24 de maio de 2022

QUEM FAZ A ARBO: Comunicação e relacionamento

Hoje, vamos apresentar a profissão de Relações Públicas junto de quem faz a Arbo: A Bruna, responsável pelo relacionamento com clientes e a Luana, responsável por conteúdos e redes sociais. As duas vão dividir suas experiências da profissão no ambiente de startup.

Aqui na Arbo, costumamos dizer que não contratamos currículos, contratamos pessoas. A nossa maior virtude é ter um time especialista em diversas áreas do conhecimento. A profissão de cada um por aqui faz diferença e traz uma contribuição singular para a construção da nossa marca, assim como a essência de cada pessoa e sua capacidade de reinventar-se.

E foi assim que aconteceu com as RP’s da Arbo. Elas corresponderam ao perfil que buscávamos e ambas trouxeram a máxima da profissão para suas atividades. Tanto a Luana, que desempenha funções com foco na comunicação e no conteúdo digital, quanto a Bruna, que trabalha diretamente com os clientes, vão nos ajudar a entender:

• O que é a profissão de Relações Públicas;

• Como a atividade de cada uma se relaciona com a profissão;

• RP no ambiente de startups.

Quem são as RPs da Arbo?

Meu nome é Bruna Augusto Sales, tenho 24 anos e sou formada em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas pela Universidade Estadual de Londrina, e sou especialista em Gestão de Negócios com ênfase em Gerenciamento de Projetos.

Eu sempre gostei muito de desafios e da possibilidade de aprender e aplicar diversos conhecimentos. Gosto de entender como as coisas funcionam e pensar em soluções para os problemas. Acredito que por isso me identifiquei tanto com a área de Relações Públicas.

Bruna Augusto Sales, Relações Públicas

Meu nome é Luana Maria Amâncio, também sou formada em Comunicação Social com habilitação em RP pela UEL, e sou especialista em Comunicação e Cultura Política. Eu gosto muito de comunicação, de pessoas e de conhecer e me envolver em coisas novas, buscava uma profissão que me permitisse muitas possibilidades, por isso escolhi Relações Públicas. E estou feliz com o que venho desempenhando como profissional.

Luana Maria Amâncio, Relações Públicas

O que é Relações Públicas?

Relações Públicas é uma área ampla da Comunicação. A profissão é responsável pela gestão de relacionamentos e pela gestão da comunicação de uma organização.

RP trabalha na construção de relacionamentos, de estratégias e no gerenciamento de tudo que precisa ser e é comunicado. A profissão trabalha com a cultura, a comunicação e o relacionamento do dia-a-dia, por isso, é de extrema importância que o profissional seja dinâmico e tenha um pensamento estratégico e de planejamento bem alinhado com o todo.

Entendo que Relações Públicas vai muito além de simplesmente transmitir mensagens. Temos que saber escutar e entender o outro, para saber exatamente a melhor maneira de comunicar o que precisa ser dito.

Luana Maria Amâncio, Relações Públicas

O profissional está apto para diagnosticar o que pode ser melhorado ou o que pode contribuir para cada situação. Toda atividade desempenhada por um RP é voltada para atingir um resultado satisfatório a partir de uma visão integrada.

Bruna, o que você faz na Arbo?

O profissional de RP pode trabalhar em muitas áreas distintas. Quando entrei na Arbo, fazia a parte de atendimento e qualificação de clientes – isso antes da maior parte das automatizações serem feitas pelo time de programação. Depois de um tempo, com a ajuda da tecnologia, pude assumir outros desafios na parte de suporte ao cliente b2b e também de b2c. Hoje me vejo como uma ponte que entende um pouco de cada área e consegue se comunicar com todos os setores da empresa.

Trabalho com relacionamento com os clientes, atendo uma demanda de atendimento e contato com todos os nosso públicos, desde o cliente final (locatário, proprietário ou comprador de imóvel) até os intermediários (gestores de imobiliárias, corretores, donos de incorporadoras).

Leia este artigo para saber como a Arbo funciona.

É necessário adequar o discurso à cada um desses clientes, e traduzir, muitas vezes a mesma informação, para cada um, da melhor maneira possível. A gestão desses relacionamentos é um desafio diário no meu trabalho. E a profissão auxilia a lidar com essas situações.

Alem disso, a possibilidade de tocar projetos me encanta. Desde antes de me formar já sabia que a área de Projetos era uma das minhas paixões. E é uma atividade que eu estou conseguindo exercer na empresa. Um dos projetos que realizamos esse ano, por exemplo, foi o Arborize.

E você, Luana, como é seu dia-a-dia aqui na empresa?

Eu trabalho no setor de Comunicação, Marketing e Design da Arbo, desenvolvo planejamentos, projetos e conteúdos. Consigo colocar em prática muitos aprendizados da profissão e reinventar outros que precisam ser modificados, conforme a necessidade.

A possibilidade de dinâmica e adaptação que a profissão nos permite, na minha opinião, é o ganho mais positivo para a organização e para o meu crescimento pessoal. A comunicação, seja em uma startup ou em uma empresa tradicional, é sempre muito dinâmica e precisa comunicar coisas que estão em curso, por isso, exigem uma integração do profissional com o time e com os novos desafios que a empresa vai assumindo.

Ver também: QUEM FAZ A ARBO: Design muito além do visual

Uma lição muito importante de RP que eu levo para a vida é a importância do planejamento, principalmente para existir um estudo aprofundado e um respiro criativo para pensar em soluções inovadoras, projetos transformadores e novas experiências para nossos clientes, usuários do sistema e nossa equipe.

O que um RP contribui para o ambiente de uma startup?

Compreender o mercado tradicional e se comunicar com ele por meio da tecnologia é bastante desafiador. Por isso, trabalhar como Relações Públicas em um startup é se perguntar diariamente “o que eu posso fazer para melhorar a experiência dentro e fora da empresa através da transformação digital?”

Além das competências técnicas que se aprende na faculdade, o profissional deve ser resiliente e entender o que é sonhar grande. O alinhamento de objetivos e a identificação com os propósitos da organização fazem com que o profissional faça seu trabalho da melhor maneira, sempre se colocando no lugar o outro, seja ele público interno ou externo.


É necessário para o ambiente da startup um profissional dinâmico, que lide bem com os relacionamentos internos da organização, além de ter uma visão inovadora sobre a forma de se comunicar e conhecer à fundo todos os canais de comunicação. Apenas um profissional com essas habilidades consegue enxergar amplamente as relações e comunicações de uma empresa para fazer diagnósticos de forma ética e para construir programas e ações que envolvam e engajem pessoas.

Gostou de conhecer a profissão de RP e uma pouco mais sobre as meninas? Qual a próxima profissão quer ver por aqui?

Acompanhe as nossas redes sociais (IG | Facebook).

Postagens relacionadas

arbo.tech

Ciclo de palestras Arbo.tech recebe Iris Barbosa

Ciclo de palestras da Arbo sobre desenvolvimento profissional e tecnologia tem início com palestra de Iris Barbosa, referência de liderança e em treinamento de times O ciclo de palestras arbo.tech é uma iniciativa da Arbo, startup do mercado imobiliário situada em Londrina, para fomentar o desenvolvimento profissional e o gerenciamento de carreiras em um contexto […]

A Arbo é Scale-up da Endeavor

A Endeavor é a maior organização de apoio a empreendedores de alto impacto do mundo e o Scale-Up Endeavor é o maior programa de aceleração para empresas de alto crescimento do Brasil.⠀Iniciamos agora uma jornada rumo a um topo cada vez maior de possibilidades vitoriosas, transações imobiliárias felizes e revolução do mercado de imóveis!⠀Essa conquista […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *