27 de setembro de 2021

Site para imobiliária: saiba como criar um e vender mais!

site para imobiliária

Precisa criar um site para sua imobiliária? Veja o que é necessário para oferecer a melhor experiência aos usuários e vender mais!

Hoje em dia, ter um site já não é mais uma questão de opção, afinal, dificilmente um negócio se sustenta sem ter alguma presença na internet. Investir em um site para sua imobiliária significa estar menos dependente da divulgação feita a partir de outros portais, algo que fortalece sua marca e pode reduzir o custo de aquisição de leads.

Mas o que é necessário para ter um site de sucesso? Neste post do Blog da Arbo, vamos dar a você uma visão geral sobre o tema. Você verá quais os elementos essenciais para montar seu site e como fazer com que ele se destaque em meio à concorrência. Confira!

Como fazer um site para imobiliária?

Logo de cara, é bom saber que ter um bom site requer planejamento. Tudo precisa ser pensado cuidadosamente para que o resultado final seja bom. Veja por onde começar:

Escolher um domínio e uma hospedagem

Seu site precisa ter um domínio, ou seja, o endereço que as pessoas vão digitar para acessá-lo, também chamado de URL. A maior parte dos endereços seguem o padrão nomedaempresa.com ou nomedaempresa.com.br. Os domínios precisam ser registrados e é necessário pagar pelo direito de uso, mas o valor não é alto.

O custo de um domínio que ainda não tenha sido registrado por ninguém costuma ser de R$ 30 por ano. Contudo, pode ser que alguém já tenha registrado aquele domínio antes. Aí, a melhor opção é pensar em outro nome para o site, que seja diferente do domínio já registrado mas mantenha relação com sua marca.

Com o domínio registrado, você vai precisar de um serviço de hospedagem. Trata-se do servidor onde as informações do seu site vão ficar armazenadas para serem acessadas pelos usuários da internet. Existem três tipos mais comuns de hospedagem:

  • hospedagem compartilhada, quando você paga um valor mais baixo e seu site divide o servidor com outros sites;
  • hospedagem dedicada, quando seu site tem um servidor só para ele (fica mais caro que a compartilhada, mas o desempenho é melhor);
  • hospedagem na nuvem, quando o site não fica em um servidor físico, mas sim em um rede com vários servidores conectados. 

A escolha do melhor modelo de hospedagem depende do tamanho do seu site e a estimativa de quantos acessos terá. O servidor precisa estar pronto para receber uma certa quantidade de acessos sem preocupações com sobrecarga. 

Tenha uma plataforma para gerenciar o conteúdo

Os sites precisam ter uma plataforma para gerenciar o conteúdo. A mais utilizada é o WordPress.org, mas há outras opções, como Wix e Joomla. O importante é que elas oferecem as ferramentas necessárias para editar o visual e organizar os textos, as imagens, os vídeos e qualquer outro conteúdo que seu site possa ter. 

Planeje o conteúdo do site

Por falar em conteúdo, tudo que for publicado em seu site precisa ser útil para os usuários e estar organizado de maneira lógica. Esses fatores são importantes para que os visitantes tenham uma boa experiência e também contribuem para que ele seja bem posicionado em sites de busca como o Google – voltaremos a falar disso mais adiante.

Um site para imobiliária precisa ter ao menos quatro tipos de páginas:

Página inicial

A página inicial é a porta de entrada do seu site, aquela que vai aparecer sempre que o usuário digitar seu endereço diretamente no navegador. Como se fosse a fachada de uma loja, ela precisa ser visualmente agradável, mostrar aos visitantes uma prévia do que ele vai encontrar ali e colocar seus principais produtos em destaque.

Páginas para cada anúncio

Um site para imobiliária precisa dedicar páginas exclusivas para cada imóvel a ser anunciado. Assim, as informações ficam mais organizadas e mais fáceis de otimizar para o rastreamento do Google. 

Dentro dessa página, é necessário ter uma ficha com todas as informações sobre o imóvel e algumas fotos dele, pelo menos. Mas, como ainda veremos neste texto, é bom ter outros recursos interessantes para que o visitante possa interagir. 

Página “Quem somos

Essa seção é uma espécie de carta de apresentação da sua empresa. É aqui que a marca fala sobre missão, visão e valores, além de estabelecer uma conexão com o visitante ao mostrar-se confiável. Contar um pouco da história da empresa, seja por textos, fotos ou vídeos, também é interessante.

Página “Contato”

A página de contato apresenta os diversos canais que o usuário pode utilizar para se comunicar com a empresa, seja um número de telefone, os perfis nas redes sociais, um endereço de email, entre outros. Isso é fundamental para que o visitante saiba a quem recorrer quando tiver uma dúvida.

Como se diferenciar de outros sites?

Os itens que mencionamos no tópico anterior são o básico que qualquer site deve ter. Contudo, para se destacar, é necessário ir além. Como um dos segmentos mais impactados pelas novas tendências oriundas da transformação digital, o mercado imobiliário demanda sites otimizados, inovadores e integrados a outras plataformas. 

SEO

Você já ouviu falar em SEO? Essa é a sigla para Search Engine Optimization (Otimização para mecanismos de Busca). Trata-se de um conjunto de boas práticas que precisa ser adotado durante o desenvolvimento de um site para que ele seja rastreável por mecanismos de busca – o Google, principalmente – e seja apresentado ao seu público-alvo.

Toda vez que um usuário faz uma pesquisa no Google, um algoritmo complexo rastreia a internet em uma fração de segundo para encontrar os resultados mais relevantes. Quem aparece nas primeiras posições acaba levando vantagem. 

Estima-se que, em média, o site que aparece em primeiro para determinada busca obtenha 33% dos cliques dos usuários. O segundo colocado recebe cerca de 16% dos cliques, o terceiro fica com 10%, e assim por diante. Dificilmente um usuário avança até a segunda página.

Estar bem posicionado no ranking requer estratégia. As boas práticas de SEO incluem a produção de conteúdo com base em palavras-chaves, ou seja, os termos que as pessoas costumam pesquisar para encontrar o que você vende. Essas palavras-chave, evidentemente, são disputadas entre diversos concorrentes. E é por isso que conteúdos de qualidade são importantes.

Você também já deve ter percebido que, ao fazer uma pesquisa, muitos dos resultados mostrados são anúncios. Essa é uma outra estratégia de marketing digital que complementa a estratégia de SEO. 

A diferença é que o SEO trabalha para obter um bom posicionamento de forma orgânica, sem a necessidade de pagar ao Google por um espaço privilegiado. E isso faz todo sentido, visto que os usuários já reconhecem a diferença entre o que é anúncio e o que não é, e preferem ir direto aos resultados orgânicos em muitos casos.

Além de ter um site otimizado em termos de SEO, essa estratégia pode ser reforçada com a produção de um blog com conteúdos voltados às necessidades e dúvidas do seu público. E, é claro, o mix de marketing digital fica mais forte com a produção de vídeos para o YouTube e materiais para redes sociais como Instagram e Facebook.

Recursos interativos e layout responsivo

Para encantar o visitante, é crucial oferecer uma experiência de uso fluida, imersiva e que entregue ao usuário aquilo que ele deseja com agilidade. No caso de um site para imobiliária, além de textos sobre o imóvel e fotos, por que não adicionar um tour virtual em vídeo?

Esse tipo de recurso já existe, mas novas possibilidades já surgem no horizonte. No caso de um imóvel na planta, é possível pensar em um modelo interativo 3D em que o visitante consegue visualizar o projeto por vários ângulos ou até “caminhar” pelos cômodos usando equipamentos de realidade virtual. O futuro do mercado imobiliário está logo ali, batendo à porta. 

De nada adianta ter um site muito bonito e cheio de recursos sofisticados se ele não for responsivo, ou seja, rápido e adaptável a telas de tamanhos diferentes. É cada vez maior o volume de buscas pelo smartphone, por tanto, seu site deve ser desenvolvido para ter um bom desempenho nesses aparelhos. Aliás, a experiência mobile é um dos fatores de rankeamento do Google.

Integração com CRM

Além de se preocupar em como os usuários utilizam seu site, é fundamental garantir que a informação obtida por meio dele será útil para sua empresa e facilitará o trabalho no funil de vendas. Para isso, ele precisa ter uma integração com seu sistema de CRM (Customer Relationship Management).

Os parceiros da Arbo, por exemplo, contam com uma plataforma que recebe os leads vindos do site e os direciona para os corretores em tempo real. A partir daí, todo o fluxo de atendimento é realizado via aplicativo e os gestores têm todos os dados dos quais precisam para analisar e aperfeiçoar o desempenho por meio de ferramentas de Business Intelligence.

Site para imobiliária é com a Arbo

Investir em um bom site significa ganhar visibilidade, fortalecer sua marca e estreitar o relacionamento com o cliente. E sua empresa pode ter tudo isso sendo parceira da Arbo, uma startup criada para promover transações felizes no mercado imobiliário. Para isso, fornecemos tecnologia e metodologia para imobiliárias e corretores autônomos.

Quer saber mais? Acesse o Portal Arbo e conheça as soluções desenvolvidas para as necessidades do seu negócio!

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

taxa-de-corretagem

Taxa de corretagem: descubra o que é

Está pensando em ser corretor de imóveis? Então, você precisa saber o que é a taxa de corretagem e como ela pode ser a principal forma de remuneração para o seu trabalho. Confira no texto.  Um corretor imobiliário tem algumas maneiras diferentes de receber a remuneração pelo seu trabalho. Uma das principais é a taxa […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *