27 de setembro de 2021

Simulador de financiamento e o poder de compra

simulador-de-financiamento

Um dos primeiros passos para quem deseja fazer um financiamento de imóveis, é entender como funciona o simulador de financiamento. Confira neste texto. 

O financiamento é uma das alternativas de compra de imóveis mais usadas pelos brasileiros. Há algum tempo essa modalidade é oferecida tanto para quem deseja comprar o seu primeiro imóvel ou até mesmo realizar investimentos no mercado imobiliário. E um passo essencial para todos que desejam realizar financiamento é entender como funciona o simulador de financiamento. 

Isso porque é com o simulador que o interessado poderá projetar quais serão as parcelas e os juros de sua compra. Mas, você sabe como esse sistema faz esse cálculo? É sobre esse tema que vamos discutir neste texto do Blog da Arbo. 

Mas, antes de irmos direto para esse assunto, vamos explicar melhor sobre como funciona o financiamento de imóveis. 

Financiamento de imóveis: o que é? 

Neste tipo de modalidade de investimento imobiliário, o comprador empresta uma quantia a uma instituição financeira e firma o compromisso de pagá-la de forma mensal para adquirir um imóvel.

Ou seja, essa é uma ótima solução para pessoas que ainda não possuem condições de arcar com o valor integral de um determinado imóvel dividir esse pagamento em diversas parcelas, que podem se estender por vários anos.

Para financiar imóveis, no entanto, o interessado tem que cumprir com algumas obrigações. Uma delas é não poder negociar o imóvel enquanto o valor não for quitado 100%. Mesmo que esteja registrado no nome do comprador.

O mercado de financiamentos muda a todo o instante. Sempre surgem novos programas, sejam eles públicos ou privados, que tem o objetivo de incentivar as pessoas a comprarem as suas casas. 

Atualmente, eles podem ser divididos em diferentes tipos. Confira abaixo quais são eles para definir qual se encaixa na sua vida financeira atualmente. 

simulador-de-financiamento

Quais são os principais tipos de financiamento de imóveis?

De tempos em tempos, o mercado apresenta novas formas de financiar imóveis. Cada uma delas atende a um perfil de imóvel e de financiador diferente. Abaixo, confira algumas das principais: 

SFH (Sistema Financeiro de Habitação)

É o sistema de financiamento imobiliário mais comum entre os brasileiros. Os recursos provenientes do SFH podem ser utilizados para a compra, a reforma ou a construção de um imóvel. 

Nesta modalidade, o valor do financiamento deve ser de até 80% do total do imóvel. Além disso, a casa ou o apartamento não pode exceder o valor de R$ 1,5 milhão.

A taxa de juros anual dos financiamentos SFH é fixa e limitada pelo governo federal. Para usufruir do sistema, o indivíduo deve, além de selecionar um imóvel que se encontre nas condições citadas:

SFI (Sistema Financeiro Imobiliário)

Esse tipo de financiamento de imóveis está direcionado a cidadãos com necessidades específicas, que não estão previstas nos demais sistemas. Como, por exemplo, para quem deseja financiar um imóvel com o valor acima do de R$ 1,5 milhão. Além disso, em comparação com o SFH, que concede um financiamento de até 80% do valor do imóvel, o SFI pode chegar a até 90% do valor da casa ou do apartamento. 

O SFI é, também, menos criterioso na avaliação de crédito e, por isso, não estabelece um limite de comprometimento de renda, o que permite que o cliente pague parcelas com valores maiores. 

Casa Verde e Amarela

O programa Casa Verde e Amarela é o programa que substituiu o famoso “Minha casa, minha vida”. Ele consiste em uma tentativa do Governo Federal de facilitar o acesso de parte da população à moradia. Lançado em 2020, o público alvo do programa é composto por famílias de baixa renda. Para isso, a iniciativa irá disponibilizar subsídios com o valor de até R$ 140 mil para a compra de um imóvel.

Já as famílias que desejam reformar sua casa ou seu apartamento poderão contar com subsídios de até R$ 23 mil. As especificações desse programa são restritas a famílias que possuem uma renda mensal máxima de R$ 7 mil.

simulador-de-financiamento

Simulador de financiamento: como funciona? 

Agora que você já sabe como funciona o financiamento, vamos falar sobre o simulador em si. Passar por ele é uma etapa que todo mundo que está interessado na modalidade faz. Isso porque, é a partir dessa ferramenta que conseguimos prever qual será a quantia inicial das parcelas e quais serão as parcelas futuras do financiamento. 

A partir do resultado dessa simulação é possível iniciar o seu planejamento financeiro para dar conta de pagar as parcelas. Além de definir se o imóvel escolhido está ou não de acordo com os seus ganhos atuais. 

Para começar, é importante saber quais os fatores que influenciam no potencial de compra e qual a sua participação no resultado da simulação. 

Alguns dos principais são: 

Renda mensal familiar

Entrada

FGTS

Prazo de financiamento imobiliário

Taxa de juros

Idade 

Cada um desses itens influencia no quanto você irá pagar por mês em seu financiamento. Alguns por motivos bem claros. Por exemplo, a sua renda familiar e o quanto você irá poder dar de entrada por aquele imóvel. Alguns outros, como o FGTS e a idade, merecem uma explicação um pouco mais detalhada. Vamos lá. 

O FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é uma das maneiras que você tem de compor a entrada do seu financiamento, reduzindo o valor das parcelas financiadas. Ou seja, você tem a opção de resgatar o valor do seu FGTS para somar com o valor da sua entrada. Essa é uma opção que é bastante usada, principalmente para quem deseja comprar o seu primeiro imóvel. 

Já o prazo que você pretende pagar é um outro item que tem uma grande influência no quanto será a mensalidade do seu financiamento. Já que, quanto mais você aumenta o tempo de financiamento, menores ficam as parcelas. Porém, esse é um tempo limitado. A maioria das instituições financeiras têm o prazo máximo de financiamento de 360 meses.

Outro fator importante são as taxas de juros do momento da realização do financiamento. Isso porque, como o imóvel é um bem de alto valor, é muito afetado por essas taxas definidas pelo governo. Como, por exemplo, a Selic (taxa básica de juros). Quanto mais baixas elas ficam, mais as taxas de financiamento tendem a cair. Com esse crédito mais barato, o consumidor consegue financiar um imóvel de um padrão maior que antes.

E, por último, outro fator que pode alterar no valor dos prazos é a idade de quem está contratando o serviço. Em geral, as instituições acionam o MIP (Morte e Invalidez Permanente). Uma espécie de seguro que protege a instituição financeira em caso de morte do mutuário. 

Para usar o simulador de financiamento, o interessado tem algumas opções. Em geral, quase todas as instituições financeiras que realizam financiamento têm as suas próprias e as informações citadas acima, mais o valor do imóvel desejado, já é possível saber quais serão os valores das parcelas com o passar dos anos. 

Com uma rápida busca no Google, já é possível encontrar muitos simuladores de financiamento online para você fazer. 

Caso você queira continuar as suas pesquisas sobre financiamento de imóveis, o Blog da Arbo pode te ajudar. Por aqui, temos um texto com tudo o que você precisa saber sobre financiamento de imóveis em 2021. É um artigo completo com todas as informações atualizadas para você ficar por dentro de tudo sobre o assunto. 

Para ler, basta clicar aqui.

simulador-de-financiamento

Gostou das nossas dicas sobre simulador de financiamento de imóveis?

Agora que você já sabe quais são as principais vantagens e desvantagens de usar o simulador de financiamento de imóveis, pode considerar essa possibilidade de começar agora mesmo e se tornar um investidor imobiliário. 

Deixe para a gente a visão sobre o conteúdo apresentado neste texto. Não se esqueça de nos contar qual a sua opinião e expectativas sobre o cenário atual do mercado imobiliário e suas considerações sobre os investimentos em imóveis.

O Blog da Arbo possui inúmeros artigos que podem ser úteis para você, como as informações que você precisa saber para ser um corretor de imóveis e dicas para decorar sua casa ou apartamento – o que pode ser uma boa ideia para aumentar o valor de venda de seu imóvel. Não deixe de conferir!

Conheça, também, a Central de Ajuda da Arbo, que pode te auxiliar em diversos temas do cotidiano, como a emissão da segunda via de faturas e os melhores provedores de internet das principais cidades do Brasil.

E, para começar a investir em imóveis e anunciar seu imóvel de forma totalmente gratuita, a indicação é visitar o Portal da Arbo. Lá você encontra diversos imóveis disponíveis para venda e, também, informações sobre como anunciar sua propriedade para venda ou para locação.

Postagens relacionadas

material de construção

Tipos de material de construção: 5 itens essenciais

Vai construir ou reformar sua casa ou apartamento? Saiba mais sobre o material de construção que vai fazer parte da sua obra!  O material de construção pode ser dividido quanto a sua função, por exemplo: existem os que são responsáveis pela vedação, ou seja, fechar ambientes – como tijolos, portas e janelas. A qualidade e […]

como funciona o financiamento imobiliário

Descubra como funciona o financiamento imobiliário

O financiamento imobiliário é uma das formas mais fáceis de atingir o objetivo da casa própria. Veja como funciona essa modalidade de crédito. Quando tomamos a decisão de comprar uma casa ou um apartamento, uma das principais fontes de dúvidas é quanto às formas de pagamento. Quem não tem muita familiaridade com o tema pode […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *