28 de maio de 2022

Fundo de investimento imobiliário: como investir

fundo-de-investimento-imobiliário

O fundo de investimento imobiliário é uma das possibilidades para quem deseja investir. Nesse texto você confere as vantagens desse investimento e, também, como ingressar no setor

O FII (Fundo de Investimento Imobiliário) é uma das principais formas de investir recursos financeiros atualmente. Com essa modalidade, é possível obter lucros por meio da locação de imóveis sem a necessidade de comprá-los de fato.

Atualmente, o investimento em fundos imobiliários é considerado um dos mais simples e baratos e, por isso, atrai muitas pessoas que desejam obter uma renda extra.

Mesmo que esse tipo de investimento seja mais simples do que os demais, é importante estar atento às suas especificidades. Dessa forma, você deve entender o que é fundo de investimento imobiliário, bem como suas vantagens e, é claro, como começar a investir seus recursos.

Dessa forma, o Blog da Arbo preparou esse artigo, no qual você vai conferir:

O que é fundo de investimento imobiliário?

O fundo de financiamento imobiliário pode ser definido, conforme o próprio nome sugere, como um fundo de investimentos que são destinados à aplicação de recursos em empreendimentos imobiliários.

Nesse caso, é possível que você obtenha renda com vários tipos de ativos do segmento sem que haja necessidade de comprar o imóvel e, portanto, de administrá-lo.

Além de atuar com negociações de compra, venda e locação de imóveis, o fundo de investimento imobiliário pode direcionar recursos para títulos do setor, como LHs (Letras Hipotecárias) e CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários).

No caso do fundo, a arrecadação de recursos ocorre por meio de uma sociedade de investidores, que receberão parte dos lucros obtidos com a venda ou com a locação dos imóveis em questão.

A valorização e a desvalorização das cotas do fundo de investimento imobiliário dependem das decisões tomadas pelos investidores. Para que o resultado seja positivo, é importante que o gestor do fundo tome as decisões corretas.

O fundo de investimento imobiliário é indicado para quem deseja investir no mercado imobiliário, mas que não tem recursos para comprar um imóvel físico

Quais são as características do FII?

O fundo de investimento imobiliário possui algumas características específicas, tais como:

  • É um investimento de renda fixa;
  • É definido como um fundo de condomínio fechado, o que significa que as cotas não podem ser acessadas antes do prazo determinado;
  • Na maioria dos casos, não traz uma data prevista para ser finalizado;
  • Os recursos são limitados, exclusivamente, aos ativos do mercado imobiliário. Nesse caso, é possível investir tanto em imóveis residenciais quanto em imóveis comerciais, bem como em casas e apartamentos que ainda estão em fase de construção;
  • Exige baixo investimento inicial;
  • Apresenta rentabilidade menor do que outros tipos de investimento de renda variável.

Quem administra o fundo de investimento imobiliário?

Por ser formado por vários investidores, o fundo imobiliário deve ser administrado por uma empresa especializada. É necessário ressaltar que esta precisa ter suas atividades autorizadas pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Isso significa, portanto, que a empresa responsável por cumprir todas as atividades administrativas de gestão do fundo, que incluem desde a escolha e a compra de bens até a distribuição dos resultados entre os investidores.

Qual é a rentabilidade do FII?

Ao optar pelo fundo de investimento imobiliário, o investidor tem a oportunidade de obter sua rentabilidade de duas formas: com rendimentos periódicos ou com a valorização das cotas.

Na forma de rendimentos periódicos, o investidor recebe os valores de acordo com a proporção da participação no fundo como um todo.

Nesse caso, é preciso considerar que o fundo é composto por imóveis e, por isso, os valores gerados com a venda ou com a locação são repassados aos investidores de acordo com a periodicidade acordada.

Já na forma da valorização de cotas – que é a mais comum –, os lucros são obtidos de acordo com o aumento do patrimônio, ou seja, da carteira de imóveis.

Essas possibilidades fizeram com que o fundo de investimento imobiliário se popularizasse tanto entre investidores experientes quanto entre aqueles que estão no começo da carreira.

O fundo de investimento imobiliário se popularizou no Brasil e no mundo devido às suas vantagens

Quais são as vantagens do FII?

O fundo de investimento imobiliário é indicado, principalmente, para indivíduos que têm interesse no setor, mas que não podem arcar com a compra de um imóvel físico. Diante disso, é necessário destacar algumas das vantagens desse tipo de investimento:

Investimento inicial baixo

Se você optar pela compra de um imóvel físico, vai precisar pagá-lo à vista ou fornecer uma entrada ao banco – ou outra instituição financeira – e, na sequência, pagar as parcelas de um financiamento imobiliário.

Por outro lado, no fundo de investimento imobiliário você não precisa dispor de uma grande quantidade de dinheiro. Nesse caso, é possível investir em imóveis de custo elevado com um investimento baixo.

Isso é possível porque o fundo de investimento imobiliário permite que cada investidor adquira uma cota do imóvel. Na prática, isso significa que cada investidor adquire uma determinada parte da casa ou do apartamento.

É válido ressaltar que, nesses casos, os ganhos gerados pelo fundo de investimento são proporcionais aos valores investidos.

Distribuição dos recursos

Segundo a Legislação brasileira, os fundos de investimento imobiliário precisam repassar, pelo menos, 95% dos lucros apurados – por semestre – aos cotistas.

Mesmo que a indicação para a distribuição dos recursos seja semestral, é comum que, no Brasil, esta seja realizada todos os meses. Essa é uma grande vantagem, já que, assim, é possível obter uma espécie de renda mensal.

É válido apontar que os 5% restantes podem ser utilizados tanto para a manutenção do fundo quanto para a formação de uma reserva de caixa.

Isenção de Imposto de Renda

A legislação brasileira determina, também, que os lucros obtidos com o fundo de investimento imobiliário estão isentos do pagamento do IR (Imposto de Renda).

Mesmo assim, o proprietário do imóvel precisa recolher o valor do tributo em cada parcela do aluguel paga pelo inquilino.

Custos baixos

No Brasil, é possível encontrar diversas corretoras que não cobram as taxas de corretagem referentes ao fundo de investimento imobiliário. Dessa forma, o investidor sequer precisa se preocupar com o pagamento de valores não previstos.

Essa vantagem faz com que o FII seja uma das opções mais atrativas para pessoas físicas que não podem arcar com a aquisição de um imóvel físico em um primeiro momento.

Diversificação da carteira de investimentos

O fundo de investimento imobiliário pode ser formado por diversos ativos. Isso porque a modalidade está dividida em diversos tipos, tais como os fundos de tijolos e os fundos de papel.

No caso dos fundos de tijolos, o administrador responsável gere imóveis físicos, que podem ser tanto residenciais quanto comerciais. Já os fundos de papel envolvem a administração de títulos e de valores relacionados ao mercado.

fundo-de-investimento-imobiliário
Há diversas formas de obter lucro com o fundo de investimento imobiliário

Como investir em fundos imobiliários?

Investir em fundos imobiliários é uma tarefa simples. De maneira geral, você irá precisar ter uma conta em uma corretora de valores e, é claro, recursos financeiros para iniciar o investimento.

Na maioria das corretoras, é possível encontrar fundos com cotas a valores bem acessíveis. No Brasil, por exemplo, existem empresas que oferecem cotas a apenas R$ 90.

Dessa forma, você precisa passar por um passo a passo para começar a investir em fundos imobiliários. Veja abaixo:

Tenha uma conta em uma corretora de valores

A corretora de valores é a empresa responsável por gerir os fundos de investimento imobiliário. Isso se deve, principalmente, ao fato de que as cotas dos FII são negociadas na Bolsa de Valores.

Nessa etapa, é importante que você escolha uma corretora de valores confiável, especialmente porque a empresa será a intermediária entre você e a Bolsa.

Antes de escolher a corretora para começar investir, faça pesquisas on-line e entre seus conhecidos. Verifique sites de reputação e analise os comentários de clientes e de ex-clientes da empresa.

fundo-de-investimento-imobiliário
Antes de escolher um fundo de investimento imobiliário, você deve avaliar suas características

Escolha um FII

Após escolher uma corretora de valores, é chegado o momento de escolher o fundo de investimento imobiliário ideal para suas preferências e para suas necessidades. Nessa etapa, é importante que você considere diversos aspectos além da rentabilidade.

Por isso, antes de escolher um dos fundos, você deve realizar uma análise do histórico deste. Essa verificação irá indicar não somente a possibilidade de lucro com a cota, mas também o nível de segurança.

Apesar de não ser o único fator a ser considerado, a rentabilidade é uma das questões mais importantes. Por isso, você deve avaliá-la antes de escolher um FII.

Nesse caso, é possível verificar a rentabilidade de um fundo de investimento imobiliário por meio de um cálculo simples, que considera os valores recolhidos de aluguel e os valores das cotas.

Na conta, você precisa somar todos os valores do aluguel e dividir o resultado pelos valores das cotas. De acordo com especialistas do mercado financeiro, o resultado final do cálculo deve ser superior aos rendimentos de um investimento de renda fixa para ser considerado vantajoso.

Se você precisa de ajuda para escolher um fundo de investimento imobiliário, assista ao vídeo 7 passos para escolher um fundo imobiliário | A técnica do professor Mira, disponível no canal Me poupe!, no YouTube:

O que você achou do conteúdo?

Os fundos de investimento imobiliário são opções vantajosas, principalmente, em cenários econômicos que comportam baixas taxas de juros. Além disso, é válido ressaltar que, para investir na modalidade, não é preciso dispor de muitos recursos financeiros.

De qualquer forma, fica fácil perceber que o mercado imobiliário pode ser rentável de diversas formas. Seja por meio dos fundos ou da compra direta de imóveis, o cenário se mostra promissor.

Para conferir mais conteúdos do Blog da Arbo, assine nossa newsletter. Assim você receberá novidades em seu e-mail toda semana. Para se cadastrar basta preencher o formulário abaixo.

Receba nossos novos conteúdos por e-mail!


Cadastre-se na newsletter semanal do Blog da Arbo, com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

anunciar no Google

Marketing para imobiliárias: como anunciar no Google

Saber anunciar no Google é fundamental para uma boa estratégia de marketing que envolva a internet. Confira o básico que você deve saber sobre o Google Ads! O marketing online é indispensável para qualquer empresa que queira ter sua marca reconhecida e atrair novos clientes. Em tempos de transformação digital, se faz necessário conhecer as […]

condomínio-residencial

Por que morar em condomínio residencial?

Se você está em dúvida sobre qual tipo de habitação é melhor para você, conheça um pouco mais sobre os condomínios residenciais. Para quem está pensando em se mudar, existe uma dúvida que é muito comum: qual é o mais vantajoso, casa ou apartamento? Não existe bem uma resposta certa para essa pergunta, mas existe […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *