27 de setembro de 2021

Descubra tudo sobre a rede de gás no condomínio

rede de gás

Você sabe como funciona a rede de gás do seu condomínio? Confira tudo neste texto do Blog da Arbo. 

A grande maioria dos condomínios oferecem aos seus moradores uma rede de gás interna. Essa rede é a responsável não apenas pelo gás de cozinha, o uso mais comum, mas também para aquecedores, chuveiros, sistemas de ar condicionado, lareiras, churrasqueiras, secadoras de roupas e até para algumas geladeiras. 

E justamente por ser tão importante, a rede de gás merece atenção constante dos moradores e responsáveis pelo condomínio. Neste texto do Blog da Arbo você vai saber tudo sobre o assunto. Vantagens, como fazer manutenção e como economizar usando a rede de gás da maneira correta. Confira abaixo. 

Rede de gás no condomínio: como funciona? 

rede de gás

Por questões de segurança dos próprios moradores e colaboradores que atuam no condomínio, na grande maioria dos municípios brasileiros é proibido instalar botijões de gás dentro dos apartamentos. 

Por conta disso, os condomínios brasileiros tiveram que buscar soluções para a questão do gás. E, no geral, duas tiveram mais sucesso. A primeira solução foi instalar botijões de GLP em centrais externas nos edifícios. E a segunda receber o gás natural fundamentado por meio de uma rede de distribuição interna. Nas duas soluções, o gás é levado até os apartamentos através de dutos apropriados para a tarefa.

No caso do GLP, o gás é entregue em botijões de 45 quilos nos prédios. Já o gás natural é entregue pela concessionária pública que realiza o serviço. Nas duas situações, a medição de consumo pode ser coletiva ou individualizada. A maneira de medição deve estar exposta nas regras de cada condomínio. 

Por se tratar de algo que muitas vezes já causou acidentes em residências, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), por meio das Normas Brasileiras (NBRs), estabeleceu alguns  requisitos para as instalações de gás. 

Vale ainda ressaltar que todas as redes de gás em condomínios devem receber o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB), que deve ser renovado a cada três anos. É ele quem atesta as condições de funcionamento do sistema.

Agora que você já sabe das questões mais legais sobre o assunto, vamos te explicar melhor sobre os dois tipos de gás que podem chegar até o seu apartamento. 

Rede de gás no condomínio: quais são os tipos? 

rede de gás

Como já explicamos neste texto, os dois tipos de gás que chegam nos apartamentos brasileiros são: Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) ou o Gás Natural (GN). 

O primeiro tipo é feito, na verdade, por três gases: o propano, o butano e o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP). Todos, como a gasolina e o diesel, são subprodutos derivados do petróleo. Esse tipo de gás é fornecido pelas distribuidoras em botijões ou a granel, com o seu abastecimento feito por caminhões-tanques. 

Já o Gás Natural (GN) é extraído em minas e distribuído por uma rede de dutos conectada aos consumidores. Nos condomínios mais modernos, o gás natural vem ganhando espaço em função de algumas vantagens que ele oferece. 

Sendo a primeira delas, claro, seu fornecimento contínuo, sem depender da substituição de botijões ou do reabastecimento. Além disso, esse tipo de gás é menos agressivo para os equipamentos a gás, aumentando a durabilidade dos mesmos.

Caso você queira saber mais detalhes sobre esse assunto, confira esse vídeo abaixo que explica com detalhes a diferença entre esses dois tipos de gases que chegam até a casa dos brasileiros. 

Quais são as vantagens de ter rede de gás em condomínios? 

rede de gás

Além de tudo que já explicamos sobre segurança e até legislação, existem mais algumas vantagens de contar com rede de gás nos condomínios. E, para você saber quais são elas, descrevemos algumas delas abaixo. Confira. 

Mais praticidade para o dia a dia 

Como já explicamos, o gás natural é fornecido continuamente, ou seja, você não irá correr o perigo de o gás acabar no meio de uma tarefa importante do seu dia a dia. E, mesmo que seja GLP, é muito difícil as administradoras do condomínio deixarem o gás acabar totalmente. 

Segurança

É muito mais seguro do que ter um botijão dentro da sua casa. Isso porque dispensa a instalação periódica de botijões de gás, evitando, dessa forma, o manuseio incorreto do material.

Controle e economia

Como já explicamos acima, muitas vezes, o consumo de gás é medido individualmente entre os apartamentos. Isso porque um maior controle do quanto você está gastando e, se for o caso, providenciar algumas economias. 

Sustentabilidade

O benefício de usar gás natural no condomínio é ainda maior. Esse recurso, além de ser mais econômico, contribui para reduzir a emissão de poluentes na atmosfera, sendo um fator importante para a preservação do meio ambiente.

Seu imóvel mais valorizado

Justamente por todas essas vantagens que descrevemos acima, os imóveis equipados com uma rede de gás canalizado são mais bem avaliados e valorizados no mercado imobiliário. 

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Rede de gás no condomínio: quais são os maiores cuidados? 

Agora você já sabe o porquê escolher por um apartamento com rede de gás é um ótimo negócio. Então, vamos para a próxima etapa. Quais são os principais cuidados que você deve tomar em relação a rede de gás do seu imóvel? Confira abaixo uma pequena lista que preparamos para você saber tudo sobre esse assunto. 

  • Não obstrua o acesso ao registro ou válvula de segurança do seu equipamento;
  • Mantenha o aquecedor de gás sempre limpo, regulado e em local ventilado; 
  • Utilize um pano de algodão com detergente neutro para limpar a mangueira flexível que liga o gás natural ao fogão; 
  • Mantenha produtos e objetos inflamáveis longe dos aquecedores a gás;
  • Não deixe que crianças mexam em aparelhos a gás;
  • Ao se ausentar por um período prolongado, feche o registro de segurança;
  • Não utilize o aquecedor de água para secar roupas ou armazenar produtos de qualquer espécie;
  • Solicite o auxílio de um profissional experiente que posicione o registro de segurança em local acessível para deficientes físicos; 
  • Solicite o auxílio de um profissional experiente caso note algum problema de qualquer natureza; 
  • Instale de um detector de vazamento de gás nas proximidades do aparelho;
  • Verifique se a mangueira, que liga o botijão de gás ao fogão, sempre que possível;
  • Deixe sempre o botijão em um lugar ventilado. Caso aconteça um vazamento o gás não irá acumular;

Que tal um vídeo explicando mais alguns cuidados complementares? Confira abaixo. 

(Bônus) Mais vantagens de morar em um condomínio?

Para começar a explicar melhor sobre como é morar em um condomínio, vamos iniciar pelas vantagens. Separamos algumas das que consideramos mais importantes para você. Confira abaixo. 

Mais segurança 

Os índices de criminalidade têm crescido dia após dia nas grandes cidades brasileiras. 

Diante desse fato, a segurança se torna um fator fundamental para quem deseja ter qualidade de vida. Proteger seu patrimônio, seus bens materiais e, principalmente, a vida de sua família deve ser uma prioridade.

Estrutura de lazer completa

Piscinas, campos de futebol, academias. Quem nunca sonhou em morar em um local em que você tenha acesso a todas essas atividades a qualquer hora do dia, não é?  

A diversão e o lazer também estão presentes no empreendimento e são responsáveis por conferir qualidade de vida aos moradores.

Qualidade de vida

Um condomínio reúne todas as principais estruturas para oferecer mais qualidade de vida para toda a família. 

Ao usufruir de uma área de lazer completa e de um espaço seguro, por exemplo, você tem a certeza de morar em um local que zela pelo seu bem-estar.

Custos de manutenção divididos

Assim como em um condomínio de apartamentos, no de casas, quando há necessidade de algum tipo de manutenção relacionada à infraestrutura do local, todos os moradores contribuem para compor o valor necessário. Além disso, todo o trabalho de manutenção rotineira nas áreas comuns é feito por prestadores de serviços.

Convivência com os vizinhos

Morar em um condomínio residencial pode ser uma boa para quem tem crianças, já que elas podem brincar com outras sem ter que sair do condomínio. Além disso, as áreas comuns, como piscinas, quadras e academias são bons lugares para promover a interação entre os moradores. 

Mais sobre o assunto? Então, confira esse texto no Blog da Arbo. 

Postagens relacionadas

aplicativos para controle financeiro

11 aplicativos de controle financeiro para quem precisa economizar

Precisa economizar, mas tá difícil ter disciplina? Conheça vários aplicativos de controle financeiro que podem ajudar! Cuidar bem do dinheiro requer uma boa dose de disciplina, né? Aqui no Blog da Arbo, já temos um artigo com várias dicas para quem quer guardar dinheiro para comprar um imóvel. Desta vez, reunimos uma lista com 11 […]

sair-do-aluguel

Saiba como a Arbo pode te ajudar a sair do aluguel

Está em busca do seu próprio imóvel para sair do aluguel? Saiba o que a Arbo pode fazer por você O mercado imobiliário está cada vez mais digital. A todo o momento, surgem novidades que visam facilitar o dia a dia das  pessoas que estão em busca de realizarem transações imobiliárias e sair do aluguel.  […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *