entender quais são os recursos que a região oferece e como eles podem ser usados no projeto. Também é preciso levar em conta o clima, o tipo de solo e a localização do terreno. Alguns dos materiais que servem para a bioconstrução, por exemplo,  são: madeira, bambu, ou barro. Nesta etapa, vale a pena pedir a ajuda de profissionais para definir a melhor técnica para o lugar.

E você tem ideia do que são resíduos? Para a segunda fase do projeto, é importante você saber! Eles são os restos de comida, lixo seco (plástico, papéis, latas), água suja, sobras da obra, além da urina e fezes dos moradores. O ideal em um projeto de bioconstrução é que esses materiais sejam reaproveitados para gerar novos recursos para os moradores.

Banheiros secos, por exemplo, são formas inteligentes e sustentáveis de aproveitar resíduos. Nesse processo, as fezes viram adubo, que podem ir para uma horta, por exemplo.

Já a água da pia, do chuveiro ou de cisternas (grandes recipientes ou caixas d’água para guardar água da chuva) servem para limpeza e para regar plantas também. Essa é uma opção válida para áreas em que não existe saneamento básico adequado.

Na terceira etapa, é fundamental estudar o melhor tipo de telhado para evitar a infiltração da água da chuva. A dica aqui é construir casas com telhados bem inclinados e calhas grandes para facilitar o escoamento da água. 

Já em lugares com calor intenso, um telhado verde vai ajudar a deixar a temperatura de dentro de casa mais agradável. Aliás, a vegetação, tanto dentro como fora de casa, faz muita diferença: árvores e plantas ao redor e no interior da casa trazem mais umidade e seguram o calor, deixando o espaço mais fresco. Além de deixar  o clima mais gostoso, essa técnica ainda por cima torna a sua casa ainda mais bonita!

Outra ideia é criar uma boa ventilação com janelas e aberturas para uma boa  circulação de ar do local.

Quanto custa uma casa de bioconstrução?

Por ser uma alternativa barata, a bioconstrução é acessível ao bolso. Mas a economia aqui depende de diferentes pontos, como a quantidade e a qualidade de matérias-primas disponíveis, e também do número de pessoas que você vai trazer para trabalhar no dia a dia da obra. 

De toda forma, uma coisa é certa: o custo dos materiais em comparação com as construções tradicionais pode ser reduzido de 30% a 90%. É bastante economia, não é verdade? Então se você conseguir montar um time para te ajudar na construção e tem acesso a bons recursos, a bioconstrução é uma ideia que, no mínimo, vale a pena ser avaliada por conta dos seus muitos benefícios.

A bioconstrução como arquitetura social

Quem tem acesso a essas técnicas inovadoras consegue criar moradias completas com conforto e segurança. E é possível fazer isso de forma independente. Por isso, não custa lembrar: você vai precisar de gente para trabalhar na construção. Esse é um dos pontos importantes para o sucesso do seu projeto. 

Use a sua criatividade nesta tarefa: imagine um vizinho que pode te ajudar a construir a sua casa e depois vocês fazem a dele? Além disso, pessoas que podem participar só de algumas etapas da bioconstrução, como reformas ou a fabricação de tijolos – também são muito bem vindas! E claro: leve seus amigos e familiares para te apoiar, combinado? Essa é uma das ideias mais importantes da bioconstrução. 

Leia mais sobre arquitetura sustentável aqui!

No fim das contas, é isso que vai reduzir os custos com a mão de obra!  Aliás, você sabia que esse processo em que muitas pessoas participam da construção de imóveis pode ser chamado de arquitetura social? É quando esse tipo de conhecimento é colocado em prática para a fabricação de novas moradias.

Acesse o site da Arbo para encontrar o imóvel perfeito mais próximo de você!

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

decoração campestre

Decoração campestre: saiba tudo sobre esse estilo

Quer levar um visual com todo o frescor da natureza para sua casa? Veja aqui algumas dicas para aplicar a decoração campestre!  A pureza e a leveza do campo podem estar presentes em qualquer lugar. Com a decoração campestre, você transporta ao menos um pouquinho do clima fresco das fazendas para o seu lar. Esse […]

Tecidos de sofá: conheça os principais

Quer renovar a decoração das salas e não sabe por onde começar? Os tecidos de sofá são importantes componentes e, por isso, você deve saber como escolher o melhor. Confira! A decoração das salas é um ponto importante para a estética de todo o imóvel. Isso porque esses cômodos são os principais locais de convivência […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *