21 de maio de 2022

Vasos decorativos: veja como usar os itens

vasos-decorativos

Quer criar ambientes mais charmosos e aconchegantes usando vasos decorativos, mas não sabe em quais estilos apostar ou onde colocá-los? Chegou a hora de conferir algumas dicas para essas peças indispensáveis

Poucos objetos são tão versáteis quanto os vasos decorativos. Eles cabem bem em todos os cômodos da casa, podendo adaptar-se à cozinha, sala de estar, quarto e até mesmo ao banheiro. O Blog da Arbo selecionou algumas dicas preciosas para você que pensa em incluir esses objetos à decoração do seu lar, mas ainda não sabe como.

Seja em uma área aberta ou fechada da sua casa, vasos decorativos oferecem infinitas possibilidades para você criar efeitos visuais incríveis, agregando mais estilo e sofisticação ao seu cômodo. Mas você sabia que esse objeto já tem sido utilizado pela decoração há milênios? Vamos descobrir onde surgiram os vasos decorados e suas diferentes utilidades de acordo com o passar do tempo.

Onde surgiram os vasos decorativos?

vasos-decorativos

Os primeiros vasos de que se tem notícia são da Pré-História: eram feitos de barro, sem asa e comumente utilizados de forma prática, para o armazenamento de alimentos, água e remédios. Na Grécia Antiga, embora ainda tivessem a mesma finalidade, os vasos já eram dedicados com belíssimas ilustrações. Alguns deles, inclusive, eram também ferramentas para contar diversas histórias e mitos.

Embora existam diversos modelos, variando em formatos, cores e tamanhos, vasos decorativos de determinados períodos e civilizações podem conter alguns elementos em comum. É o caso dos vasos egípcios, que optam principalmente por cores terrosas, como o marrom, o vermelho e o preto. De acordo com a cultura egípcia, cada cor utilizada tem seu significado. Por exemplo, o vermelho representa energia e poder. Já o preto está relacionado à fertilidade e regeneração, enquanto o dourado representa a eternidade.

Na China, a tradição cerâmica é milenar, tendo início há mais de oito mil anos, no Período Neolítico (de 8000 a.C. até 5000 a.C.). Os vasos decorativos chineses estão entre as maiores contribuições da China para o mundo da decoração, contando com peças elegantes de alto valor no mercado graças ao seu requinte.

Nos dias de hoje, os vasos perderam um pouco seu lado utilitário, mas são alternativas excelentes para melhorar significativamente a estética de qualquer espaço. E é claro que uma peça que acompanhou a humanidade por tanto tempo sem ficar antiquada merece estar presente na sua casa. Por isso, vamos às dicas de como usar vasos decorativos no seu imóvel.

Como escolher o vaso decorativo ideal?

Antes de escolher o vaso perfeito para a decoração da sua casa, é preciso analisar detalhadamente algumas questões, como o tamanho, as cores, a finalidade e o cômodo que receberá a peça. Com tantos modelos disponíveis por aí, essa simples missão pode levar mais tempo do que você imagina.

O tamanho do vaso decorativo

Para escolher o vaso ideal, é fundamental utilizar técnicas de visualização, imaginando a peça desejada no local de destino, a fim de identificar se ela pode agregar à estética do cenário sem tornar-se um problema.

Ou seja, é tudo uma questão de proporção: vasos decorativos grandes são mais do que bem-vindos em ambientes mais espaçosos, mas um cômodo pequeno pede uma peça menor. Isso porque, por mais que um vaso grande seja lindo e imponente, ele pode atrapalhar a rotina da sua casa se for colocado em uma área de fluxo constante. Já um vaso pequeno pode quebrar a harmonia de um determinado cômodo, devido à sua diferença quando comparado aos outros objetos e mobília presentes.

As cores de vasos perfeitos para você

Se você já escolheu o tamanho da peça, é preciso pensar nas cores e estampas. Analise a paleta de cores do cômodo e pense em vasos que sigam a mesma cartela. Desta forma, você consegue harmonizar as cores do ambiente e evitar um contraste muito brusco.

No entanto, a regra pode ser contrariada em ambientes com cores predominantemente neutras, como uma cozinha com tons claros. Nestes casos, vasos decorativos com cores mais vivas e estampas chamativas tornam-se o grande diferencial do espaço, destacando-se e valorizando ainda mais o ambiente.

Se sua casa possui uma decoração mais puxada para o estilo rústico, os vasos feitos de barro e argila são ótimas opções. Para espaços com decoração contemporânea, é válido investir em peças de metal e cerâmica.

vasos-decorativos

Diferentes formatos para uma única peça

Escolher o formato do vaso que fará parte da decoração da sua casa é, sem sombra de dúvidas, a parte mais simples do processo. Isso porque, diferentemente das cores e tamanhos, que podem influenciar na harmonia do ambiente e até mesmo no espaço útil do cômodo, o formato é um quesito que depende mais do gosto pessoal.

Existem vasos decorados nos mais variados formatos. Para quem deseja ousar na decoração, é interessante mesclar modelos e garantir uma personalidade forte para o cômodo.

Como usar corretamente vaso decorativo no ambiente?

Agora que você já escolheu o vaso perfeito para a decoração da sua casa, chegou a hora de decidir como utilizar a peça. Aqui, existem dois caminhos possíveis: você pode utilizar seus vasos decorativos para abrigar plantas e flores ou apostar no vaso vazio.

Embora essa questão seja mais pessoal e vá de acordo com a sua preferência, é importante levar em consideração a superfície em que você pretende colocar o vaso escolhido. Vasos decorativos vazios são comumente utilizados sobre mesas de centro, aparadores e bancadas, dando um aspecto muito mais luxuoso para a mobília. Vasos maiores também são uma ótima alternativa para decorar o chão de uma sala ou hall de entrada, desde que os cômodos não sejam tão pequenos.

Mas, se você quiser inspirar a natureza em sua casa e investir em vasos com suas plantas ou flores favoritas, é importante atentar-se ao tamanho da peça, para que ela consiga comportar confortavelmente o tipo de planta escolhida e manter uma boa proporção.

Vasos com plantas são excelentes para decorar os quartos, cozinha ou banheiro de uma casa. Em todos os casos, é preciso atentar-se às necessidades da espécie escolhida, para garantir que ela receberá toda a iluminação e ventilação necessárias, além de não correr o risco de expor sua plantinha a uma temperatura inadequada.

vasos-decorativos

Cactos e suculentas são opções perfeitas para quem ainda não tem o costume de cuidar de uma planta, mas quer dar um toque especial ao ambiente: além de não precisarem de tanta luminosidade, essas duas plantinhas exigem pouco cuidado, e você pode regá-las apenas duas ou três vezes por mês.

Na cozinha, você pode unir o útil ao agradável e cultivar ervas ou temperos em pequenos vasos decorativos. Assim, além de transformar a estética do ambiente, você ainda consegue criar uma opção totalmente funcional e criativa para o cômodo, até mesmo facilitando o processo de preparo dos alimentos.

Para aquele cantinho utilizado para os estudos ou home office, recomenda-se optar por vasos decorativos mais discretos. É importante seguir essa regra, porque este tipo de ambiente, similar a um escritório, pede um clima mais tranquilo e opções mais chamativas de cores ou estampas podem tirar toda a sua concentração dos estudos ou trabalho.

Faça você mesmo

Se você quiser deixar seu imóvel ainda mais com a sua cara, pode personalizar seus próprios vasos decorativos. Pensando nessa possibilidade muito criativa e divertida, a Arbo selecionou um vídeo do canal Viva Decora – Casa, Decoração e DIY, no YouTube, para que você aprenda, passo a passo, como fazer um vaso de cerâmica. O vídeo é curtinho e prova que, mesmo sem ser um profissional do ramo, é possível criar belas peças para a decoração da sua casa. Confira agora mesmo:

Sua casa muito mais alegre

Não se esqueça da dica já mencionada aqui sobre mesclar formatos. Desde que haja uma harmonia entre os vasos e o ambiente, é mais do que válido apostar em peças diferentes, que valorizem o cenário e tragam mais sofisticação para o seu lar. Defina bem o estilo de casa que você quer ter e escolha vasos decorativos que combinem com o restante da decoração e que tenham um tamanho proporcional ao do cômodo e dos outros móveis. Assim, você utilizará da forma mais adequada possível esse objeto milenar e essencial para a história da decoração, garantindo uma decoração mais alegre e detalhada para sua casa.

Ficou mais fácil escolher os vasos decorativos da sua casa?

Agora que você já conferiu todas as sugestões da Arbo para usar vasos decorativos no seu imóvel, chegou a hora de compartilhar com a gente sua opinião sobre as dicas. Não esqueça de nos contar quais tipos de vasos fazem mais o seu estilo na caixa de comentários abaixo.

No Blog da Arbo, você encontra muitos outros conteúdos sobre decoração e até mesmo artigos sobre as principais cidades do Brasil. Aliás, você já conhece o bairro da Liberdade, em São Paulo? É um pedacinho do Japão no coração da maior cidade brasileira!

Você também pode conferir outras dicas de decoração para sua casa: Descubra como as velas decorativas podem dar uma cara nova aos ambientes e Como usar almofadas decorativas em sua sala. Tudo bem detalhado para facilitar o processo de valorizar seu espaço e deixá-lo ainda mais parecido com o seu jeito de ser.

E não deixe de visitar também o Portal da Arbo, com diversas opções de casas e apartamentos incríveis por todo o país. Acesse agora mesmo e confira

Postagens relacionadas

sala-minimalista

Sala minimalista: saiba como aplicar a decoração

Quer renovar os cômodos de seu imóvel e pensa em algo simples, mas moderno? Então a sala minimalista é uma opção que você precisa conhecer Decorar com pouco é o princípio básico do estilo minimalista. A tendência é bastante comum entre os brasileiros, já que preza pela organização e pela funcionalidade dos ambientes. Por isso, […]

adega-em-casa

Descubra como montar uma adega em seu imóvel

O brasileiro nunca consumiu tanto vinho como neste último ano de pandemia e algumas pesquisas confirmam isso. Sabendo dessa paixão pela bebida, hoje vamos te mostrar como montar uma adega na sua casa ou apartamento! Para um bom apreciador de vinho, nada mais frustrante do que abrir uma garrafa e perceber que o sabor não […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *