13 de junho de 2024

Guia completo para se tornar um corretor de imóveis de sucesso e vencer na profissão

corretor de imoveis

Você aprenderá sobre habilidades essenciais, como comunicação, negociação, marketing e networking, além de descobrir como construir uma carteira de clientes e gerenciar sua imagem profissional.

O mercado imobiliário oferece inúmeras oportunidades, mas o profissional precisa saber mapeá-las e se preparar para aproveitá-las. O corretor de sucesso tende a obter uma posição de destaque nas regiões em que atua, pois está sempre em busca de novos conhecimentos sobre seu nicho de atuação e o perfil de seus clientes.

Neste post do Blog da Arbo, vamos abordar os aspectos essenciais para quem quer seguir esse rumo. Você verá o que diferencia os especialistas dos generalistas, quais habilidades devem ser desenvolvidas, as demandas do cliente e algumas ferramentas úteis para o profissional especializado.

O que é um corretor especialista?

O corretor especialista é aquele que estabelece seu trabalho com foco em um nicho específico do mercado imobiliário. Ele pode optar, por exemplo, em trabalhar apenas com imóveis de alto padrão ou com espaços para varejo. Também é possível trabalhar apenas com determinado perfil de cliente, como os investidores imobiliários. 

Muitas imobiliárias ainda optam pelo perfil oposto de corretor, o generalista, que atua com vários tipos de imóveis e atende clientes com perfis variados. Contudo, a questão é que o corretor pode ter a flexibilidade de atuar no nicho de mercado com o qual se identifica melhor ou tem mais afinidade.

Essa especialização traz um diferencial importante em termos de atendimento. O corretor focado em um segmento específico consegue se aprofundar para obter mais conhecimento sobre aquele mercado. Consequentemente, ele entende melhor a linguagem e as necessidades de seu público-alvo e usar técnicas de venda consultiva.

O corretor especialista é visto com maior frequência em imobiliárias menores, sobretudo em cidades com perfil voltado para o turismo. Em empresas maiores, esse modelo ainda é pouco explorado, embora tenha potencial para melhorar significativamente os resultados. 

Trata-se de um paradigma a ser quebrado. Afinal, a personalização no atendimento precisa ser um diferencial importante para a experiência do cliente. Além disso, o próprio título de especialista é um recurso importante para o marketing.

Nova call to action

Como se tornar um corretor especialista?

  • Determinar um nicho
  • Conhecer bem o público-alvo
  • Estar bem informado
  • Saber se comunicar

Determinar um nicho

O nicho é um recorte bem específico dentro de um mercado amplo. O corretor de imóveis que decide atuar dessa maneira passa a priorizar um grupo de possíveis clientes que têm necessidades e preferências muito singulares. Geralmente, esse público carece de um serviço personalizado e adaptado às suas demandas.

A escolha de um nicho de mercado pode levar em conta uma série de características:

  • demográficas: idade, renda, escolaridade, etc;
  • geográficas: bairro, cidade e outros elementos relacionados à localização;
  • nível do imóvel: premium, alto, moderado, barato;
  • elementos psicográficos: valores, atitudes, interesses;
  • preço do imóvel: alto, baixo, com desconto, etc.

Conhecer bem o público-alvo

Além de selecionar um nicho, o corretor especialista deve coletar o máximo de informações possível sobre o cliente que pretende atrair. Para isso, pesquise as características desse mercado. Que tipo de imóvel eles preferem? Que canais de comunicação eles usam? Que tipo de linguagem utilizam.

Para quem vai trabalhar com locação de imóveis para empresas, por exemplo, é interessante saber os ramos de atuação com mais força na cidade ou no bairro, quantos funcionários essas empresas costumam ter, quais características essenciais um imóvel deve ter para comportar seu fluxo de trabalho, entre outros aspectos.

Esse detalhamento é fundamental para que o corretor especialista consiga indicar os imóveis certos para os clientes certos. Dessa forma, as negociações ficam mais fáceis e as chances de concretização do negócio aumentam.

Estar bem informado

O mercado imobiliário é afetado por diversos fatores de natureza jurídica, econômica e até política. Cabe ao corretor especialista estar sempre bem informado para compreender como as alterações nessas variáveis mexem com a vida de seu público-alvo. Assim, você entende as motivações por trás das decisões do cliente.

Saber se comunicar

Todo esse conhecimento acumulado passa a fazer sentido quando o corretor especialista consegue articulá-los para estabelecer uma comunicação eficiente. E isso vale tanto em relação aos clientes quanto no networking com outros profissionais do ramo. Afinal, a troca de ideias com seus pares pode trazer insights valiosos.

Saiba mais sobre comunicação no próximo tópico!

Comunicação

comunicação

Mesmo sendo essencial para o sucesso pessoal e profissional, a comunicação assertiva e efetiva não é uma habilidade simples de ser adquirida. Isso porque demanda dedicação e, é claro, tempo de prática.

É claro que algumas pessoas têm mais facilidade para falar em público e para interagir com os demais, mas isso não significa que indivíduos mais tímidos não podem ter sucesso em sua comunicação.

Muito pelo contrário: qualquer um pode aprender como se comunicar bem. Os corretores de imóveis, por exemplo, estão em contato com seus clientes o tempo todo. Seja de forma presencial ou por meio do telefone e da internet, a comunicação com o consumidor é algo constante.

Por isso, fica fácil perceber que o corretor precisa, necessariamente, saber como se comunicar bem. Erros na interação e na interpretação podem, muitas vezes, comprometer o resultado de uma venda, o que é prejudicial para o profissional.

O que é comunicação assertiva?

A comunicação assertiva é uma das principais habilidades de um bom profissional. Essa competência indica que o indivíduo tem capacidade de se comunicar com os demais e, ainda, de conquistar e de convencer as pessoas, quando necessário.

Dessa forma, é evidente que o corretor de imóveis precisa ser assertivo ao se comunicar com seus clientes. Isso porque essa habilidade é fundamental não somente para a concretização da venda, mas também para a fidelização do cliente.

Entretanto, o que é comunicação assertiva de fato? Esta pode ser definida como a habilidade de transmitir informações de forma clara e respeitosa. Isso porque a comunicação assertiva pressupõe a criação de um diálogo, que tem o objetivo de contribuir com todos os envolvidos na interação.

No caso do corretor de imóveis, que precisa saber como se comunicar bem, a comunicação assertiva é essencial. No relacionamento com os clientes, o profissional precisa saber falar, mas também ouvir – e aqui está a importância de se estabelecer um diálogo claro e honesto.

Como se comunicar bem?

Aprenda a ouvir

O primeiro passo para aprender como se comunicar bem é entender a importância de saber ouvir. Ao contrário do que muitos pensam, a comunicação não está baseada somente no ato de falar, mas também de escutar e de compreender o que está sendo dito por outras pessoas.

Aprender a ouvir é, também, uma habilidade que pode ser adquirida e, para isso, precisa ser praticada. Para isso, tente ouvir o que as pessoas de uma conversa têm a dizer e não as interrompa.

Outro ponto que merece atenção é o egocentrismo. Muitos profissionais, além de interromper os colegas, se colocam como centro da situação. Isso prejudica a interação social e, muitas vezes, é possível perceber que esses indivíduos causam desinteresse em seus colegas de trabalho e em seus clientes.

Conheça o tema

Conhecer o tema de uma conversa ou de uma apresentação é fundamental. Isso porque, ao ter conhecimentos sobre o assunto, o profissional consegue se expressar de forma mais assertiva e eficiente. Isso faz com que as pessoas se interessem pela interação.

No caso dos corretores de imóveis, é essencial que estes saibam, por exemplo, tudo sobre um determinado imóvel durante uma visita. Isso porque, ao falar sobre a casa ou o apartamento, o profissional irá passar segurança ao cliente, que tende a confiar no que está sendo dito.

Fique atento à intensidade da voz

Se você deseja saber como se comunicar bem, deve saber que a intensidade da voz é um dos pontos principais. Dessa forma, é importante que, antes de falar, você perceba o ambiente em que está inserido e adeque o volume de sua voz.

Usar a intensidade incorreta pode comprometer todo o entendimento do que está sendo dito. Ao falar muito baixo, você demonstra insegurança e, por isso, seus colegas de trabalho ou seus clientes podem não sentir confiança no que está sendo dito.

Aja com naturalidade

Ao contrário do que muitos pensam, saber como se comunicar bem não envolve a criação de um personagem. A verdade é que você, como profissional, deve agir com naturalidade e ser você mesmo.

Não tente copiar a forma de falar e de apresentar de outra pessoa. As habilidades são aprendidas e demonstradas de formas diferentes e você tende a se destacar quando age de forma única e original.

Tenha opinião

A comunicação assertiva pressupõe a interação entre um emissor e um ou mais receptores. Isso porque seu objetivo é promover um diálogo entre os envolvidos. Nesse caso, é válido ressaltar que você deve ter – e defender – uma opinião.

Entretanto, isso não é suficiente. Para debater e mostrar suas considerações sobre determinado tema, você precisa ter embasamento, ou seja, não pode se apoiar em achismos que não possuem fundamento.

Uma dica importante é sempre conhecer o tema sobre o qual você deseja emitir uma opinião. Por isso, no caso do corretor de imóveis, é importante que o profissional esteja preparado para debater sobre diversos assuntos, o que demanda conhecimento e estudo.

Técnicas de persuasão e gatilhos mentais para corretores

persuasão e gatilhos mentais

Os gatilhos mentais podem ser utilizados em qualquer negociação imobiliária. Contudo, existem outras técnicas de persuasão que também podem auxiliar gestores e corretores no dia a dia.

Abaixo você vai conhecer cinco técnicas de persuasão, que, quando aplicadas corretamente, tendem a aumentar a performance dos profissionais. Contudo, antes de conferir as informações, é importante que você saiba que persuasão não tem relação alguma com a desonestidade.

Ser persuasivo significa mostrar ao potencial cliente que a venda ou que a locação será benéfica. Em hipótese alguma você, como corretor, deve mentir para o consumidor para concretizar uma negociação, uma vez que isso, a longo prazo, poderá ser prejudicial para seu histórico profissional.

Pronto! Nesse momento você já pode conferir as técnicas de persuasão para vender e/ou para locar mais imóveis. Veja a lista:

  • Nunca minta ou engane seu potencial cliente
  • Estude seu produto e colete o máximo de informações possíveis
  • Foque na qualidade do atendimento ao consumidor
  • Apresente todas as vantagens do produto que é oferecido
  • Respeite o tempo e as decisões dos clientes

Nunca minta ou engane seu potencial cliente

A primeira técnica de persuasão que você deve aprender é que, em hipótese alguma, você deve mentir ou enganar seu potencial cliente. Uma vez que você é desonesto e não se preocupa com as reais necessidades do consumidor, é possível que ele perceba e passe a não confiar em você.

Em qualquer negociação, mas, em especial no mercado imobiliário, estabelecer uma relação de confiança com o cliente é fundamental para o sucesso da negociação. Por isso, antes de pensar na venda, pense nas necessidades de seu consumidor e seja sempre verdadeiro.

Outro aspecto que você deve ter em mente é que, ao mentir para o cliente, além de perdê-lo, você poderá sofrer com o chamado marketing boca a boca. Isso significa que, ao ter uma experiência ruim com você, o potencial consumidor pode não recomendar seus serviços para amigos e conhecidos.

Estude seu produto e colete o máximo de informações possíveis

Conhecer seu produto é um dos fundamentos mais importantes para um corretor de imóveis. Isso significa que, ao apresentar uma casa ou um apartamento ao cliente – virtual ou presencialmente –, você deve saber tudo sobre o imóvel. Nunca deixe para conhecer a propriedade junto com o consumidor, pois ele irá perceber sua falta de preparo.

Estudar o produto é essencial porque, sem essa ação, não há técnicas de persuasão que consigam motivar o cliente a prosseguir com a negociação.

Conhecer o imóvel que está sendo apresentado significa fornecer informações que o cliente ainda não teve acesso no anúncio on-line. Durante a visita, então, fale sobre a arquitetura da casa ou do apartamento, bem como sobre os acabamentos e até mesmo sobre a construção do local.

Foque na qualidade do atendimento ao consumidor

qualidade do atendimento ao cliente é, com certeza, uma das técnicas de persuasão mais valiosas no mercado imobiliário. Uma vez que a negociação de um imóvel – seja para compra ou para locação – é mais complexa do que a de outros produtos, proporcionar uma boa experiência ao consumidor é mais do que essencial.

Nesse sentido, é importante oferecer um atendimento personalizado ao cliente. Trate seu consumidor como único, para que ele se sinta especial. Esse é um dos primeiros passos para que o potencial cliente se sinta confortável e sinta que pode estabelecer uma relação de confiança com você.

Durante o atendimento, é importante utilizar alguns gatilhos mentais, que devem ser escolhidos de acordo com o perfil, com os comportamentos e com as necessidades do consumidor.

Nunca exagere na utilização de gatilhos, pois, mais uma vez, o cliente pode notar e, com isso, sua experiência será considerada negativa. Mais uma vez, esse resultado poderá te trazer problemas no futuro.

Apresente todas as vantagens do produto que é oferecido

Apresentar todas as vantagens de um imóvel, de acordo com as necessidades e com as preferências do cliente, é uma das técnicas de persuasão mais eficazes que podem ser aplicadas por um corretor.

Para isso, é importante conhecer todos os objetivos que o consumidor deseja atingir com a compra ou com a locação do imóvel. Se o foco é, por exemplo, ter mais espaço para a família, é importante focar nesse aspecto.

Por outro lado, se o cliente deseja morar em uma boa localização, é essencial destacar os pontos importantes que estão situados nas proximidades do imóvel que está sendo apresentado.

Respeite o tempo e as decisões do cliente

Por fim, mas não menos importante, é essencial que você, como corretor, respeite o tempo e todas as decisões do cliente. Nunca se esqueça de que a persuasão não deve ser algo invasivo, mas sim uma auxiliar no processo de venda ou de locação de um imóvel.

Procure compreender todos os pontos levantados pelo consumidor durante a negociação e esteja preparado para lidar com as objeções. Isso não significa, entretanto, que você deve ser insistente.

Apresente o imóvel e todas as suas vantagens ao cliente e demonstre que a negociação seria benéfica para ele. Na sequência, dê a ele a oportunidade de pensar e de tomar uma decisão.

Veja mais sobre gatilhos mentais neste vídeo do canal Topo da Sabedoria, disponível no Youtube.

Bônus! 5 dicas de ouro de negociação e venda para corretores de imóveis

  1. Invista em preparação
  2. Seja transparente
  3. Tenha um método, não um roteiro
  4. Ofereça opções limitadas
  5. Escute mais do que fala

1. Invista em preparação

Uma negociação de sucesso nunca acontece por pura sorte. Mesmo que certas situações ocorram por acaso, o vendedor só consegue aproveitar as oportunidades que surgem quando está bem preparado. Por isso, vale a pena investir algum tempo para entender uma série de aspectos que facilitam as transações.

2. Seja transparente

Todo esse conhecimento acumulado com a preparação tem o propósito de permitir uma boa comunicação com o cliente, algo que demanda transparência. Negociação e venda se tornam mais efetivas quando há troca de informações. O corretor deve estabelecer uma canal aberto com o cliente para que ele se sinta confiante.

Afinal, como já mencionamos, é normal que nós tenhamos muitas inseguranças ao lidar com algo novo. A melhor maneira de quebrar essa primeira barreira é não segurar informações que não precisam ser omitidas. 

3. Tenha um método, não um roteiro

É muito difícil trabalhar com um roteiro quando se fala em negociação e venda porque, embora seja possível estabelecer alguns tópicos básicos, uma conversa sempre pode tomar um rumo inesperado. Por isso, a melhor saída é ter um método para guiar as perguntas a serem feitas aos clientes.

Uma das metodologias mais conhecidas é a SPIN Selling. Citada pela primeira vez em 1988 pelo autor Neil Rackham, uma das principais referências quando o assunto é venda consultiva, ela foi elaborada a partir de uma pesquisa que analisou cerca de 35 mil ligações de vendas em 20 países.

O nome SPIN vem da combinação das iniciais dos quatro componentes da metodologia: situação; problema; implicação e necessidade. Cada um deles demanda certos tipos de perguntas a serem aplicadas pelo vendedor, como veremos a seguir:

Situação

Esta é a etapa inicial, voltada para que o corretor aprenda mais sobre o consumidor e entenda os objetivos por trás de suas atitudes. As perguntas poder ser algo como:

  • Onde você mora atualmente?
  • Há quanto tempo mora neste lugar?
  • É uma casa própria ou alugada?
  • Quantas pessoas moram com você?
  • Onde você trabalha? É perto ou longe de casa?
  • Como você imagina um imóvel ideal para você?
Problema

Agora, é a vez de investigar os pontos que podem ser um problema para seu cliente. É a hora de perguntar sobre suas dificuldades e aspectos que causam insatisfação:

  • Por que você quer ser mudar?
  • Há algum problema com sua residência atual?
  • Há algum problema com o bairro em que você mora?
Implicação

Nesta terceira etapa, as perguntas servem para ajudar o consumidor a perceber o quanto esses problemas o atrapalham no dia a dia. Para isso, as perguntas precisam ser baseadas nos problemas que ele apontou. Se uma das dificuldades é morar em um bairro perigoso, a pergunta pode ser algo como:

  • Será que sua qualidade de vida vai melhorar depois de mudar?
  • Se você continuar morando onde está, o risco é maior?

Perceba que são perguntas que o próprio cliente vai responder e que o corretor não precisa direcionar uma resposta. Elas geram impacto e criam um senso de urgência, fazendo com que o consumidor fique mais disposto a tomar uma atitude para resolver o problema.

Necessidade

Essa é uma etapa um tanto desafiadora, pois as perguntas tem o objetivo de fazer com que o próprio consumidor descreva os benefícios que procura:

  • Você se sentiria melhor em uma casa ou em um apartamento?
  • Que bairros você considera mais interessantes?
  • De quantos quartos você precisa?
  • De quantas vagas na garagem você precisa?
  • Qual faixa de preço é interessante para você?

Repare que o SPIN Selling difere de outras estratégias de vendas mais tradicionais porque coloca a pessoa a ser atendida como centro da conversa. O produto em questão só é citado no último momento. Um dos princípios dessa metodologia é que as pessoas não procuram por produtos ou serviços, mas sim por “transformações”, ou seja, benefícios para suas próprias vidas.

4. Ofereça opções limitadas

Como vimos no tópico anterior, uma das utilidades do método SPIN Selling na negociação e venda de imóveis é despertar no consumidor o senso de urgência. O passo seguinte é limitar as opções do consumidor para agilizar seu processo de análise e, consequentemente, a resposta. 

Conhecendo suas necessidades, você pode selecionar em sua carteira de imóveis aqueles que aumentam a probabilidade de fechar negócio. Ao apresentar ao cliente apenas essas opções pré-selecionadas, a negociação tende a demorar menos. 

A mesma lógica serve para marcar uma visita. Oferecer dois horários para que ela aconteça é melhor do que apenas dizer “que dia você vai estar livre?”. Chegar com algo mais concreto incentiva a outra parte a assumir um compromisso, ao contrário de uma pergunta muito aberta, que dá margem para indecisões.

5. Escute mais do que fala

Praticamente tudo o que foi abordado neste artigo converge para este último ponto. Saber ouvir é tão ou mais importante que saber falar. Como você viu, a relação com o lead do início ao fim da jornada de compra demanda do corretor a habilidade de perceber em que estágio ele está. 

Tentar acelerar o processo de um lead que ainda não está pronto para conversão pode ter o efeito inverso ao que você deseja. De fato, algumas das reclamações mais frequentes de consumidores a respeito de corretores de imóveis se referem à insistência destes em ligar em momentos inoportunos ou apresentar imóveis que não tem nada a ver com o perfil desejado.

O protagonista da conversa sempre deve ser o consumidor. Cabe ao corretor ficar atento aos sinais que ele emite antes de dar o próximo passo. Trata-se, portanto, de uma questão de sensibilidade. 

Como um corretor pode aumentar a produtividade?

Um corretor de imóveis precisa gerenciar seu tempo de forma correta, especialmente devido à quantidade de atividades que devem ser realizadas em um único dia. Por isso, é fundamental que o profissional saiba como aumentar a produtividade e, com isso, otimizar suas tarefas e, é claro, obter melhores resultados em sua performance.

Muitos corretores de imóveis não destinam tempo ao planejamento de sua rotina e, por isso, podem se ver perdidos diante da infinidade de compromissos que precisam ser resolvidos em um único dia. Essa falta de organização compromete tanto a produtividade quanto os resultados do profissional.

Diante desse cenário, é essencial que o corretor de imóveis adote práticas para aumentar a produtividade. Atualmente, com a tecnologia, é possível contar com o auxílio de diversas ferramentas.

Saiba mais sobre produtividade neste vídeo do canal Prazer, Karnal – Canal oficial de Leandro Karnal, disponível no Youtube.

Quais os benefícios de ser um corretor produtivo?

Um corretor de imóveis produtivo representa uma vantagem não somente para a imobiliária, mas também para si mesmo. Isso porque, quanto mais negócios fecharem, mais retorno financeiro terá.

Porém, essa não é a única vantagem que o profissional que decide aumentar a produtividade usufrui. Na lista abaixo você vai conferir os principais benefícios de ser produtivo. É válido ressaltar que as vantagens são válidas para todos os profissionais, não somente para corretores de imóveis.

Expansão da empresa e/ou do profissional no mercado

Um corretor de imóveis produtivo pode tanto expandir a marca da imobiliária para a qual trabalha quanto expandir seu nome como uma referência no mercado, o que consiste em uma enorme vantagem, uma vez que o setor é altamente competitivo no Brasil.

Ao conseguir produzir mais em menos tempo – que é um recurso –, você pode atender mais clientes de forma organizada e personalizada. A experiência do consumidor é fundamental para que ele se torne um promotor de sua empresa e, também, de seus serviços.

Geração de diferenciais competitivos

Outro aspecto importante que sustenta a importância de aumentar a produtividade dos corretores de imóveis é a geração de diferenciais competitivos.

Como você já deve saber, o mercado imobiliário está repleto de empresas e de profissionais. Por isso, é necessário encontrar diferenciais para se destacar em comparação com os demais.

Quando um corretor é produtivo, ele tende a resolver problemas em pouco tempo e, com isso, se destaca com o cliente. O consumidor que busca comprar ou alugar um imóvel, na maioria dos casos, está repleto de dúvidas e deseja obter as respostas o mais rápido possível.

Redução de recursos para alcançar os mesmos objetivos

Um corretor de imóveis produtivo tende a utilizar a tecnologia ao seu favor, uma vez que, com o uso de ferramentas pensadas para estes profissionais, é possível reduzir os recursos, especialmente no que se refere ao tempo e aos investimentos financeiros.

Suponha que você, como corretor, configurou um bot em seu WhatsApp Business para realizar o pré-atendimento de seus leads. Nesse caso, você está otimizando tempo, uma vez que, quando for atender o cliente, de fato, terá todas as informações necessárias para dar início à busca por um imóvel para comprar ou para alugar.

Essa ação simples pode reduzir – e muito – o tempo de atendimento aos clientes. Muitas vezes, essa etapa inicial causa prejuízos ao corretor, uma vez que muitos leads são desqualificados e, assim, o profissional perde tempo e direciona seus esforços a um cliente que não está realmente interessado em fechar negócio.

A configuração de um bot é apenas um dos exemplos de ferramentas que podem ser utilizadas para otimizar o tempo e, assim, aumentar a produtividade de corretores de imóveis.

Outra plataforma essencial para a rotina de corretores de imóveis – e, também, de gestores de imobiliárias – é o CRM (Customer Relationship Management). Com o sistema, é possível concentrar a organização e o atendimento em um único lugar.

Arbo Performance

Você pode saber mais sobre o CRM e sobre o que avaliar para escolher a ferramenta nesse artigo publicado no Blog da Arbo.

Aprenda a aumentar a produtividade como corretor de imóveis com 3 dicas

Para que um corretor de imóveis consiga aumentar a produtividade em sua rotina diária, é importante estar atento à organização e ao planejamento das tarefas. Contudo, existem outras ações que podem auxiliar nesse processo.

Abaixo você vai encontrar três dicas para começar a aumentar sua produtividade no seu próximo dia de trabalho:

Estude o mercado imobiliário

O mercado imobiliário está em constante atualização no Brasil e no mundo. Por isso, você deve estar sempre bem informado sobre tudo que acontece no setor. Estudar e acompanhar o mercado irá te fornecer conhecimentos importantes, que irão te ajudar no dia a dia – o que irá reduzir significativamente o tempo de várias tarefas.

Organize suas tarefas diárias e semanais e estabeleça uma ordem de prioridade

Além de estudar o mercado, é essencial organizar as tarefas em ordem de prioridade para conseguir aumentar a produtividade durante a rotina profissional. Para isso, é possível trabalhar com atividades e metas diárias ou semanais.

Caso opte por listar suas tarefas pelos dias da semana, é importante pontuar todos os detalhes, como o objetivo da tarefa, o que será necessário para realizá-la, a data limite e, é claro, seu lugar na lista de prioridades diárias.

Utilize a tecnologia ao seu favor

Mais uma vez, é essencial ressaltar o papel da tecnologia no processo de aumentar a produtividade dos corretores de imóveis. Você já sabe que o CRM é uma ferramenta indispensável no mercado imobiliário, mas existem outras que podem ser muito úteis.

Uma agenda virtual, por exemplo, pode ser sua maior aliada no dia a dia. Utilize-a para anotar seus compromissos e não se esqueça de escrever o máximo de detalhes possível. O Google Agenda e o Calendário Outlook são boas plataformas para esse fim.

Além disso, é possível contar com bots para a realização da etapa de pré-atendimento. A configuração desses robôs costuma ser simples e, muitas vezes, você mesmo pode realizá-la de forma autônoma.

As redes sociais para corretores.

A transformação digital já é uma realidade e as empresas precisam se adaptar ao cenário. Dessa forma, é possível afirmar que as mudanças impactam, também, os profissionais. No caso do mercado imobiliário, as redes sociais para corretores de imóveis são ferramentas essenciais tanto para concretizar vendas quanto para nutrir os clientes com informações e com um bom relacionamento.

Apesar de sua importância, as mídias digitais nem sempre são utilizadas de forma correta pelos profissionais. Essas ferramentas, quando aplicadas de forma estratégica, são grandes aliadas do marketing imobiliário.

Quais são as principais redes sociais para corretores de imóveis?

redes sociais para corretores

Se seus clientes estão no mundo digital, você também precisa estar. Isso porque, ao utilizarem as redes sociais, os consumidores são impactados tanto por conteúdos destinados ao entretenimento quanto por conteúdos que os direcionam a comprar um produto ou um serviço.

E é claro que você deve usar isso para alavancar seus negócios. Dessa forma, é importante que você, como corretor de imóveis, conheça as principais redes sociais e, também, saiba como utilizá-las da forma correta para concretizar mais vendas e para se relacionar melhor com seus clientes.

Na lista abaixo você confere as principais redes sociais para corretores de imóveis:

Facebook

O Facebook é a rede social mais popular de todo o mundo e, de acordo com dados da plataforma, quase três milhões de usuários acessam a ferramenta todos os meses.

A plataforma foi criada em 2004 e, desde então, tem sido utilizada por profissionais de diversas áreas para a produção de conteúdo voltado às vendas e ao relacionamento com os clientes.

No Brasil, o Facebook conta com quase 130 milhões de usuários ativos e, atualmente, mais de 80 milhões de empresas utilizam a plataforma para alavancar seus negócios no mundo digital.

Dessa forma, é importante que, para suas atividades profissionais, você crie uma página no Facebook, que deve ser informativa. Além disso, esta deve ser um canal de contato com você, para que seus clientes façam questionamentos com mais facilidade.

A boa notícia sobre o Facebook é que, além da página de conteúdos, a ferramenta permite que você anuncie seus imóveis. Os anúncios podem ser veiculados tanto em sua página quanto em grupos específicos quanto na aba marketplace.

Portanto, se você deseja obter uma boa performance no Facebook, é importante ter conhecimentos sobre a geração de conteúdos e, também, sobre a gestão de anúncios. É possível, também, contratar profissionais especializados na área para gerenciar sua rede social.

Instagram

Fundado em 2010, o Instagram é, atualmente, uma das redes sociais mais utilizadas do mundo, especialmente pelo público jovem – cuja faixa etária varia de 15 a 40 anos. A plataforma foi comprada pelo Facebook em 2012 e, desde então, tem sido utilizada por muitas empresas para fins profissionais.

Segundo dados da plataforma, mais de um bilhão de usuários acessam a rede social todos os meses e cerca de 90% destes seguem, pelo menos, um perfil comercial – ou seja, uma empresa. 

O Instagram tem o objetivo de proporcionar aos usuários o compartilhamento de fotos e de vídeos. Para isso, a rede social passa por constantes atualizações, que demandam conhecimento por parte dos profissionais.

Atualmente, o Reels é uma das ferramentas mais utilizadas do Instagram, especialmente porque é uma forte concorrente ao TikTok, rede social concorrente. E é claro que os corretores de imóveis devem utilizá-la para estar em contato com seus clientes.

O engajamento das publicações do Instagram é muito maior do que o do Facebook e, por isso, você deve utilizar a rede social para a criação de conteúdos relevantes, que irão atingir não somente seu público, mas também outros usuários da plataforma.

LinkedIn

Antes de começar a utilizar o LinkedIn, você precisa saber que a ferramenta é a maior rede social profissional de todo o mundo. Ao contrário do Facebook e do Instagram, a plataforma é utilizada somente para fins profissionais e, por isso, você deve estar atento aos conteúdos que compartilha.

Como corretor de imóveis, é interessante que você utilize o LinkedIn como uma forma de estabelecer parcerias profissionais e para fortalecer seu posicionamento on-line. É claro que você também pode utilizar a ferramenta como um canal de comunicação constante com seus clientes.

O LinkedIn possui mais de 41 milhões de usuários ativos todos os meses e pesquisas indicam que a geração de leads na rede social é mais eficaz do que no Facebook, por exemplo.

Dessa forma, é importante que você utilize a plataforma da maneira correta. Lembre-se de que a rede social é voltada aos negócios e, por isso, conteúdos voltados para o entretenimento não são bem-vindos.

TikTok

Por fim, é necessário completar a lista com o TikTok. A plataforma, que teve seu crescimento impulsionado pela pandemia de covid-19 em 2020, foi o aplicativo mais baixado no último ano.

Com boas tendências de crescimento em 2021, a rede social estima que, mensalmente, mais de 1,2 bilhões de usuários passem pela plataforma para consumir conteúdos. Esse fato deixa claro que você, como corretor de imóveis, também precisa estar presente nessa rede social.

O TikTok é utilizado, principalmente, por pessoas mais jovens, especialmente aquelas com idades entre 15 e 30 anos. Por isso, ao contrário do LinkedIn, os conteúdos devem ser mais leves e descontraídos. Entretanto, não se esqueça: isso não significa que estes não precisam ser informativos.

Recentemente, o corretor de imóveis Ricardo Martins se tornou um fenômeno da rede social. Os conteúdos do profissional são compostos, principalmente, por vídeos motivacionais e, também, pela exposição de imóveis de luxo.

O sucesso de Martins é um dos exemplos que mostram que é possível utilizar o TikTok de forma profissional e, assim, nutrir seus clientes com conteúdo informativo e de qualidade.

Como corretores podem obter resultados através das redes sociais de forma assertiva?

As redes sociais para corretores de imóveis são ótimas ferramentas para a angariação de leads e para a nutrição do relacionamento com clientes e com potenciais clientes. Entretanto, para que a estratégia seja efetiva, é necessário seguir alguns passos.

Escolha as redes sociais adequadas

No tópico acima você pôde conhecer as principais redes sociais para corretores de imóveis. Entretanto, isso não significa que você deve estar presente em toda. Na realidade, a escolha das plataformas em que vai atuar depende do tipo de conteúdo que você deseja produzir e, principalmente, do público que você quer atingir.

Suponha, por exemplo, que seu foco é criar conteúdos para clientes iniciantes, ou seja, que nunca compraram ou alugaram um imóvel. Nesse caso, é possível que os consumidores pertençam a uma faixa etária mais jovem, o que sugere que seus conteúdos devem estar presentes em redes sociais como o Instagram e o TikTok.

Entretanto, se você deseja atingir um público mais específico, como investidores e compradores de imóveis de luxo, é importante criar conteúdos mais profissionais e, para isso, a principal indicação é investir no LinkedIn.

Apesar dos exemplos citados, não existem regras para a produção de conteúdo e para a escolha das redes sociais. Isso porque você pode adequar sua estratégia a todas as plataformas, caso deseje, e, assim, pode atingir diferentes públicos.

Estude sobre marketing digital imobiliário

O marketing digital imobiliário é uma área abrangente e, para saber como criar conteúdos e se posicionar nas mídias on-line, é essencial que você estude – e muito!

Dessa forma, é importante que você faça cursos voltados para o tema e esteja atualizado sobre as principais tendências das redes sociais. Caso prefira, pode, também, contratar um profissional ou uma agência especializada.

Seja criativo

As redes sociais permitem que todos os profissionais criem conteúdos e, para se diferenciar de seus concorrentes, é necessário que você seja criativo.

É claro que você pode se inspirar em perfis semelhantes ao seu, mas não é aconselhável copiar os conteúdos. Além de configurar plágio – que é crime no Brasil -, a ação não é benéfica para seus negócios, já que seus clientes podem perceber que o conteúdo é uma réplica.

E se você pensa que a criatividade é um dom, está enganado. É possível ter boas ideias de conteúdos após estudar e analisar o marketing digital imobiliário. Lembre-se sempre de diferenciar seu perfil dos demais.

Agora você já sabe o básico para crescer na sua carreira e se tornar um corretor de sucesso. Para aprender ainda mais, cadastre-se em nossa newsletter gratuita. Você receberá novos conteúdos exclusivos toda semana, com dicas para aprimorar diversos aspectos do seu trabalho e informações do setor imobiliário. É só preencher o formulário abaixo:

joão pedro autor
João Pedro Binatto

João Pedro Binatto é professor de língua portuguesa, redator e copywriter. É com essas experiências em redação e marketing que está há 2 anos no mercado imobiliário e, hoje, atua na área de eventos na Arbo. Tem como compromisso ajudar gestores e imobiliárias a realizarem suas rotinas ainda mais feliz e descomplicadas.

Postagens relacionadas

descrições de imóveis

Passo a passo para criar boas descrições de imóveis

Confira como produzir boas descrições de imóveis, melhorar os resultados dos anúncios e ter a inteligência artificial como aliada. Ter boas descrições de imóveis pode ser mais importante do que você imagina para atrair clientes para os produtos de sua carteira. Muitas vezes, os corretores e as imobiliárias focam apenas nas fotos dos imóveis, esquecendo […]

corretor de imóveis atendendo clientes

5 estratégias para gerar leads no setor imobiliário

Quer alavancar as vendas com tecnologia? Veja algumas estratégias para gerar leads e ampliar os resultados do seu negócio! Os efeitos da transformação digital estão cada vez mais evidentes no comportamento do consumidor no mercado imobiliário. Cada vez mais acostumados com serviços online e atendimento ágil, todos nós damos preferência a empresas que estejam adaptadas […]

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *