8 de setembro de 2021

Saiba usar a calculadora de financiamento imobiliário

calculadora-de-financiamento-imobiliario

Se você quer conhecer mais sobre suas possibilidades financeiras, o valor de parcelas de um empréstimo ou prazos de pagamento, fique com a gente para aprender a usar uma calculadora de financiamento imobiliário. 

Na hora de comprar um imóvel, muitas vezes nós precisamos contratar um financiamento imobiliário para dar conta do valor completo. Antes de tomar uma atitude como essa, você pode utilizar uma calculadora de financiamento imobiliário para tirar suas dúvidas e se planejar.

Contudo, você sabe como um calculadora de financiamento imobiliário funciona? A ferramenta utiliza variáveis como a taxa de juros, o valor do imóvel e a quantidade de meses que você vai parcelar o financiamento. Neste artigo nós iremos explicar o que são financiamentos imobiliários e qual o melhor momento para você utilizar uma calculadora desse tipo. Fique com a gente!

O que é uma calculadora de financiamento imobiliário

calculadora-de-financiamento-imobiliario

Basicamente, uma calculadora de financiamento imobiliário é uma ferramenta utilizada para calcular parcelas, prazos e valores de um financiamento com o intuito de comprar ou de tomar outras ações relacionadas ao mercado imobiliário.

A utilização dessa ferramenta é essencial para um planejamento prévio, pois, a partir dela, o comprador pode ter noção de sua condição financeira, além de quanto dinheiro ele teria que desembolsar para conseguir pagar as prestações, e por fim, quais os prazos de todas as mensalidades. 

Na internet você pode encontrar ferramentas gratuitas para fazer o cálculo de financiamento imobiliário e é por isso que você deve utilizá-las. Para isso, você irá preencher uma série de informações para simular o financiamento e saberá se pode ou não arcar com a compra de um imóve. 

Como funciona um financiamento imobiliário?

Antes de darmos detalhes de como escolher e utilizar a calculadora de financiamento imobiliário, você deve entender como funciona o processo de financiamento. 

Antes de tudo, saiba que essa operação depende de taxas de bancos e de outros fatores e, por isso, você deve fazer uma pesquisa das taxas de cada instituição bancária que você deseja utilizar. 

O financiamento acontece quando um comprador não tem dinheiro para pagar o valor integral de um imóvel. Assim, ele utiliza um financiamento, que é basicamente um empréstimo concedido por uma instituição financeira, que parcela o valor do imóvel em uma determinada quantidade de tempo e em valores que caibam em seu orçamento mensal. 

O mais comum é que o valor a ser parcelado seja um pedaço do valor total a pagar pelo imóvel, pelo fato de que muitos compradores já disponibilizam uma quantia de dinheiro no início do processo, que é a chamada “entrada”. 

Assim, se na compra de um imóvel de R$300 mil o comprador dá uma entrada de R$150 mil, os outros R$150 mil são parcelados em uma quantidade de meses combinada previamente. 

Assim, o comprador quita uma parte do imóvel, com o valor do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) ou com recursos próprios, e tem seu nome atribuído ao mesmo, sendo possível realizar uma transação de venda apenas quando o valor integral do financiamento estiver quitado. 

Antes de iniciar o processo de financiamento, a instituição financeira vai analisar a situação financeira do comprador para avaliar se ele tem ou não condições de utilizar o crédito disponibilizado. Depois, é feita uma análise técnica do imóvel que o comprador quer adquirir. Por fim, o contrato é elaborado, registrado e entregue ao banco.

Lembre-se de que a utilização de crédito é acompanhada de juros mensais. Por isso, você deve se planejar previamente e utilizar a calculadora de financiamento imobiliário.

calculadora-de-financiamento-imobiliario

Vantagens e desvantagens do financiamento

A grande questão do financiamento é a possibilidade de um comprador poder parcelar o valor de um imóvel, assim, não precisa ter que comprá-lo à vista, o que seria muito mais difícil. Isso faz com que ele possa sair do aluguel e ter um patrimônio em seu nome. 

Essa escolha permite que o comprador possa destinar apenas uma parcela de seu orçamento ao pagamento do financiamento e, assim, não compromete seu estilo de vida. Ainda, o financiamento pode ser considerado um investimento, já que o imóvel pode ser alugado, podendo até abater as parcelas. 

A principal desvantagem de financiar um imóvel é justamente o comprometimento com despesas que durarão muito tempo, dependendo do período escolhido para financiar. Desse modo, por se tratar de um período muito extenso, vários contratempos podem aparecer. 

Entretanto, a questão é justamente você pagar parcelas como se fossem um aluguel, só que com a certeza de que, a longo prazo, o imóvel será seu, diferentemente de quando você apenas paga o aluguel. 

Os financiamentos imobiliários são divididos em SFH (Sistema Financeiro de Habitação), SFI (Sistema Financeiro Imobiliário) e Casa Verde e Amarela, o substituto do programa Minha Casa Minha Vida. 

Sistema Financeiro de Habitação

Esse tipo de financiamento imobiliário disponibiliza recursos para compra, para reforma e construção de imóveis. É a modalidade mais comum entre os brasileiros. 

Para utilizá-lo, o valor do financiamento deve corresponder a até 80% do valor do imóvel, sendo que este deve valer no máximo R$ 1,5 milhão. Ainda, o comprador deve comprovar que as  parcelas mensais não ultrapassam 30% de sua renda bruta. 

O comprador ainda pode pagar o empréstimo imobiliário com seu FGTS. O Governo Federal é o responsável por limitar a taxa de juros anual dos financiamentos. 

Sistema Financeiro Imobiliário

Esse tipo de financiamento é exclusivo para uma parcela da população que vai negociar imóveis com o valor acima de R$ 1,5 milhão. Ainda, esse empréstimo pode cobrir o valor de até 90% da casa ou apartamento. 

A avaliação de crédito nessa modalidade é menos criteriosa do que em outras e tem a flexibilidade de permitir que as parcelas a serem pagas possam ser maiores. 

Casa Verde e Amarela

O programa Casa Verde e Amarela, lançado no fim de 2020 pelo Governo Federal, substituiu o antigo programa Minha Casa, Minha Vida. O foco é facilitar o acesso à moradia para parte da população brasileira. 

As famílias de baixa renda que queiram participar do programa devem ter renda mensal menor do que R$ 7 mil. 

Pelo programa, elas têm o direito de receber até R$ 140 mil para a compra de um imóvel. Ainda, famílias que querem reformar suas casas podem receber até R$ 23 mil. 

Como utilizar a calculadora de financiamento imobiliário

Os juros são parte importante do processo de financiamento, pois são eles que vão ditar o quanto você irá pagar mensalmente. Assim, é bom saber como fazer o cálculo para se planejar. 

Você pode encontrar diversas calculadoras de financiamento imobiliário na internet em vários sites diferentes. Geralmente, sites de instituições financeiras disponibilizam essa ferramenta,  ou também você pode usar a ferramenta de simulação do Arbo Cred. As informações que você coloca em uma calculadora de financiamento podem variar, mas o mais comum é que você tenha que preencher seus dados e algumas informações específicas, como: 

  • O valor do imóvel que você quer comprar;
  • O valor que você pretende dar de entrada;
  • O prazo do pagamento;
  • Sua renda mensal bruta.

Essas informações podem te ajudar a calcular qual seria o financiamento ideal para você. Uma outra opção é utilizar o próprio Excel para fazer o cálculo. Para isso, basta escrever a fórmula =PGTO(taxa;nper;pv). Traduzindo: em “taxa” você coloca o valor mensal da taxa de juros, em “nper” você coloca a quantidade de parcelas e “pv” o valor do imóvel que você irá comprar. 

Caso você queira dicas de como diminuir o seu financiamento de imóvel, veja esse vídeo do canal Me Poupe!, disponível no YouTube: 

Quais são os tipos de amortização?

A amortização é a prática de pagar as parcelas de um financiamento  de um modo em que o valor final a ser quitado seja menor. Existem diferentes tipos de amortização.

O primeiro sistema de amortização que iremos abordar é o chamado SAC (Sistema de Amortização Constante). Ele basicamente é caracterizado pelo pagamento de uma única parcela de amortização em todas as prestações de financiamento. Isso faz com que a taxa de juros diminua e, consequentemente, o valor total do imóvel também apresente uma queda. 

Outra forma de amortização é a Tabela Price, que se caracteriza pelo pagamento de parcelas fixas todos os meses. Dessa forma, a taxa de juros fica mais baixa enquanto a de amortização fica mais alta. 

Ainda, existe o Sacre (Sistema de Amortização Crescente), que é o sistema de amortização mais utilizado pelos brasileiros. Nesse sistema, o valor das parcelas aumenta até atingir o montante máximo e, então, ela decresce até que o pagamento total da dívida seja quitado. Esse sistema apresenta características similares ao sistema da Tabela Price e ao SAC.  

fechamento-de-negocio

E aí, aprendeu a utilizar uma calculadora de financiamento imobiliário?

Agora que você já sabe como utilizar a calculadora de financiamento imobiliário, deixe nos comentários o que você achou desse conteúdo. Fique à vontade para deixar sugestões ou críticas construtivas.

Se você quiser saber sobre esse tipo de conteúdo, acesse o Blog da Arbo. Aqui você encontra diversos conteúdos sobre o mercado imobiliário e sobre as calculadoras de financiamento. Acesse o artigo simulador de financiamento de imóveis: saiba como o cálculo é feito ou, ainda, simulador de financiamento: saiba como seu potencial de compra é calculado.

Você também pode entrar na Central de Ajuda da Arbo e conferir diversas informações sobre questões cotidianas, sobretudo aquelas relacionadas ao processo de locação e de compra de imóveis. Você pode acessar perguntas como: Preciso passar pela análise de crédito mesmo tendo feito minha proposta ao imóvel? e, também, Quais os requisitos para alugar e comprar um imóvel na Arbo?

E se você estiver na busca do imóvel dos seus sonhos, não deixe de acessar o Site da Arbo, nossa plataforma exclusiva para a locação e para a venda de imóveis. Você pode pesquisar os melhores imóveis perto de você por meio de filtros personalizados e de mapas de precisão. Acesse!

Postagens relacionadas

Decoração escandinava: saiba tudo

Está pensando em renovar os cômodos de sua casa e quer conhecer a decoração escandinava? Veja detalhes do estilo e se inspire com algumas imagens Renovar a atmosfera de ambientes é uma ótima alternativa para quem está em busca de uma mudança em casa – ou no apartamento, é claro. No entanto, antes de comprar […]

decoração de interiores

Decoração de interiores: como fazer na sua casa?

Quer caprichar no visual da sua casa e ainda melhorar a maneira como os espaços são aproveitados? Veja como a decoração de interiores pode ajudar! A decoração de interiores é capaz de transformar qualquer ambiente de formas surpreendentes. Por meio das técnicas corretas, é possível deixar cada cômodo da sua casa com um visual estiloso […]

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *