18 de outubro de 2021

Análise prescritiva: o que é e por que usar na sua imobiliária?

análise prescritiva

A análise prescritiva é uma das metodologias fundamentais no desenvolvimento de ferramentas de gestão. Veja como ela pode ser aplicada em sua imobiliária!

Você já deve ter ouvido falar em termos como Big Data e Machine Learning. Eles estão por trás de todas as inovações recentes no mundo da tecnologia, mas você sabe como elas são desenvolvidas? A análise prescritiva é um dos pilares que sustentam os poderosos algoritmos que nos trouxeram tantas facilidades nas últimas décadas.

Neste post do Blog da Arbo, vamos explicar melhor o que esse conceito representa. Você aprenderá o que é análise prescritiva, os motivos que a tornam tão importante para a gestão de negócios e como ela pode ajudar na sua imobiliária. Confira!

O que é análise prescritiva?

A análise prescritiva é uma metodologia que faz previsões e simulações a partir do processamento de dados. Para isso, são utilizados sistemas baseados em algoritmos capazes de reconhecer padrões em determinada base de dados. Por meio de cálculos matemáticos, esses algoritmos obtêm informações e fazem prognósticos sobre as possíveis soluções de um problema.

Esse tipo de análise já está presente em nossas vidas de muitas formas. Um exemplo disso é o algoritmo desenvolvido pelo YouTube, que recomenda novos conteúdos com base naqueles que um usuário já assistiu. O sistema analisa os padrões de uso de cada pessoa para identificar seus gostos e interesses e, a partir daí, encontrar outros vídeos que possam ser relevantes para ela.

Aplicativos como Google Maps e Waze também aplicam a análise prescritiva. Depois que o usuário indica o local de saída e o de chegada, eles selecionam rotas possíveis a partir de dados coletados de todos os usuários que já fizeram trajetos semelhantes. É a partir do cruzamento dessas informações que eles conseguem indicar quanto tempo a viagem deve durar.

Essa dinâmica faz com que a análise prescritiva também seja chamada de análise de recomendação. Dentro das organizações, ela é realizada com base em três pilares:

Análise descritiva ou exploratória

A análise descritiva ou exploratória usa estatísticas para explicar os dados da maneira como eles se apresentam no momento. Ela é relativamente simples e mostra, por exemplo, quantos acessos um site teve em determinado período ou quantas vendas uma loja fez para endereços de um bairro específico.

Trata-se de uma análise que fornece respostas rápidas para perguntas simples, sem exigir cálculos complexos. Geralmente, essas respostas estão em relatórios que os sistemas geram de forma automática e que trazem informações como médias, medianas, percentuais, valores máximos e mínimos, entre outros.

Análise preditiva

A análise preditiva é aquela que utiliza fórmulas para fazer estimativas sobre um parâmetro desconhecido. Tais fórmulas podem ser compostas por cálculos matemáticos e declarações lógicas construídas de acordo com os dados de uma base preexistente. 

As grandes redes de varejo são bons exemplos da aplicação da análise preditiva. Com base em seu longo histórico de vendas, empresas como Amazon e Walmart conseguem estimar quais produtos terão maior demanda em certos períodos do ano. Dessa forma, elas se organizam para que o estoque não fique desequilibrado.

Também é possível utilizar esse recurso para tentar identificar clientes que estejam perto de cancelar um serviço de acordo com seus padrões de uso. Assim, uma empresa pode tomar atitudes para evitar que isso ocorra.

Conhecimento de negócios

As análises descritiva e preditiva só fazem sentido quando estão bem alinhadas com as necessidades específicas de cada negócio. É necessário identificar as métricas de desempenho que fazem sentido em cada setor e os tipos de dados necessários para avaliar a eficiência dos processos internos.

As informações coletadas internamente também podem ser cruzadas com aquelas que vem de fora, as que mostram o comportamento do mercado. Com isso, os gestores terão em mãos uma ferramenta robusta para fundamentar suas decisões.

Por que usar análise prescritiva na imobiliária?

Há muitas razões para justificar o investimento em tecnologias baseadas em análise prescritiva para sua imobiliária. Elas podem ser resumidas em três aspectos fundamentais para a sustentabilidade de um negócio a longo prazo.

Otimização de processos

O uso da análise prescritiva agiliza a tomada de decisão em vários níveis, desde as tarefas mais básicas até as mais complexas. Negócios que ainda utilizam muitos processos manuais para gerenciar o cadastro de clientes, por exemplo, podem automatizar boa parte deles. 

Com isso, os colaboradores já não têm suas rotinas tão comprometidas com atividades repetitivas e enfadonhas. Consequentemente, poderão se dedicar ao que o consultor Peter Drucker chama de “trabalho do conhecimento” – atividades que demandam atenção, comunicação e criatividade. Resumindo em poucas palavras, ganha-se produtividade.

Gerenciamento de recursos

Como processos ágeis e precisos, sua imobiliária vai valorizar o recurso mais valioso do qual dispomos: o tempo, não só da sua equipe, mas dos clientes também. Além disso, um sistema baseado em Big Data é essencial para áreas como o marketing, que demanda boa parte dos recursos financeiros de uma imobiliária.

Uma das principais características do marketing digital é o uso de Big Data para direcionar anúncios para o público correto. Plataformas como Google e Facebook, por exemplo, fornecem dados extremamente detalhados sobre a eficiência das campanhas e permitem torná-las cada vez mais eficazes.

Redução de riscos

Ao estabelecer processos melhores e gerenciar melhor o orçamento, sua empresa estará mais preparada para lidar com o cenário de transformação constante do setor imobiliário. Métodos de trabalho obsoletos foram substituídos por outros que também podem virar coisa do passado de uma hora para outra. Quem antecipa essas tendências têm uma vantagem competitiva relevante.

Como melhorar a gestão da sua imobiliária?

Para aperfeiçoar a gestão da sua imobiliária, você precisa de sistemas desenvolvidos especificamente para atender às necessidades desse segmento. A plataforma desenvolvida pela Arbo, por exemplo, foi criada a partir da experiência de profissionais que estão há mais de uma década no mercado.

Por isso, nossos parceiros contam com um software de CRM (Customer Relationship Management) adaptado à rotina de corretores de imóveis e gestores. Ele está diretamente conectado a um aplicativo para celular que ajuda os corretores a prestar atendimento com agilidade e precisão.

Assim que um lead é captado por um dos diversos canais de marketing, o profissional recebe uma notificação para dar início ao atendimento. Dentro do app, ele terá todas as informações sobre o cliente e o imóvel pelo qual ele se interessou. Dessa forma, a comunicação fica muito mais rápida e efetiva.

Além disso, todo o andamento da negociação pode ser registrado pela plataforma. Com isso, os gestores têm em mãos uma ampla variedade de informações que contribuem para identificar a necessidade de melhorias no fluxo de atendimento.

banner ebook atendimento imobiliário 5.0

O CRM também permite acompanhar em detalhes o investimento em anúncios e identificar aqueles que deram maior retorno. Com isso, sua imobiliária vai se concentrar em estar onde o cliente realmente estiver. 

A tecnologia da plataforma Arbo usa todo o potencial do Big Data e do Machine Learning para proporcionar transações ágeis e seguras. Dessa forma, as imobiliárias se preparam para os desafios do mundo digital e os clientes desfrutam de uma experiência diferenciada no atendimento.

Agora que você sabe o que é e para quê serve a análise prescritiva, que tal conferir mais conteúdos com dicas para aperfeiçoar a gestão do seu negócio? Cadastre-se na nossa newsletter gratuita e receba nossos novos materiais toda semana, direto no seu e-mail. é só preencher o formulário abaixo. 

Acompanhe as novidades do Blog da Arbo!


Cadastre-se e receba por e-mail nossa newsletter com tudo que você quer saber sobre imóveis. É grátis!

Postagens relacionadas

business-intelligence

Business intelligence para imobiliárias: como usar?

O conceito de business intelligence ganha cada vez mais relevância no contexto empresarial. Para que sua imobiliária seja beneficiada pela tecnologia, é importante conhecer o termo e suas funcionalidades É possível que você já tenha se deparado com o conceito de business intelligence – também chamado de BI – durante sua rotina profissional. Entretanto, será […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *