12 de maio de 2022

Conheça a história do surgimento do guarda-roupa

guarda-roupa

Como alguém teve a ideia de usar um móvel só para colocar as roupas? E como as pessoas se viravam sem o guarda-roupa? Veja essas e outras curiosidades.

O guarda-roupa é um dos móveis indispensáveis do lar e estamos tão acostumados com ele que fica difícil imaginar como as pessoas viviam antes que ele fosse inventado. Aliás, você já parou para pensar em como as roupas eram armazenadas até o dia em que alguém criou um móvel só para isso?

Este post do Blog da Arbo traz algumas curiosidades sobre o guarda-roupa. Você verá como ele surgiu, quais são os modelos mais usados atualmente e como escolher o melhor para sua casa. Para terminar, ainda trouxemos várias dicas para deixar o seu muito bem organizado. Confira!

Como surgiu o guarda-roupa

Até os séculos IX e X, as pessoas costumavam armazenar suas roupas em baús. Nessa época, começaram a aparecer os primeiros armários verticais que, como indica o próprio nome, eram utilizados para guardar armas. Esses móveis eram sempre feitos de madeira e o tamanho era suficiente para armazenar espingardas de caça. 

Guarda-roupa, por sua vez, era um título dado a pessoas da nobreza que tinham relação próxima com a família real portuguesa e cuidavam de suas roupas. Elas também poderiam ser chamadas de camareiros ou semanários.

O formato dos armários passou a ser usado para móveis chamados de guarda-roupas a partir do século XIX. Eram peças construídas em madeiras como o mogno e o carvalho, com duas portas na parte de cima – que se abriam pelo meio – e gavetas na parte de baixo. 

De lá para cá, o guarda-roupas se tornou uma peça indispensável em qualquer casa e surgiram inúmeros modelos e formatos, como veremos a seguir.

Modelos de guarda-roupa

Hoje é possível encontrar modelos de guarda-roupa que se encaixam perfeitamente a diversos estilos decorativos e necessidades. Veja alguns deles:

Para casal

Os guarda-roupas para casais precisam ser mais amplos. Com muitas divisórias internas, você pode separar e organizar os itens com mais facilidade. Os modelos mais vistos costumam ter seis ou oito portas, gavetas, cabideiros e locais específicos para armazenar calçados.

Para cômodos menores, vale a pena procurar por modelos mais estreitos e mais altos, que ocupam menos espaço horizontal e ocupam toda a parede. 

Para solteiros

Os guarda-roupas para solteiros são modelos compactos. Eles cabem em quartos menores e podem ter duas ou quatro portas, além das gavetas e cabideiros. É recomendável analisar bem a sua necessidade antes de escolher o formato mais adequado.

Para crianças

Para as crianças, o guarda-roupa pode ser ainda mais compacto. Há modelos com duas ou três portas, gavetas, nichos e um cabideiro. Para quartos de crianças muito pequenas, é melhor evitar opções com espelhos, que podem gerar algum risco de acidente. 

Os guarda-roupas montessorianos, mais baixos, também são boas opções para que os pequenos aprendam desde cedo a serem organizados com suas roupas.

Modular

O guarda-roupa modular é formado por várias peças que podem ser dispostas de formas variadas. A maneira como cada módulo é posicionado permite adaptá-lo perfeitamente ao tamanho do seu quarto e organizar a estrutura às necessidades bem específicas. Os módulos podem assumir as seguintes configurações:

  • gavetas;
  • nichos;
  • cabideiros;
  • sapateiras;
  • maleiros;
  • prateleiras;
  • cantos.

Com portas de correr

Os guarda-roupas com portas de correr são os modelos mais procurados da atualidade. Além de serem muito estilosos, eles têm a vantagem de economizar muito espaço. Dessa forma, se encaixam perfeitamente à decoração de casas e apartamentos pequenos. 

Como escolher o melhor modelo

guarda-roupa organizado
Escolher o guarda-roupa certo ajuda a manter seu quarto mais organizado.

A escolha do melhor guarda-roupa deve ser feita considerando vários aspectos. Para começar, faça a medição do seu quarto e considere o tamanho dos outros móveis. Assim você terá uma boa noção sobre a melhor forma de distribuir cada elemento e aproveitar cada centímetro ao máximo. 

As cores precisam combinar com a decoração escolhida para o imóvel. No caso da decoração minimalista, por exemplo, branco e preto funcionam muito bem. 

Considere também a quantidade de itens que você precisa colocar no guarda-roupa. Isso vai ser importante para observar as divisões internas e garantir que o móvel vai comportar todas as suas roupas, sapatos e acessórios. Por falar nisso, que tal aprender algumas dicas de organização em nosso próximo tópico?

Como organizar o guarda-roupa

O primeiro passo para organizar seu guarda-roupa é identificar o que realmente faz sentido manter. Se você tem alguma coisa guardada há tanto tempo que nem se lembrava da existência dela, a chance de voltar a usá-la é bem pequena.

Como cada um de nós vive em um contexto diferente, não há um conjunto de regras rígidas sobre o que deve ser descartado e como organizar o que foi mantido. Contudo, há algumas premissas básicas que você pode usar como guias para construir seu próprio método de organização.

Um lugar para cada coisa

Uma premissa que ajuda muito é compreender que cada objeto deve ter um local de armazenamento específico. Isso vai te ajudar a transformar a organização em um hábito, algo que você faz quase por instinto. Isso funciona muito bem, por exemplo, para aquele tipo de pessoa que nunca sabe onde colocou as chaves do carro.

Mas como o assunto aqui é organizar o guarda-roupa, retire tudo que está guardado nele, analise bem o espaço disponível e comece a imaginar a melhor maneira de posicionar cada peça. Isso nos leva à próxima ideia.

Defina prioridades

acessórios para organizar o guarda-roupa
Utilizar acessórios vai deixar seu guarda-roupa bem mais fácil de arrumar.

Considere a sua rotina diária e, com base nela, identifique os itens que são usados com maior frequência e aqueles que você só usa de vez em quando. Os de uso constante precisam ter acesso facilitado, ficando nas prateleiras mais baixas e posicionados mais à frente. 

Os demais devem ir para as prateleiras altas e mais para o fundo. Isso significa que eles serão os primeiros a voltar para o guarda-roupa.

Junte os pares

Agora, já partindo para os itens de uso frequente, é hora de pensar nas roupas que sempre precisam estar juntas. Poucas coisas são mais irritantes do que perder tempo procurando pares de meias que foram jogados de qualquer jeito nas gavetas, não é? Então, dê um jeito de mantê-los sempre unidos.

O mesmo vale para os conjuntos de colchas, lençóis e fronhas. Dobre e guarde todas juntas. As fronhas e o lençol devem ficar dentro da colcha, como se fosse um pacote. 

Agrupe seguindo um critério

Para facilitar na hora de encontrar peças específicas, você pode organizá-las de acordo com algum critério. Seja por cor, por tipo de tecido, por tamanho, o importante é que a organização deixe as coisas mais fáceis.

Roupas bem dobradas

Na hora de dobrar camisetas, comece deixando-as do lado avesso e estique bem para evitar a formação de vincos. Depois, dobre cada lado para dentro para formar um retângulo e dobre a camiseta ao meio, sempre com a gola virada para você. Para finalizar, dobre novamente ao meio deixando a gola para dentro. Se você fez tudo certo, a peça virou um pequeno retângulo.

No caso de shorts e calças, deite as peças sobre uma superfície, deixando as pernas bem esticadas, Depois, dobre a ponta do cós para cima, alinhando com as pernas. Finalize dobrando as pernas em terços, começando pela barra.

As meias também podem ocupar metade do espaço se forem dobradas do jeito certo. Estique as duas e coloque uma em cima da outra em forma de cruz. Em seguida, dobre cada ponta sobre o centro da cruz para formar um quadrado e esconda as pontas soltas nas aberturas que ficam nas laterais. Pronto, chega de perder as meias na gaveta.

Cobertores e toalhas

Deixar os cobertores e edredons dobrados ocupa espaço demais. Se forem peças feitas de tecidos mais finos, experimente organizá-los como um rolo. Isso vai permitir que eles sejam armazenados em um nicho com facilidade. No caso das peças mais grossas, o melhor jeito é guardá-las dobradas mesmo.

O formato de rolos também é perfeito para as toalhas de banho, que são maiores, para as peças pequenas, como toalhas de rosto, dobrar já é o suficiente.

Use acessórios para organizar o guarda-roupa

Outra maneira de economizar espaço na hora de organizar o guarda-roupa é usar acessórios de organização. Você vai encontrar por aí uma infinidade de peças muito úteis, mas vamos destacar aqui apenas algumas delas:

Etiquetas

No começo, quando ainda estamos adquirindo o hábito de usar lugares fixos para guardar cada objeto, pode ser útil marcar as gavetas e nichos do guarda-roupa com etiquetas. Além de te lembrar sobre o método que você definiu, ainda vai ser uma referência para as outras pessoas da casa também seguirem.  

Cabides e ganchos

Dentro do guarda-roupas, os cabides ajudam a conservar as peças que ficam amassadas com facilidade e ainda facilita a localização de uma roupa específica. Fora dele, se você tem alguma roupa usada com muita frequência, como um casaco, pode ser uma boa ideia colocar ganchos em algum lugar da parede ou até atrás de uma porta.

Organizadores

Caixas organizadoras, colmeias para guardar sapatos, divisórias para ajudar na organização das gavetas. Você vai encontrar esse tipo de acessório em vários formatos, cores e tamanhos, portanto, basta escolher os que cabem no seu guarda-roupa e atendem suas necessidades.

Agora você sabe um pouco sobre a história do guarda e ainda tem um monte de dicas para escolher e organizar o seu. Se você gostou deste conteúdo, cadastre-se na nossa newsletter gratuita e receba nossas novidades toda semana no seu e-mail. É só preencher o formulário abaixo.

Receba nossos novos conteúdos por e-mail!


Cadastre-se na newsletter semanal do Blog da Arbo, com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

decoração romântica

Decoração romântica: saiba tudo!

Elegância e delicadeza até nos mínimos detalhes são características marcantes do estilo romântico. Veja como aplicá-lo na decoração da sua casa. Mais do que deixar um ambiente mais bonito, a decoração tem o papel de estabelecer o clima de cada cômodo. No caso da decoração romântica, tudo é pensado nos mínimos detalhes para criar sensações […]

vasos-decorativos

Vasos decorativos: veja como usar os itens

Quer criar ambientes mais charmosos e aconchegantes usando vasos decorativos, mas não sabe em quais estilos apostar ou onde colocá-los? Chegou a hora de conferir algumas dicas para essas peças indispensáveis Poucos objetos são tão versáteis quanto os vasos decorativos. Eles cabem bem em todos os cômodos da casa, podendo adaptar-se à cozinha, sala de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *