29 de novembro de 2021

Madeira plástica: saiba o que é e como usar

madeira-plástica

Já ouviu falar de madeira plástica? Ela é feita com materiais reciclados e parece bastante com a madeira natural, saiba mais neste post!

Por ser um material leve, barato e fácil de usar, a madeira plástica tem muitos benefícios! Você sabia, por exemplo, que ela pode ser usada em diferentes tipos de projetos, tanto para empresas como casas? 

Uma das formas mais comuns, e que talvez você já tenha até visto, é a madeira plástica em decks. Mas não é só isso: o material também está presente cada vez mais em parques, móveis, fachadas, áreas de lazer, entre outros espaços.

E essa é só uma das muitas vantagens que a madeira plástica oferece! Que tal descobrir quais são todos os seus benefícios?

Veja aqui os detalhes e as características da madeira plástica e saiba como usar o material em diferentes ambientes. 

Como é feita a madeira plástica?

Você já sabe que a madeira plástica é criada a partir de materiais recicláveis, não é mesmo? Para ser produzida, ela passa por um processo industrial com o uso de resíduos de plástico reciclado, além de aditivos químicos e de fibras naturais ou vegetais. Também é possível usar sobras de madeira natural na produção. Isso quer dizer que há fabricantes que colocam essas sobras para conseguir um produto mais sustentável. Legal, né!?

Há ainda a fase de escolha da cor, quando o material passa por processos de tingimento e ganha diversas tonalidades. Mas a produção não acaba aqui: há tipos diferentes de madeira plástica. Vamos conhecer agora quais são?

Os principais tipos de madeira plástica

A diferença entre cada modelo de madeira plástica está ligado ao seu processo de fabricação. Mas, como será que funciona isso? O que diferencia um modelo de outro é a quantidade de material presente em sua composição: há opções feitas 100% com plástico e outras com plástico e madeira natural, além do PVC, outra matéria-prima bastante usada, que é uma massa sintética derivada do plástico. 

Para você não ter dúvidas, veja quais são os três principais tipos de madeira plástica que são encontrados no mercado: a madeira ecológica WPC (Wood Plastic Composite), fabricada com 70% de madeira ou de serragem (raspas e sobras de madeira) e o restante de PVC; a madeira 100% plástica: feita só com material reciclado, no caso, com fibras naturais e plástico; e a madeira sintética de PVC: fabricada só com essa matéria. 

A madeira toda de plástico é resistente porque é produzida com elementos que protegem o material de chuvas, ventos e outros problemas que podem causar danos nas peças. 

Mas qual a diferença entre elas? E qual devo usar na minha casa ou na minha empresa? 

A resposta depende do que você precisa: a diferença está nas cores e na textura de cada peça. Isso porque os modelos de madeira ecológica e sintética também podem apresentar frisos, que são aquelas linhas ou marcas típicas da madeira natural, sabe?

Veja neste vídeo disponível no Canal Madeira Plástica no YouTube, quais são os principais tipos de madeira plástica:

E qual a diferença entre o WPC e a madeira plástica?

Essa é uma dúvida importante quando falamos sobre o tema. A madeira plástica é fabricada a partir de rejeitos da indústria: uma tecnologia que foi criada aqui no Brasil. Já o WPC, que significa Wood Plastic Composite, é fabricado com pó de madeira junto ao plástico. Esta fórmula foi desenvolvida para deixar o plástico mais forte e duro, além de ser resistente contra temperaturas mais altas e calor.  

Os decks de bares, áreas de lazer e piscinas de madeira plástica, por exemplo, são em geral feitos com o WPC. Mas, o WPC é um produto menos sustentável, já que os ingredientes químicos misturados não podem ser usados de novo, ou seja, ele não pode ser reciclado. Por isso, a madeira 100% plástica é mais indicada do ponto de vista da sustentabilidade de um projeto, ok?

madeira-plástica

Quais são os principais benefícios da madeira plástica?

São muitas as vantagens para quem escolhe usar a madeira plástica, seja dentro ou na parte de fora de um imóvel. Para começar, elas são feitas sob medida, evitando sobras, e com isso você pode personalizar todo o seu espaço. Além disso, ela é super resistente à água, sem a necessidade de uso de produtos seladores e vernizes, por isso a madeira plástica também apresenta bastante durabilidade.

E para limpar, vai ser moleza! É só usar produtos comuns que toda casa tem: água e sabão ou detergente neutro. Outra vantagem da madeira plástica é que ela não sofre o ataque de pragas, como cupins e bolor; e não tem perigo de causar acidentes, com farpas ou rachaduras. 

Ah, e você também não corre o risco de ter em sua casa uma madeira extraída de desmatamento! Esse é um benefício e tanto, não só para você mas para o meio-ambiente, concorda?

E na comparação com a madeira natural, a plástica é muito mais fácil de instalar. Isso acontece por conta do material ser mais leve e mais prático de pregar ou colar.

Onde posso usar a madeira plástica?

Existe hoje no mercado uma grande variedade de opções para você usar a madeira plástica, por isso ela pode ser instalada em diferentes locais, tanto dentro como fora de casa. Entre as muitas possibilidades estão, por exemplo, playgrounds com aqueles brinquedos tradicionais, como escorregadores, gangorras e balanço. 

Há também cercas, escadas, pergolados, pisos, muros, divisórias, prateleiras e móveis lindos para jardins, varandas e áreas externas, como bancos, mesas, banquetas e espreguiçadeiras, além de fachadas completas, sejam elas pequenas, grandes ou suspensas. E você também encontra lixeiras ecológicas e equipamentos de ginástica, que ficam muito  bonitos e são super resistentes à ação do tempo.

Todas essas formas de aplicar a madeira plástica mostram como ela pode ser trabalhada em diferentes lugares e sempre deixam o lugar mais atraente, sustentável e elegante. 

E quando não devo usar a madeira plástica?

O emprego de alta tecnologia para a produção da madeira plástica, além de suas vantagens, como a facilidade na aplicação e a durabilidade, tem um preço: elas são mais caras do que a madeira tradicional. Então, se você tem um limite para gastar na sua obra, é importante avaliar se é negócio pra você trabalhar com a madeira plástica.

Outra situação em que você não deve usar esse material é em grandes estruturas, como telhados e coberturas. Isso porque a madeira natural aguenta mais peso e pressão do que a plástica.

Ah, e se você está em busca de um projeto com estilo mais rústico para uma casa de campo, bar, restaurante ou loja, a melhor opção é usar a madeira comum: o efeito rústico não vai funcionar com a madeira plástica, ok? Como as placas de plástico são fabricadas de forma industrial, a aparência não vai ser aquela típica, 100% natural ideal para esses projetos.


E aqui vai uma dica: se você for construir um deck em uma área úmida, que vai molhar com facilidade, como piscinas, não deixe de colocar frisos na madeira plástica, para que a região fique menos escorregadia e assim evitar acidentes.

Afinal, qual material devo usar?

Vale a pena estudar com atenção quais são as características do seu projeto e também qual dos dois tipos de madeira atende melhor às suas necessidades. Na dúvida, não deixe de consultar um especialista, só ele vai saber dizer com segurança o modelo de madeira mais indicado para o que você precisa, combinado?

Continue acessando o Blog da Arbo para ler mais conteúdos interessantes!

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

Espelhos decorativos: saiba como usar na sua casa

Quer renovar os ares de seu imóvel? Os espelhos decorativos podem te auxiliar nessa tarefa de forma prática, fácil e barata. Veja dicas para usá-los em sua decoração Decorar ou redecorar os cômodos de um imóvel pode conferir uma nova atmosfera aos cômodos. Isso mostra que, desde que realizadas da forma correta, as mudanças são […]

arquiteto ou engenheiro civil

Arquiteto ou engenheiro civil: qual contratar?

A construção de um imóvel demanda planejamento e, é claro, bons profissionais. Se você não sabe se deve contratar um arquiteto ou engenheiro civil, continue a leitura e descubra a melhor opção para sua obra Construir ou até mesmo reformar um imóvel não é uma tarefa simples e quem já construiu sabe dos desafios de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *