25 de setembro de 2021

Virei síndico, e agora?

síndico

Ser síndico é uma tarefa importante que requer várias responsabilidades. Saiba tudo sobre essa profissão neste artigo da Arbo!

Você já deve ter percebido que a demanda por síndicos têm aumentado nos últimos anos. Isso porque, além da construção de diversos novos prédios todos os anos, o aumento no número de condomínios fechados também tem impactado na ascensão da profissão. Se você virou síndico recentemente, esse texto é pra você.

Essa profissão requer conhecimento em diversas áreas como contabilidade, leis, administração, dentre outras. Além disso, o síndico é pago a partir da taxa condominial, que todos os moradores pagam mensalmente. Fique com a gente porque iremos explicar tudo o que você precisa saber!

Síndico: o que é e o que faz

O síndico é o profissional responsável pela administração de um condomínio, planejando e gerenciando as demandas técnicas e dos moradores. Estamos acostumados a ver síndicos que são moradores do prédio ou condomínio fechado em que moram, mas você sabia que isso não é regra?

Existe hoje o síndico profissional, e a demanda por esse tipo de serviço vem crescendo cada vez mais entre os condomínios. A diferença entre um morador e um síndico profissional, é que o último recebeu um treinamento para isso. 

Assim, o síndico de um condomínio, independente se ele for morador ou um profissional, terá que aprender a trabalhar com questões técnicas, gestão de pessoas, questões jurídicas e até mesmo saber um pouco sobre finanças. 

Basicamente o síndico fica responsável pela contratação e gerenciamento dos funcionários, como zeladores e porteiros, além de estar ciente de todos os problemas que acontecem no condomínio e precisam de um certo planejamento para serem solucionados. Ou seja, toda a questão de reparos, reformas, problemas de perturbação da ordem e uma série de outros fatores que podem surgir. 

Além disso, o síndico também deve convocar assembleias com os moradores, já que diversas das decisões que ele irá tomar terão que contar com um consenso entre as pessoas que moram no prédio ou condomínio fechado.

Para saber mais sobre o que faz um síndico assista ao vídeo As funções e obrigações do síndico no canal TV Síndico Legal, disponível no YouTube: 

Qual a importância dessa profissão?

O síndico é essencial para a administração de um condomínio, pois nem todos os moradores têm tempo para decidir quais tarefas devem ser desempenhadas para a melhor administração do coletivo. Assim, a figura de um profissional responsável por tudo isso é muito importante e garante a ordem entre os condôminos. 

Além disso, com o grande crescimento no setor imobiliário, referente a condomínios, como a construção de prédios e condomínios fechados, a demanda por síndicos tem crescido muito. Isso porque praticamente toda a administração do condomínio está nas mãos desse profissional. 

Atualmente, existem tantas ferramentas digitais, que o síndico pode assumir essa função de um escritório ou de sua própria casa, fazendo visitas regulares aos condomínios que administra.  Nesse cenário, fica ainda mais fácil para esses profissionais garantirem uma gestão adequada. 

síndico

Por isso, se você está pensando em se candidatar para ser síndico em seu condomínio ou pensa em ser um síndico profissional, deve ter em mente que a responsabilidade de administrar um ambiente como esse requer muita empatia e o desejo constante de prezar pela qualidade de vida dos moradores. 

Quanto um síndico profissional ganha?

A prática de se tornar um síndico profissional se popularizou no início dos anos 2000, com o Art. 1.347 na Lei Federal 10.406/02, que permitiu a contratação desse tipo de profissional. O período da gestão do síndico, segundo o artigo, não pode ser superior a 2 anos, mas ele tem a possibilidade de ser reeleito. 

Para isso, são convocadas assembleias entre os moradores, que irão decidir se o profissional está ou não fazendo um bom trabalho. O síndico pode fazer uma série de cursos disponíveis no site da ABRASSP (Associação Brasileira de Sìndicos e Condomínios), como o de administração, contabilidade, sustentabilidade e engenharia, todos voltados ao nicho específico de um condomínio

Inclusive, a ABRASSP também oferece cursos básicos de síndicos, que podem ser feitos por moradores que irão desempenhar a atividade.. 

O salário de um síndico profissional pode variar muito, já que ele será acordado entre os moradores, por isso, não existe um valor fixo para essa profissão. Entretanto, quanto maior for o condomínio, maior é a remuneração do síndico profissional, já que ele terá mais coisas para administrar. 

síndico

Assim, pode-se dizer que um síndico ganha entre R$1.500 a R$5.000, dependendo do condomínio, podendo ser um valor superior ao mostrado aqui. Além disso, o síndico profissional pode trabalhar em mais de um condomínio, fazendo com que ele receba um valor superior a R$5.000. 

Veja algumas dicas para você que se tornou síndico

Se você se tornou um síndico recentemente no prédio que mora, ou está pensando em se tornar um síndico profissional, preste atenção nas dicas a seguir, elas serão importantes para seu modo de administrar todas as demandas. 

Conheça as normas e as leis condominiais

Conhecimento nunca é demais, isso é fato. Para você se tornar um bom síndico, deve ter em mente que existem uma série de leis e normas que você deve conhecer. Isso porque uma de suas atribuições será a resolução de conflitos, em que você deve ter pleno conhecimento dos direitos e deveres dos moradores. 

Você pode se inteirar sobre o que o Código Civil fala sobre condomínios, através da Lei nº 10.406/02 que já foi citada anteriormente. Leia os artigos, estude e assim você poderá lidar com diversas situações de uma forma mais segura. 

Comunique-se

Cada condomínio terá suas demandas específicas, por isso, você deve exercitar o poder da comunicação. Converse com os moradores sobre eventuais problemas, saiba quais são as principais melhorias que eles querem que sejam feitas, além de reclamações e outras situações. 

Será muito importante para você, que será o síndico do condomínio, ter pleno conhecimento daquilo que poderá ser alterado em sua gestão. Por exemplo, a coleta seletiva é algo que com certeza você pode implementar no condomínio. 

Além disso, você também deve se comunicar muito com os funcionários, que sempre estão de olho nas regras que os moradores estão cumprindo ou não. Você pode criar um canal de comunicação para que todos coloquem as principais demandas que estão observando. 

Verifique a estrutura do condomínio

É crucial que você mantenha uma rotina de inspeção na estrutura do condomínio, já que ela deve estar toda regularizada. Assim, faça uma inspeção nas fachadas, garagem, térreo, áreas comuns, rede hidráulica, elétrica e de gás. 

Todo esse cuidado pode resultar em constantes melhorias para a qualidade de vida do condômino, bem como para a segurança de todos. Fique por dentro da documentação, para ver se está tudo em dia e se não faltam nenhum papel importante.

Seja transparente

É muito comum que problemas aconteçam por falta de transparência, já que a omissão leva à desconfiança, o que com certeza atrapalha todo o processo de administração. E, sem confiança, um síndico não estará prestando um bom serviço aos condôminos.

Por isso, sempre seja transparente em relação aos gastos do condomínio e às decisões tomadas para o bem comum, como reformas e reparos. Além disso, proponha a participação de todos os moradores no condomínio para que você crie uma conexão e empatia com os condôminos, assim podendo fazer seu serviço com qualidade. 

Vá para o digital

Hoje em dia existem diversos aplicativos e sites especializados que podem te fornecer muitas ferramentas ótimas para a gestão de um condomínio. Seja aliado dessas ferramentas e permita que todos fiquem por dentro do que está acontecendo em sua gestão, por meio da internet. 

A maioria dos cidadãos brasileiros possui smartphone, o que significa que se você implementar uma estratégia digital para sua gestão, com certeza será visto como inovador e um bom síndico para o condomínio. Por isso, não perca tempo e pesquise a fundo as principais ferramentas que podem te auxiliar. 

E aí, o que você achou deste conteúdo?

Se você gostou deste artigo sobre o dia a dia da profissão de um síndico, não deixe de compartilhar com seus colegas. Deixe no comentário o que você mais gostou de saber. E se você tiver sugestões de conteúdos para o nosso Blog, também pode deixar nos comentários!

Com certeza a profissão de síndico só tende a crescer nos próximos anos, por isso, é muito importante se manter informado sobre o assunto para trabalhar da melhor maneira possível! Se você está querendo se mudar para um condomínio, conheça as vantagens de morar em um condomínio fechado!

Postagens relacionadas

assinatura-digital-em-contratos-imobiliarios

Conheça a assinatura digital em contratos imobiliários

O processo de compra, venda e locação de imóveis pode parecer complexo. Entretanto, é possível contar com mecanismos que desburocratizam as ações, como a assinatura digital em contratos imobiliários A transformação digital já é uma realidade em diversos setores da economia. E no mercado imobiliário não é diferente. Com o objetivo de facilitar e desburocratizar […]

consórcio imobiliário

Descubra se o consórcio imobiliário vale a pena

O consórcio imobiliário é uma das principais formas de realizar o sonho da casa própria. Veja como esse tipo de financiamento funciona e se ele vale a pena para você. Quem está planejando comprar um imóvel está sempre em busca de mais informações para garantir a melhor escolha. Nesse momento, é normal surgirem muitas dúvidas, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *