13 de junho de 2024

Gen Z está chegando com tudo ao mercado imobiliário

Arbo 360 giro de notícias mercado imobiliário

Chegou a newsletter que te deixa por dentro do mercado imobiliário! Veja qual é a real intenção de compra da “Gen Z”.

Nesta edição, trouxemos dados do Relatório Anual de Riqueza que mostra que, nos próximos 20 anos, os millennials devem se tornar a geração mais rica da história. Com base nessas informações, compartilhamos a intenção de compra dessa geração e da geração Z nos próximos dois anos.

Também mostramos que o MCMV foi apontado pelos empresários do setor como motivador para os bons resultados do imobiliário no último ano e que a venda de imóveis cresceu mais de 30% no período.

Além disso, revelamos que o número de distratos de imóveis na planta está crescendo e que uma tendência global já está chegando ao Brasil.

Boa leitura!

Gen Z está chegando com tudo ao mercado imobiliário

Millennials devem herdar US$ 90 trilhões

Os millennials são a geração dos nascidos entre 1981 e 1995 e vivem a busca constante por sonhos tradicionais – como a aquisição de uma casa própria, emprego estável e custo de vida acessível. E eles estão prestes a herdar cerca de US$ 90 trilhões em ativos nos próximos 20 anos, tornando-se a geração mais rica da história.

Segundo o Relatório Anual de Riqueza, elaborado pela consultoria imobiliária global Knight Frank, até 2044, os baby boomers, nascidos entre 1946 e 1960, deverão transferir essa riqueza para os millennials.

Para as imobiliárias, o desafio é atender a esse público, que, embora deseje a casa própria, também se preocupa com questões contemporâneas, como as mudanças climáticas, o que certamente influenciará suas escolhas de investimento no futuro.

🏠Enquanto isso, no Brasil…

Aqui no Brasil, 33% dessa geração pretende comprar um imóvel nos próximos 24 meses, de acordo com a pesquisa Tendências do Comportamento do Consumidor divulgada neste mês. 

Entre eles, 12% preferem casas em condomínio, 42% preferem apartamentos e a mesma porcentagem opta por casas em ruas convencionais.

A motivação principal para a compra do imóvel é sair do aluguel ou da casa dos pais, conforme indicado por 59% dos entrevistados, enquanto 26% estão mais interessados em upgrades, como moradias com mais benefícios e construções mais novas.

🙋‍♀️Geração Z está chegando com tudo ao mercado imobiliário

A Geração Z, composta pelos nascidos entre 1996 e 2010, normalmente é mais conhecida por ser formada por nativos digitais com desapego material. Porém, segundo a mesma pesquisa, a verdade é que eles também compartilham o sonho da casa própria.

46% da Geração Z planeja comprar um imóvel em breve, principalmente para deixar de pagar aluguel, sair da casa dos pais ou casar.

Quanto ao tipo de imóvel desejado, 38% preferem apartamentos, enquanto 46% têm a intenção de comprar casas de rua.

🔎As prioridades da Geração Z

A sustentabilidade e a tecnologia emergem como prioridades para a Geração Z. Iniciativas como a preservação de áreas verdes, a coleta seletiva de lixo e a economia de água ganham destaque, juntamente com a integração de soluções inteligentes, como a automação residencial e a conectividade de alta velocidade.

Imóveis compactos e funcionais, localizados em áreas bem servidas por transporte público, comércio e serviços essenciais, são atributos valorizados por essa geração.

Gen Z está chegando com tudo ao mercado imobiliário

Indicador de Confiança mostra que MCMV impulsionou o mercado em 2023

O Minha Casa Minha Vida (MCMV) se destacou como o principal impulsionador do mercado imobiliário brasileiro durante o último trimestre de 2023, conforme apontado pelo Indicador de Confiança do Setor Imobiliário Residencial, realizado pela ABRAINC em parceria com a Deloitte.

De acordo com o indicador, os empresários atribuíram ao programa o desempenho positivo registrado no final do ano anterior. Em uma escala de 0 a 3, a média de participação do programa na procura por imóveis foi de 2,22. No que diz respeito às vendas de imóveis, essa média aumentou para 2,57.

📈Resultados do MCMV confirmam confiança dos empresários no programa

Os números do MCMV ao longo de 2023 reforçam a percepção apontada pelos empresários.  De acordo com dados do indicador ABRAINC-FIPE, o programa do governo demonstrou um desempenho satisfatório ao longo dos doze meses.

O volume de unidades comercializadas cresceu 42,2% e o valor total de vendas aumentou 55,1%. Além disso, o segmento registrou um acréscimo de 39,3% no valor de venda dos lançamentos.

🤑Venda de novos imóveis cresceu 32,6%

Os resultados do MCMV, quando combinados com o segmento de Médio e Alto Padrão (MAP), proporcionaram um resultado satisfatório para o mercado imobiliário em 2023.

De acordo com a ABRAINC, o mercado teve um crescimento de 32,6% nas vendas de novos imóveis em comparação com o mesmo período do ano anterior. 

O MAP registrou aumento de 14% no volume de unidades comercializadas e de 18,9% no valor das vendas. 

Gen Z está chegando com tudo ao mercado imobiliário

Alta dos preços em Brasília movimenta cidades vizinhas

Brasília é a sexta capital brasileira com os imóveis mais caros. Os números, apontados pelo Índice FipeZap de fevereiro, têm movimentado também o mercado imobiliário da região.

Na capital federal, a maior parte dos terrenos destinados à construção pertence ao Governo do Distrito Federal e requer liberação para receber novas construções. Assim, à medida que os projetos são implementados, as áreas disponíveis para incorporação vão diminuindo.

Como resultado, a oferta não acompanha a demanda e acaba puxando os preços para cima.

Com a alta dos preços em Brasília, que chegou a R$ 9.028/m² em fevereiro, o mercado imobiliário das cidades vizinhas ficou aquecido, já que os preços são mais acessíveis. 

Segundo apuração do Correio Braziliense, o preço do metro quadrado para imóveis de médio e alto padrão em municípios como Luziânia e Valparaíso de Goiás está em R$ 6 mil, enquanto na Cidade Ocidental essa cifra pode ser até 20% menor.

Amazonas cresce 18% em VGV

O mercado imobiliário do Amazonas apresentou um crescimento expressivo em 2023, conforme revela a pesquisa “Indicadores Imobiliários do Amazonas”, realizada pela Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Amazonas (Ademi-AM). 

O destaque do ano foi o quarto trimestre de 2023, que registrou um valor de R$ 450 milhões em vendas. Com esse desempenho, o mercado imobiliário do estado acumulou ao longo de 2023 um montante de R$ 1,9 bilhão em vendas de imóveis novos, o que representa um aumento de mais de 18% em relação ao ano anterior.

Em relação aos produtos imobiliários vendidos, a pesquisa destaca que 40% foram classificados como produtos econômicos, enquadrados no programa do Governo Federal Minha Casa Minha Vida, enquanto os outros 60% foram de produtos convencionais.

Gen Z está chegando com tudo ao mercado imobiliário

Juros altos estão aumentando o número de distratos de imóveis na planta

Quem trabalha com imóveis na planta precisa ficar de olho no aumento no número de distratos.

Dados recentes da ABRAINC apontam que o volume de distratos subiu de 12,7%, no trimestre encerrado em agosto, para 15,2%, entre setembro e novembro do ano passado. 

A alta nos distratos reflete a dificuldade enfrentada por muitos compradores que assinaram contratos durante períodos de taxas de juros mais baixas, como em 2020, quando a Selic estava em 2%, e 2021, antes do início da trajetória de aumento das taxas. 

Agora, com o aumento das taxas de juros ocorridos no acumulado dos últimos anos, os financiamentos imobiliários se tornaram mais onerosos, dificultando o acesso ao crédito para os compradores.

É importante ressaltar que, em 2020, as taxas de juros para o crédito imobiliário giravam em torno de 7%. Atualmente, contudo, essas taxas já estão em cerca de 10% ao ano. Diante desse cenário, muitos compradores que não têm condições de quitar o imóvel estão optando por desistir do negócio.

Transformação de prédios comerciais em residenciais chega ao Brasil

A recente notícia sobre a Espanha convertendo prédios comerciais em residenciais para suprir a demanda por moradias, aliada à discussão desse tema como um dos principais desafios do setor durante o Inman Connect 2024, mostra que essa tendência global está ganhando força também no Brasil.

No Rio de Janeiro, um prédio que antes tinha uso comercial será adaptado para acomodar 98 famílias. Os apartamentos terão uma área média de 29 a 32m² e oferecerão área de lazer com piscina para os moradores. 

O início das vendas de unidades deste projeto está previsto para abril. De acordo com informações da Veja Rio, a expectativa é de que, ao longo do ano, surjam mais projetos desse tipo na cidade maravilhosa.

Gen Z está chegando com tudo ao mercado imobiliário

Você compraria uma casa pela Amazon?

O youtuber Nathan Graham chamou atenção ao comprar uma casa diretamente na Amazon por US$ 20 mil, valor equivalente a cerca de R$ 100 mil.

O imóvel adquirido pelo youtuber é uma casa pré-fabricada, composta por um kit com paredes montáveis. Além da estrutura principal, que possui dimensões de aproximadamente 36m², o influenciador recebeu caixas contendo objetos de decoração, utensílios domésticos e móveis.

Em um vídeo publicado em seu canal, o youtuber mostrou os destaques da casa, como uma cozinha equipada com uma placa de aquecimento, que dispensa a necessidade de um fogão tradicional. Além disso, a sala de estar conta com uma televisão de 80 polegadas, um sofá e beliches. 

Já pensou se essa moda pega?

_________________________________________

Confira as últimas notícias no blog da Arbo e nos siga nas redes sociais para receber conteúdos sobre o dia a dia da imobiliária.

Youtube | Instagram | Facebook | Linkedin 

Até a próxima edição! 

Gen Z está chegando com tudo ao mercado imobiliário

Ellen Ramos Cardoso
Ellen Ramos Cardoso

Ellen é jornalista e traz consigo uma bagagem que combina experiências em agências de comunicação, assessoria e jornais. É responsável pelos conteúdos aqui do blog e da Arbo 360º, com o compromisso de ajudar gestores e imobiliárias a descomplicar suas rotinas e impulsionar os resultados.

Postagens relacionadas

Saída de locatários: como lidar com ações judiciais e acordos complicados

Saída de locatários: como lidar com ações judiciais e acordos complicados

Sem dúvidas que a saída de locatários é desconfortável na maioria das vezes, ainda mais quando há acordos complicados ou ainda pior, ações judiciais! Então, não é segredo para ninguém que as imobiliárias e corretores de imóveis precisam conhecer o máximo possível das cláusulas contratuais ao trabalhar com a locação de imóveis, e  principalmente no […]

marketing de relacionamento

Marketing de relacionamento para imobiliárias: como fazer?

O marketing de relacionamento é o caminho para se destacar da chuva de propagandas padronizadas do mercado imobiliário. Veja como fazer na sua empresa! Com o uso crescente das redes sociais, os consumidores recebem uma avalanche de anúncios sobre os produtos pelos quais se interessam. Falando especificamente sobre o mercado imobiliário, como uma empresa pode […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *